Seguir o O MINHO

Viana do Castelo

Depois das máscaras, Papaya lança coleção de artigos feitos com o lenço de Viana

“Levar a tradição vianense a todo o mundo”

em

A Papaya, pequena loja de artesanato de Anabela Viana que, no eclodir da pandemia, lançou máscaras feitas com o lenço tradicional de Viana do Castelo que se tornaram um sucesso e cuja produção retirou, durante o período de quarentena, várias costureiras do desemprego, apresenta uma nova linha de produtos que são um “manifesto contra o Fast Fashion”.

Fast Fashion (moda rápida) é um termo se refere a um padrão de produção e consumo no qual os produtos são fabricados, consumidos e descartados rapidamente.

Foto: Divulgação / Papaya

Foto: Divulgação / Papaya

Foto: Divulgação / Papaya

Depois das máscaras de proteção social criadas 100% à mão – e foram produzidas mais de 350.000 – a Papaya estende agora a sua linha de produtos feitos artesanalmente e a partir dos lenços tradicionais do Minho.

Com 80% das vendas para fora de Portugal e com distribuição na FNAC, a Papaya continua a apostar em peças únicas, personalizadas e feitas à mão.

“O Mundo está a mudar, e nós temos de mudar com ele”, afirma Ricardo Viana, filho de Anabela Viana e gerente de marketing da marca.

Foto: Divulgação / Papaya

Foto: Divulgação / Papaya

Foto: Divulgação / Papaya

“Ao longo dos últimos anos, a zona norte tem sido conhecida pelo têxtil, funcionando como hub de grandes produções nacionais e internacionais em larga escala. O mundo parou e o Norte viu-se obrigado a parar também. Está na hora de repensarmos a produção e a forma como consumimos”, adianta Ricardo Viana.

“É por isso que a Papaya está a apostar em novos produtos, criados pelo lenço tradicional de Viana do Castelo, não só para levar a tradição Vianense a todo o mundo, mas como forma de manifesto para ajudar a economia local e apelar ao consumo e à produção responsável”, acrescenta.

Entre os diversos artigos encontram-se tote bags, crop tops, coletes, camisas regionais, ponchos ou almofadas.

Como O MINHO noticiou em abril, Anabela Viana, que trabalhava com os lenços de Viana do Castelo em peças de vestuário e complementos, foi desafiada por uma cliente a fazer máscaras com os tradicionais lenços vianenses. A aposta tornou-se um sucesso.

Artesã usa lenços típicos de Viana do Castelo para fazer máscaras

E agora a marca expande-se para outros artigos, continuando a dar prioridade ao que é local, mantendo a sua produção em pequena escala, através costureiras vianenses que “garantem a máxima qualidade aos seus produtos, ao mesmo tempo que valoriza a tradição”.

Foto: Divulgação / Papaya

“É por isso que lança agora 10 produtos únicos – feitos à medida de cada um – para completar os looks de todos os que gostam de usar o que Portugal tem de melhor e fazer a diferença por um mundo mais sustentável”, sublinha a marca, em comunicado.

Os produtos da Papaya podem ser encontrados no seu site e a loja pode ser visitada na Avenida Rocha Páris N.º 83, em Viana do Castelo.

Populares