Seguir o O MINHO

Ave

Descartada possibilidade de surto em freguesia de Vizela

Covid-19

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Vizela afasta, para já, a possibilidade de um surto de covid-19 na freguesia de Tagilde, onde foi encerrada uma escola, na qual decorria ATL com dez crianças, após uma funcionária ter acusado positivo.


Questionada por O MINHO, a autarquia adianta que todos os envolvidos no ATL já foram testados. Conhecidos os resultados, apenas uma criança e a auxiliar acusaram positivo e, “até à presente data”, não há registo de familiares destes que tenham sido infetados.

Escola encerrada em Vizela após caso positivo numa funcionária

“Neste momento e pelos dados que temos, não se coloca a possibilidade de um surto. Contudo, será uma freguesia que merecerá a nossa atenção redobrada”, sublinha a Câmara, que chegou a aventar essa hipótese, tendo mesmo cancelado a cerimónia de inauguração da requalificação do largo da igreja de Tagilde, que estava marcada para o passado sábado.

Noutro comunicado em que apelava à população para não participar no programa da RTP “Aqui Portugal” nem se deslocar a São Bento, a Câmara referia, com base em informação da delegada de saúde local, que tinham sido “já detetadas mais de uma criança infetadas”.

Câmara assume “possibilidade de um surto” em freguesia de Vizela

Confirma-se, agora, concluídos todos os testes, que se trata de uma criança e uma auxiliar.

“Perante os resultados, a Câmara irá manter a escola encerrada até ao dia 20 de julho, sendo que irá continuar, junto com as autoridades de saúde, a acompanhar e monitorizar a situação”, conclui a autarquia na resposta enviada a O MINHO.

De acordo com o boletim da Direção-Geral de Saúde (DGS), registaram-se em Portugal até hoje 46.818 casos de infeção confirmados e 1.662 mortes.

Em relação a domingo, Portugal regista hoje mais duas mortes e 306 novos casos de infeção por covid-19 em relação a domingo, 254 dos quais na Região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS).

Anúncio

Ave

Menina de nove meses queimada com água a ferver em Fafe

Acidente

em

Foto: DR / Arquivo

Um bebé de nove meses sofreu queimaduras em segundo grau, ao final da tarde desta segunda-feira, em Fafe.

Ao que apurou O MINHO, a criança, uma menina, terá ficado queimada com água a ferver por acidente.

Para o local, na freguesia de Fornelos, foi mobilizada uma ambulância dos Bombeiros de Fafe apoiada pela ambulância de Suporte Imediato de Vida e pela viatura médica do INEM de Guimarães.

A criança foi transportada em “estado grave” para o Hospital de São João, no Porto.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Ave

Fafe atribui 100 mil euros a instituições sociais e de saúde

Apoio social

em

Foto: Ivo Borges / O MINHO

A Câmara de Fafe anunciou hoje que vai atribuir subsídios no valor de 100 mil euros a várias instituições do concelho com atividades nas áreas social e da saúde.

Os subsídios têm como objetivo ajudar as instituições que operam no terreno no apoio às pessoas com maiores dificuldades, garantindo, segundo o município, que “tenham uma vida digna e com as condições de sobrevivência a que todos têm direito.”

Segundo aquela autarquia do distrito de Braga, a decisão foi aprovada por unanimidade no executivo municipal.

Raul Cunha, presidente da Câmara de Fafe, citado num comunicado enviado à Lusa, considera que “estas instituições representam uma mais-valia através das suas áreas de atuação”.

“Estes apoios vão estimular e promover a atividade destas instituições que têm um papel fundamental junto da comunidade fafense”, acrescenta o autarca.

O autarca salientou ainda “a importância de, neste período especial de pandemia que vivemos, Fafe beneficiar da presença de um conjunto amplo e diversificado de instituições de caráter social que, em articulação e com o apoio da autarquia, têm desenvolvido ações de resposta social nas diferentes áreas e são fundamentais para o dia-a-dia de várias famílias com dificuldades do concelho.

Continuar a ler

Ave

Perseguiu e insultou mulher no trânsito até à porta da esquadra da PSP em Famalicão

Violência doméstica

em

Foto: DR

Um homem, com 30 anos, foi detido por agentes da PSP por suspeitas da prática do crime de violência doméstica, ao final de almoço de domingo, na cidade de Famalicão.

A vítima estava dentro de um estabelecimento de restauração quando avistou o suspeito, com quem já teria tido problemas de violência doméstica, acabando por sair do restaurante entrando numa viatura.

A mulher tentou fugir mas acabou por ser perseguida, levando a que se dirigisse na viatura até à esquadra da PSP de Famalicão. Pelo caminho, o homem terá tentado “por várias vezes” ultrapassar e bloquear, “colocando-a em perigo e causando lhe medo”.

“A vítima por temer que algo grave pudesse acontecer, deslocou-se até à esquadra”, a fim de alertar a polícia, “ao que o suspeito seguiu e estacionou o seu veículo mais à frente, deslocando-se a pé em direção à vítima”, refere a PSP, em nota enviada às redações.

O homem terá mantido uma postura “agressiva, injuriando a vítima e os elementos policiais”, pelo que acabou detido.

Continuar a ler

Populares