Seguir o O MINHO

Região

Desmantelada rede de furto e viciação de carros que operava em Braga e Guimarães

Crime

em

Foto: PSP

A PSP deteve cinco pessoas no âmbito de uma operação de combate ao furto e desmantelamento de viaturas em seis concelhos da região Norte, informou hoje o Comando Metropolitano do Porto daquela força policial.


A operação, descrita pela polícia como sendo “de grande envergadura”, teve o seu início em 2019 e foi concluída na segunda-feira, tendo como propósito “a identificação e detenção de indivíduos que de forma organizada se dedicavam à prática da atividade criminosa associada ao furto e desmantelamento de viaturas”.

Os crimes eram praticados nos concelhos de Santa Maria da Feira (distrito de Aveiro), Paredes, Felgueiras e Marco de Canaveses (Porto), Braga e Guimarães (Braga).

Em três destes concelhos – Paredes, Braga e Guimarães – residem os cinco detidos, homens com idades entre 29 e 64 anos de idade.

A operação incluiu a realização de nove buscas em habitações, sete em oficinas e sucatas e 14 em veículos.

A PSP apreendeu três veículos, um dos quais parcialmente desmantelado, chapas de matrícula de um automóvel dado como furtado, peças e componentes automóveis, ferramentas mecânicas e de corte, bem como guias de transporte de território nacional com destino a Marrocos, com passagem por Algeciras-Espanha.

Em comunicado, a PSP explica que a ação policial agora anunciada desenvolveu-se no seguimento de una outra, consumada em junho de 2019, “que visou um grupo organizado de indivíduos cujo modo de vida se centra no furto de veículos, ligeiros de mercadorias, maioritariamente de marca Toyota, modelo Hilux, ou Mitsubishi, com o escopro do seu desmantelamento, tendo como destino o estrangeiro, nomeadamente Marrocos”.

Anúncio

Braga

Detido por agressões após desentendimento em casa de alterne em Vieira do Minho

Agressões

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

A PJ deteve um homem de 22 anos suspeito de agredir outros dois homens com uma navalha e uma barra de ferro, em Vieira do Minho, após desentendimentos que começaram numa casa de diversão noturna, divulgou hoje aquela força.

Em comunicado hoje divulgado, a Polícia Judiciária refere que as agressões aconteceram na madrugada de quarta-feira, na via pública e por “motivos fúteis”.

Uma das vítimas sofreu vários golpes corto-perfurantes nas zonas da cabeça, pescoço e tórax, que lhe provocaram “graves lesões”.

A outra vítima foi agredida na cabeça com a barra de ferro, ficando inconsciente.

“Dado haver perigo para a vida, foram evacuadas para o Hospital de Braga”, acrescenta o comunicado.

O autor pôs-se em fuga do local, mas acabou por ser detido na quinta-feira, pela Polícia Judiciária, que também apreendeu os objetos utilizados nas agressões.

O arguido vai ser presente às autoridades judiciárias competentes para primeiro interrogatório e aplicação de medidas de coação.

Está indiciado por dois crimes de homicídio qualificado, na forma tentada.

Continuar a ler

Alto Minho

Embriagado detido em Monção após ameaçar de morte o pai por não lhe dar dinheiro

Violência doméstica

em

Foto: DR (Arquivo)

Um homem de 43 anos foi detido pela GNR, em Monção, na quinta-feira, ao ser apanhado em flagrante a ameaçar de morte o próprio pai, de 67.

O suspeito, que estava embriagado e com comportamento agressivo, proferia ameaças de morte ao progenitor em frente aos militares do posto territorial de Monção, acabando detido.

Em comunicado, a guarda informa que o comportamento do homem já tinha levado a duas intervenções por parte dos militares, nos últimos dois dias antes da detenção.

Diz a guarda que em todas as situações, o homem encontrava-se alcoolizado e com comportamento agressivo perante os pais, procurando “coagir as vítimas a cederem dinheiro para seu proveito pessoal”.

O detido foi constituído arguido e está a ser presente a primeiro interrogatório judicial no Tribunal Judicial de Monção.

Continuar a ler

Alto Minho

Batia na mulher até a mandar para o hospital. Foi detido em Valença e libertado pelo juiz

Violência doméstica

em

Foto: O MINHO (Arquivo)

Um homem de 65 anos foi detido na quinta-feira, em Valença, pelo crime de violência doméstica, anunciou hoje a GNR.

Em comunicado, o comando territorial dá conta da operação levada a cabo por militares do Núcleo de Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas que culminou com a detenção do suspeito, após investigação.

Segundo a guarda, o homem, com problemas de alcoolismo, “exercia violência psicológica e física sobre a vítima, de 63 anos, nos últimos 20 anos de casamento”.

Em alguns dos casos, as agressões foram tão intensas que a mulher teve necessidade de tratamento hospitalar.

Ao longo dos últimos 20 anos o agressor chegou a estar sujeito a medidas de afastamento da vítima, mas nunca as cumpriu, acabando por ser absolvido em julgamento em dois processos nos anos de 2017 e 2019.

No decorrer das diligências policiais, os militares da guarda deram cumprimento a um mandado de detenção.

O detido foi constituído arguido e, após ter sido presente a primeiro interrogatório judicial, no Tribunal Judicial de Valença, ficou sujeito às medidas de coação de proibição de contactos e afastamento da vítima.

Continuar a ler

Populares