Seguir o O MINHO

Alto Minho

Melgaço celebra transumância, tradição com mais de 900 anos

Dia do Brandeiro

em

Foto: Divulgação / CM Melgaço (Arquivo)

A população de Melgaço vai subir à montanha, no fim de semana, para celebrar a cultura da transumância, tradição com 900 anos recriada no Dia do Brandeiro, um dos pontos altos das festas daquele concelho do Alto Minho.

A transumância, que ocorre entre maio e setembro na serra da Peneda, à entrada do Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG), é uma tradição secular que chegou a mobilizar uma centena de brandeiros em meados do século XX.

A aldeia de Branda da Aveleira, situada a 1.120 metros de altitude, na freguesia de Gave, é uma das muitas brandas que se encontram espalhadas pelas zonas mais altas daquele concelho do Alto Minho.

Foto: Divulgação / CM Melgaço (Arquivo)

É constituída por cerca de 80 casas, denominadas cardenhas, todas muito rústicas, de sobrado e corte térreos, que formam um conjunto ímpar não só pela sua tipicidade, como também por serem de fácil acesso.

As cardenhas eram os abrigos dos brandeiros, pastores que cumpriam a chamada transumância.

Aí permaneciam de abril a setembro, para retirar partido de melhores pastos, e regressando à aldeia quando as chuvas e ventos agrestes prenunciavam o fim de mais um ciclo.

O programa do Dia do Brandeiro, comemorado todos os anos no primeiro fim de semana de agosto, inclui no sábado, pelas 13:30, um cortejo etnográfico.

Durante os dois dias, os visitantes terão ainda a oportunidade de observar a cultura brandeira através da feira das tradições do Brandeiro e dos produtos locais, com destaque para a broa de milho, o cabrito recheado no forno de lenha, os produtos de fumeiro e o vinho Alvarinho.

Além do Dia do Brandeiro, o programa municipal Melgaço em Festa inclui na sexta-feira um espetáculo do festival internacional de folclore “O Mundo a Dançar”, o mercado municipal entre 09 a 11 de agosto, um concerto com António Zambujo e um espetáculo piromusical, no 11 de agosto.

Uma festa castreja, que decorrerá em Castro Laboreiro, no PNPG, entre 14 a 16 de agosto com a recriação de tradições como a carpeada, danças típicas, uma boda castreja, e um concurso do cão de Castro Laboreiro, a gala de patinagem e a festa do emigrante, completam o programa preparado pela Câmara de Melgaço.

Anúncio

Viana do Castelo

Colisão seguida de despiste contra árvore condiciona EN13, em Viana

Uma vítima transportada para o hospital de Viana

em

Foto: Paulo Lima no grupo de Facebook "operação Stop Viana do Castelo"

Uma colisão entre duas viaturas, seguida de um despiste contra uma árvore, condicionou o trânsito na Estrada Nacional (EN) 13, em Afife, Viana do Castelo, disse a O MINHO fonte dos bombeiros.

O alerta foi dado cerca das 08:30 horas da manhã desta quinta-feira, mobilizando ambulância e vários meios da GNR.

Do acidente resultou uma vítima, um homem, cuja idade não foi possível apurar.

No local estiveram os Bombeiros Voluntários de Viana do Castelo, efetuando transporte da vítima para o Hospital de Viana, com ferimentos considerados “ligeiros”.

Dado o grande aparato que o acidente provocou naquela estrada nacional, foram acionados vários meios da GNR para controlar o trânsito, que chegou a estar cortado naquela via.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Morreu Carlos Anjos, colecionador de mais de 30 mil brinquedos em Ponte de Lima

Impulsionador do Museu do Brinquedo Português

em

Carlos Anjos em entrevista. Foto: RTP

Carlos Anjos, antigo proprietário de um espólio com cerca de 30 mil brinquedos de fabrico português, residente em Ponte de Lima, morreu esta quarta-feira, anunciou fonte próxima da família.

Era conhecido por percorrer o país em busca de brinquedos antigos, algo que, segundo o próprio, se tornou um vício. Terá começado pelo colecionismo de apitos de barro, passando depois para peças em madeira.

Deixou, recentemente, todo o seu espólio ao Museu do Brinquedo Português, situado na vila limiana, depois de estabelecer um protocolo com a autarquia local e com a Associação Concelhia das Feiras Novas.

Natural de Chaves, onde viveu até aos cinco anos, morou ainda em Angola, no Porto, até se instalar em Ponte de Lima. Exercia a profissão de oficial de justiça.

Em entrevista dada à RTP, em dezembro de 2018, o colecionador explica que o primeiro brinquedo que colecionou foi um carro de bombeiros, datado de 1940, que encontrou “num caixote do lixo de um fabricante de brinquedos”.

Em 2009, recebeu um convite da Câmara de Ponte de Lima, já depois de ter participado em várias feiras e mercados com os brinquedos repetidos que possuía.

“Perguntou-me se estava interessado em abrir um museu em Ponte de Lima e eu disse-lhe para vir ter comigo, assim falávamos e ele conhecia os meus brinquedos”, contou à RTP.

O museu foi inaugurado a 08 de junho de 2012.

O corpo de Carlos Anjos encontra-se em câmara ardente na Igreja da Misericórdia, em Ponte de Lima, indo a sepultar no cemitério municipal, esta quinta-feira, a partir das 15:00 horas.

Continuar a ler

Alto Minho

Natal em Cerveira é com neve e passeios de camelo

De sexta a domingo

em

Foto: DR / Arquivo

O Natal em Cerveira tem diversas atividades, entre as quais passeios de camelo e queda de neve artificial, anunciou a autarquia.

São três camelos disponíveis para um passeio, curto, mas “repleto de emoções”, segundo nota da Câmara da Cerveira.

Os animais servem, depois, para encenar “A adoração dos três reis magos”, que se realiza já neste domingo.

Com as atividades espalhadas pelo Terreiro e pelo Castelo, o evento “Na’Tal Cerveira” decorre durante três dias, de 06 a 08 de dezembro, com a presença de 30 animadores que representam 17 quadros vivos e cinco encenações bíblicas.

Há, também, três espetáculos, quatro circos de rua, quatro atleliers dedicados à moagem de cereais e lavagem de lã, para além de um mercado, com 20 vendedores, com produtos alusivos à quadra natalícia e às vivências na aldeia.

No Terreiro, estarão instalados três carroceis tradicionais de madeira que permitem “uma viagem à infância”.

E não poderá faltar o Pai Natal, com direito a uma casa onde irá receber os visitantes.

A abertura do mercado e do presépio vivo decorre nesta sexta-feira, às 17:00, encerrando às 20:00. No sábado, o recinto está aberto entre as 10:00 e as 20:00. No domingo, abre às 10:00 e fecha às 18:00.

As atividades são gratuitas mas estão sujeitas a horários de funcionamento específicos.

Continuar a ler

Populares