Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Deixa rapariga de 14 anos quase morta na Galiza para “sentir como é matar alguém”

Rapaz de 13 anos atacou amiga com um pé de cabra

em

Foto: Jornal ABC / Arquivo

Um rapaz de 13 anos atacou gravemente uma colega de 14 na tarde de quinta-feira, em Ourense, na Galiza, deixando-a entre a vida e a morte. O jovem disse à polícia que o fez porque “queria saber o que se sentia ao matar outra pessoa”.

Tudo aconteceu em O Carballiño, pouco depois das 20:00 horas de ontem (hora local), com o jovem a ligar para o 112 afirmando que tinha acabado de matar uma amiga. Quando os serviços de emergência chegaram ao local, uma vivenda, perceberam que a mesma tinha sido atingida na cabeça com um ‘pé de cabra’ e caído da varanda do segundo andar para o solo.

O agressor encontrava-se dentro de casa e apresentava ferimentos provocados por arma branca, não estando ainda claro se foram infligidos acidentalmente pelo próprio durante o ataque. Foi levado para um hospital local para avaliação psiquiátrica e, de acordo com o jornal espanhol La Voz da Galícia, terá dito que “queria saber o que se sentia ao matar uma pessoa”, justificação que chocou os profissionais que o avaliavam. Constatou-se que o jovem era assumidamente homossexual e superdotado a nível de quociente de inteligência.

De acordo com o mesmo jornal, é garantido que o jovem não poderá ser julgado como adulto, mesmo que a amiga, que tem um prognóstico muito grave devido à perda de massa encefálica, acabe por morrer no hospital.

A autarquia local convocou uma concentração, no sábado, para expressar consternação e repulsa pelo “grave caso de violência” acontecido na vila.

Populares