Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Destruídos 150 abrigos artificiais para captura de lampreia no rio Lima

Ação de fiscalização

em

Foto: AMN

A Autoridade Marítima Nacional informou hoje ter destruído 150 abrigos artificiais que se encontravam colocados no leito do rio Lima, em Viana do Castelo, por se tratar de uma “arte de pesca proibida” para a captura de lampreia.

Na nota, a Autoridade Marítima Nacional (AMN) explicou que os abrigos foram detetados pelo Comando da Polícia Marítima de Viana do Castelo, na última segunda-feira, no decurso de uma ação de fiscalização destinada à “destruição de abrigos artificiais utilizados por prevaricadores para captura de lampreia”.

“Os abrigos destruídos estavam colocados no leito do rio Lima, servindo para abrigo das lampreias que sobem o rio para desovar. Estes abrigos de fabrico artesanal são compostos por ramos com cerca de 30 a 40 centímetros de comprimento, presos por um cabo a uma pedra”.

Segundo a AMN “este tipo de abrigo não constitui infração por si só, mas sim como meio para a prática da atividade ilícita visto que a captura desta espécie, com este recurso, é efetuada com artes proibidas e por indivíduos não marítimos”.

“A lampreia é uma espécie cuja captura só é permitida por indivíduos inscritos marítimos devidamente licenciados e com artes autorizadas”, especifica.

A pesca daquele ciclóstomo começou a 02 de janeiro e vai prolongar-se até 20 de abril.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Viana do Castelo

Europeias: Pedro Marques passeia em Viana e fala com eleitores portugueses e não só

Cabeça de lista do PS

em

Foto: Twitter de Pedro Marques

O candidato do PS às europeias Pedro Marques passeou no sábado pelo centro de Viana do Castelo e falou com eleitores de outros países, como do Reino Unido, a quem disse que preferia que permanecessem na União Europeia.

“Welcome to Portugal”, atira o ministro socialista Tiago Brandão Rodrigues, com origens no Minho, a um casal britânico sentado numa esplanada, para logo Pedro Marques perguntar se vão votar no próximo dia 26, ao que estes respondem que não.

“Que pena. Nós queremos que fiquem na Europa. O referendo foi uma confusão, mas vamos ver no que dá. O nosso sentimento é que os queremos cá , mas se deixarem a Europa, queremos um bom acordo”, diz-lhes Marques.

Foto: Twitter

Pouco depois, dirigindo-se a um casal jovem, o cabeça de lista do PS diz-lhes que “é muito importante que os jovens votem”, fórmula que vai repetindo às pessoas que aborda, sempre com a tónica do discurso centrada na importância de “não deixar serem os outros a escolher”.

Na comitiva, para além do ministro da Educação, Pedro Marques é acompanhado pelo secretário de Estado das Infraestruturas, Jorge Moreno Delgado e os presidentes de câmara de Caminha, Miguel Alves, e de Viana do Castelo, José Maria Costa.

Mais à frente, Pedro Marques cruza-se com uma senhora que se queixa de receber apenas 275 euros ao fim do mês, apesar de ter descontado durante 30 anos, para logo depois criticar o valor quer julga ser o salário do primeiro ministro e até criticar José Sócrates.

“As pessoas que recebem o rendimento mínimo podiam andar a fazer a limpeza nas florestas, nas bermas e nas praias”, sugere, queixando-se que não consegue fazer vida com o baixo valor que recebe de reforma ao fim do mês.

A propósito das sondagens divulgadas na sexta-feira e que colocam os socialistas à frente dos sociais-democratas nas eleições europeias, com uma diferença de oito pontos, Marques mostra-se confiante e diz que as verdadeiras sondagens serão no próprio dia das eleições, a 26 de maio.

Ao longo do percurso, que acabaria por terminar junto à Praça da República, Pedro Marques vai sendo solicitado para fotografias e até prova um enchido da terra, numa banca de produtos de fumeiro que de uma pequena feira que decorre naquela praça.

Questionado se logo à noite, em que se disputa a liderança do campeonato de futebol, vai ver algum jogo, Marques refugia-se no argumento de que há coisas “mais importantes” e que o que realmente espera “é ser campeão no dia 26”.

No final do passeio, Pedro Marques assiste ainda a um momento de dança pelo Grupo de Danças e Cantares de Perre.

Continuar a ler

Viana do Castelo

Pastelaria de Viana deu 108 mil euros na raspadinha: “Fiquei bastante feliz”

Sorte

em

Foto: Cedida a O MINHO

108 mil euros. 1.500 euros todos os meses durante seis anos. Foi este o prémio obtido por um senhor numa raspadinha comprada na Pastelaria Londrina, no Largo de São Domingos em Viana do Castelo.

A proprietária, Joaquina Barreiro Dias, manifestou a O MINHO a sua satisfação pela entrega deste prémio.

“Fiquei bastante feliz”.

E se o movimento da Londrina aumentou durante o dia de hoje, a verdade é que o estabelecimento vai dando prémios com alguma frequência.

“Ainda no Natal demos 20 mil euros a um cliente”, recorda Joaquina Dias.

A O MINHO, manifestou o seu sonho secreto: “a minha maior felicidade era entregar o primeiro prémio do Euromilhões”.

Continuar a ler

Desporto

Viana recebe Campeonato Europeu de Surf Adaptado

No domingo irá acontecer o desfile das seleções e que incluirá também performances culturais na Praça da República

em

Foto: DR/Arquivo

Viana do Castelo vai receber na próxima semana, entre 20 e 26 de maio, o EuroSurf Adaptive 2019, recebendo a elite europeia do surf adaptado. O evento decorrerá na Praia do Cabedelo e conta com a presença de seis seleções nacionais, sendo que a vianense Marta Paço representa a seleção nacional.

No domingo, pelas 18:00, na Praça da República, irá acontecer o desfile das seleções e que incluirá também performances culturais.

A prova, que está em processo de certificação como evento de surf sustentável, vai contar com a presença das seleções de Portugal, Espanha, Itália, França, Reino Unido e Alemanha. A seleção nacional é composta por Nuno Vitorino, Camilo Abdula, Nuno Maltêz e Marta Paço, a competir em casa e formada pelo clube de Viana do Castelo. As competições irão decorrer de manhã, a partir das 8h30, de terça a sábado da próxima semana, com o domingo por dia extra, caso necessário.

Marta Paço vai competir em casa. Foto: Divulgação

Paralelamente, de 21 a 24 de maio, irá realizar-se o International Adaptive Surf Congress, no Centro de Alto Rendimento de Surf de Viana. Trata-se de um evento aberto ao público em geral e que conta com uma forte participação de especialistas internacionais, desde representantes da International Surf Association (ISA), da International Blind Sports Association (IBSA), a representantes de outras entidades da Califórnia, do País Basco ou de Itália, nas áreas do surf, do surf adaptado e da sustentabilidade.

A vertente inclusiva do EuroSurf Adaptive também contempla, durante o período de competição, a realização de sessões livres de surf adaptado para utentes de associações ou delegações locais, como a Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental de Viana do Castelo (APPACDM), a Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal (ACAPO) e a Íris Inclusiva – Associação de Cegos e Amblíopes, e para alunos de escolas locais.

O EuroSurf Adaptive 2019 é organizado pela Câmara Municipal, pelo Surf Clube de Viana, Federação Europeia de Surf, a Federação Portuguesa de Surf, a Federação Portuguesa de Desporto para Pessoas com Deficiência, o Instituto Português do Desporto e Juventude, o Comité Paralímpico de Portugal,

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Patrocinado

Reportagens da Semana

Populares