Seguir o O MINHO

Braga

Distrito de Braga com níveis muito elevados de exposição aos raios UV

IPMA

em

Foto: DR

O distrito de Braga, à semelhança de quase todas as regiões de Portugal continental e arquipélago da Madeira apresenta esta terça-feira um risco muito elevado de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).


No continente, todos os distritos, com exceção de Viana do Castelo, Vila Real, Porto, Viseu e Guarda (níveis elevados), apresentam hoje risco muito elevado.

No arquipélago dos Açores, as ilhas do Faial, Terceira e São Miguel apresentam risco elevado e as Flores estão com níveis moderados.

O índice ultravioleta varia entre 1 e 2, em que o risco de exposição à radiação UV é baixo, 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).

Para as regiões com risco muito elevado e elevado, o IPMA recomenda a utilização de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao Sol.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Anúncio

Braga

Surto em lar da Misericórdia de Braga. Há 24 infetados e um óbito

Covid-19

em

Bombeiros Sapadores desinfetaram instalações. Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

Uma das três estruturas residenciais para idosos da Santa Casa da Misericórdia de Braga tem 24 pessoas infetadas com covid-19, 18 utentes e sete funcionários.

A notícia é avançada pelo Porto Canal, que dá conta de já ter ocorrido um óbito por entre os 18 idosos infetados.

O primeiro caso foi detetado no passado domingo, na ERPI D. Diogo de Sousa, e foi ativado o plano de contingência, levando a que todos os utentes e funcionários fossem testados.

A administração do lar escusou-se a prestar declarações.

O concelho de Braga regista 912 casos ativos de covid-19, menos 171 do que na quinta-feira.

O município contabiliza agora 3.496 casos desde o início da pandemia, mais 142 em 24 horas.

Há ainda mais 312 doentes curados nas últimas 24 horas, totalizando 2.648 recuperações desde o início da pandemia.

Há 78 óbitos a lamentar, mais um desde quinta-feira.

Por fim, estão 1.317 pessoas em isolamento profilático, mais 129 do que na quinta.

Continuar a ler

Braga

Números covid descem em Braga. Há agora 912 infetados ativos

Covid-19

em

Foto: O MINHO

O concelho de Braga regista 912 casos ativos de covid-19, menos 171 do que na quinta-feira.

O município contabiliza agora 3.496 casos desde o início da pandemia, mais 142 em 24 horas.

Há ainda mais 312 doentes curados nas últimas 24 horas, totalizando 2.648 recuperações desde o início da pandemia.

Há 78 óbitos a lamentar, mais um desde quinta-feira.

Por fim, estão 1.317 pessoas em isolamento profilático, mais 129 do que na quinta.

Continuar a ler

Braga

Terras de Bouro requalifica e alarga estrada que dá acesso a cascatas no Gerês

Obras públicas

em

Foto: DR

747 mil euros para requalificar a estrada da Ermida, na serra do Gerês. É este o montante que a Câmara de Terras de Bouro vai investir no alargamento e repavimentação dos sete quilómetros da via que serve a aldeia e dá acesso às cascatas a milhares de veraneantes.

“É um anseio com décadas dos 200 moradores da zona”, disse o Presidente do Município, Manuel Tibo a O MINHO.
O Município enviou, quarta-feira, o procedimento de abertura de concurso público para publicação em Diário da República, o qual prevê que a obra esteja concluída 180 dias após a adjudicação: “cumprindo todos as exigências legais, penso que a empreitada estará terminada antes do verão de 2021”, disse.

Para poderem concorrer, e além do respetivo alvará, as empresas terão de consultar os cadernos de encargos, tendo o vencedor de depositar cinco por cento do valor da obra, para que esta lhe seja adjudicada.

Manuel Tibo adiantou que a requalificação da estrada – correspondente ao Caminho Municipal 1276 – envolve o seu alargamento e repavimentação: “é uma via muito degradada, que os moradores da aldeia da Ermida, pedem que seja requalificada há mais de 12 anos”, disse.

A estrada, com sete quilómetros, que parte de Pereiró e vai até à Ermida, serve diariamente os 200 habitantes da localidade, mas tem grande movimento no verão, pois serve de acesso às cascatas, visitadas por centenas de turistas.

“Com todos os procedimentos legais envolvidos, penso que a empreitada pode arrancar no começo de 2021 e estar concluída antes do verão”, adiantou o autarca.

Continuar a ler

Populares