Seguir o O MINHO

Barcelos

Descarga de ETAR gera polémica. Águas de Barcelos diz que impacto ambiental é “o menor possível”

Rio Cávado

em

Foto: DR

Um vídeo colocado a circular nas redes socais da descarga de efluentes de uma ETAR, em Vila Frescainha S. Pedro, em Barcelos, para o Rio Cávado, está a gerar polémica.

O vídeo, já muito partilhado no Facebook, mostra as águas residuais tratadas a saírem de uma conduta e a ‘pintar’ o rio Cávado de uma cor esbranquiçada.

Questionada por O MINHO, a Águas de Barcelos (AdB), que detém a concessão de água e saneamento no concelho de Barcelos e responsável pela gestão da ETAR, assume que, “infelizmente, o impacto visual da descarga é real, mas o importante é que o impacto ambiental seja o menor possível”.

Vídeo partilhado por Eduardo Araújo no grupo Barca- Associação Amigos do Cávado

“A ETAR tem funcionado normalmente como sempre funcionou. O impacto visual da descarga desde sempre que é significativo, uma vez que por dia são descarregados 20.000m3 de efluente no Rio Cávado. Ou seja por hora são descarregados 830.000 litros de efluente tratado”, explica a AdB na resposta enviada ao nosso jornal.

“Infelizmente, o impacto visual da descarga é real, mas o importante é que o impacto ambiental seja o menor possível. E a AdB tudo faz para que o desempenho desta ETAR seja o melhor possível. A ETAR de Barcelos tem uma forte componente industrial, fruto de uma sociedade de consumo e não podemos negar o impacto que as sociedades modernas têm”, salienta a empresa.

A AdB adianta, ainda, que “na sequência do horizonte de projeto da ETAR estar a ser atingido, a AdB iniciou o Projeto de Remodelação da ETAR de Barcelos que já se encontra na Fase 2 – estudo das alternativas de tratamento”.

“É muito importante que, de facto, a população em geral se envolva neste tipo de projetos, porque as decisões de hoje terão impacto durante 30 anos. Uma ETAR com um tratamento mais avançado tem custos superiores, mas se consideramos que os custos cobrirão os benefícios ambientais de uma decisão deste tipo, será fácil a todos e aos decisores escolherem”, conclui a AdB.

Segundo informação constante da página da AdB, a ETAR de Barcelos tem uma capacidade instalada de 133.250 habitantes-equivalente e trata 92% do volume total de águas residuais recolhidas no Sistema Público, de origem doméstica e industrial, sendo esta última de um conjunto de tinturarias que, após pré-tratamento, enviam o efluente industrial para a rede pública de drenagem de águas residuais.

Populares