Seguir o O MINHO

Famalicão

Detidos por vaga de assaltos em Famalicão eram quase todos familiares – dois deles menores

PSP deteve nove homens em Famalicão e Guimarães suspeitos de cerca de vinte assaltos

em

Foto: DR

Os suspeitos de envolvimento em cerca de duas dezenas de assaltos em Vila Nova de Famalicão e Guimarães, hoje detidos, “atuavam em grupo e de forma organizada” e “eram praticamente todos familiares entre si”, revelou a PSP.

A PSP deteve hoje nove homens em Famalicão e Guimarães suspeitos de cerca de duas dezenas de assaltos a estabelecimentos comerciais, residências e garagens naqueles dois concelhos, anunciou hoje aquela força.

Ao início da manhã, a PSP havia divulgado a detenção de sete pessoas em Calendário, Famalicão, por suspeita de envolvimento numa vaga de assaltos registada nos últimos dias no concelho, acrescentando que tal número poderia “aumentar”.

Já em conferência de imprensa, o chefe do Núcleo de Investigação Criminal da PSP de Famalicão, Dennis da Cruz, acrescentou que os nove detidos são “praticamente todos familiares entre si”, sendo dois deles menores, com 15 e 16 anos.

“Atuavam em grupo e de forma organizada, sempre de noite, em locais que sabiam não terem alarme. Tinham alvos bem definidos e o arrombamento era o método utilizado”, referiu.

A investigação durava há cerca de três meses e culminou hoje, com o cumprimento de dez mandados, nove dos quais em Famalicão, mais concretamente nas freguesias de Calendário, Pelhe, Delães e Lousado.

A outra busca decorreu na cidade de Guimarães.

Na operação, foi apreendido diverso material furtado, como LCD, relógios, computadores, chocolates e bolachas.

Foram ainda apreendidos equipamentos do FC Porto, já que a loja deste clube em Famalicão foi um dos alvos.

A PSP apreendeu igualmente armas de fogo e armas brancas e 352 doses de haxixe.

Um dos suspeitos foi detido por tráfico de estupefacientes, mas, segundo Dennis da Cruz, “poderá estar igualmente envolvido” nos assaltos.

Os detidos de 15 e 16 anos vão ser ouvidos no Tribunal de Família e Menores de Famalicão, enquanto os restantes serão apresentados no Tribunal Judicial da mesma comarca.

“São indivíduos com antecedentes policiais”, referiu Dennis da Cruz, sublinhando que as câmaras de videovigilância foram “importantes” na investigação e identificação dos suspeitos.

O mais velho dos detidos tem 48 anos.

A Associação Comercial e Industrial de Vila Nova de Famalicão já tinha manifestado, em comunicado, preocupação pela vaga de assaltos, considerando que estava a colocar em causa a atividade económica dos seus associados e dos comerciantes em geral.

No comunicado, a associação sublinhava a necessidade de serem tomadas “todas as medidas” para garantir “a máxima segurança possível” aos famalicenses”.

A associação foi alvo de uma tentativa de assalto em finais de janeiro.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Famalicão

Detido por dar soco na cara a um polícia

PSP foi alertada pelo suspeito estar a ter um “comportamento agressivo” para com a mãe

em

Foto: Direitos Reservados

A PSP deteve em Famalicão um homem de 39 anos por agredir um agente com um soco na cara, anunciou hoje aquela força.

Em comunicado, a PSP refere que foi alertada para o facto de o suspeito estar a ter um “comportamento agressivo” para com a mãe.

Quando a patrulha chegou ao local, o suspeito “desferiu um soco na face” de um agente.

O homem foi detido e notificado para comparecer junto do Tribunal Judicial de Vila Nova de Famalicão.

Continuar a ler

Famalicão

Politicamente correto em discussão em Famalicão

Debate em simultâneo em seis cidades portuguesas

em

Foto: Divulgação

“O politicamente correto: uma forma de incluir ou uma nova barreira?” foi o tema escolhido pela associação Acesso Cultura para esta nova sessão do ciclo de debates, que decorre em simultâneo em mais seis cidades portuguesas: Lisboa, Porto, Funchal, Faro, Évora e Castelo Branco.

A iniciativa decorre a partir das 18:30, na Galeria Municipal Ala da Frente, com as intervenções de António Gonçalves, artista plástico, Paula Guerra, do Departamento de Sociologia da Universidade do Porto, Regina Bezerra, Educadora Social do Departamento de Acção Social do Município de Famalicão, e com a moderação de Rosa Moreira, Provedora do Aluno da Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão.

“Para algumas pessoas, o politicamente correto é sinónimo de consciência, sensibilidade, respeito, boa educação. Para outras, é uma espécie de polícia da linguagem que, em vez de promover a inclusão e a tolerância, torna indivíduos tolerantes em suspeitos, cria um espaço fértil para a libertação de ódios e novas barreiras no relacionamento entre pessoas. O politicamente correto é a favor ou contra a liberdade individual? Ou estaremos a perder o foco?”, escreve a associação sobre o tema deste novo debate.

Recorde-se que a Acesso Cultura é uma associação sem fins lucrativos de profissionais da cultura e de pessoas interessadas em promover a melhoria das condições de acesso – nomeadamente físico, social e intelectual – aos espaços culturais e à oferta cultural, em Portugal e no estrangeiro.

A entrada é livre, sujeita à lotação da sala.

Continuar a ler

Famalicão

Homem encontrado morto em Famalicão

Terá pedido ajuda minutos antes

em

Um homem com 30 anos de idade foi encontrado morto no apartamento onde vivia, no Edifício Vilarminda, em Calendário, Vila Nova de Famalicão.

A vítima terá entrado em contacto momentos antes com o 112 a pedir ajuda. De imediato, uma equipa dos bombeiros voluntários de Famalicão deslocou-se ao local mas não conseguiu aceder ao apartamento no 9º andar daquele prédio.

A entrada só foi possível depois da chegada da PSP, através de uma varanda vizinha.

O homem foi encontrado pelas autoridades e bombeiros já sem vida.

Continuar a ler

Populares