Seguir o O MINHO

Alto Minho

Dez autarquias e mais de 30 empresas juntam-se para promover turismo náutico no Alto Minho

Num investimento de mais de 300 mil euros

em

Foto: Divulgação

A Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho, composta pelos dez municípios do distrito de Viana do Castelo, vai investir cerca de 350 mil euros num projeto turístico conjunto que pretende rentabilizar as potencialidades do território para os desportos náuticos, envolvendo mais de 30 empresas da região.

Em causa, segundo informou hoje a CIM do Alto Minho, está o projeto de turismo náutico BlueWays. A iniciativa envolve os dez concelhos do distrito de Viana do Castelo, em articulação com três dezenas de empresas turísticas que operam na região.

O projeto vai ser apresentado publicamente na quinta-feira, pelas 11:00, no Largo dos Poetas, em Ponte da Barca.

Os Percursos Azuis no Alto Minho apostam em “ofertas turísticas que vão desde os recursos naturais (mar, rio e natureza), de lazer, gastronomia, vinho, monumentos, tradições e costumes”.

“De Arcos de Valdevez, Caminha, Melgaço, Monção, Paredes de Coura, Ponte da Barca, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo até Vila Nova de Cerveira, o BlueWays pretende divulgar a rede de percursos azuis inseridos em espaços de conservação da natureza com uma grande importância para o turismo e economia”, explicou aquela estrutura.

Orientada para “diferentes públicos alvo, a nova estratégia de valorização ecoturística da região é cofinanciada pelos fundos do Norte 2020”.

O projeto começa este mês com várias atividades em meio aquático como o bodyboard, canoagem, canyoning, kitesurf, passeios de barco, ‘rafting’, ‘Stand Up Paddle’ (SUP), surf, windsurf, pedestrianismo, ‘hidrospeed’ e visitas a lagoas e cascatas.

As “atividades decorrerão até outubro, associando as linhas de água como principal atração, mas complementando com serviços de observação de fauna e flora, passeios de todo o terreno, entre muitas outras possibilidades”.

O projeto, liderado pela CIM Alto Minho, “tem como objetivo desenvolver um conjunto de ações de valorização e promoção das atividades de turismo náutico sustentável, associando ou complementando, de forma sustentável, integrada e coerente, atividades de rio, com atividades de mar e natureza”.

“É um projeto a várias mãos que envolve atores públicos, privados e associativos do Alto Minho. Mas, acima de tudo, pretende mostrar a riqueza do nosso território, fomentando o crescimento do turismo de natureza na nossa região”, explicou Cecília Marques, da CIM, na nota enviada à imprensa.

“Através destas parcerias, o Blueways pretende mostrar, por exemplo, que uma família que venha descobrir Melgaço pode realizar, numa semana, uma caminhada, fazer ‘rafting’ no rio Minho, pernoitar na região e realizar a descida do rio Coura em caiaque e ainda um passeio a cavalo”, especificou.

Populares