Deco tentou comprar SAD do Vitória SC

Operação Fora de Jogo

O ex-jogador de futebol e agora empresário Deco tentou comprar a SAD do Vitória SC por duas vezes.

Segundo o jornal Público, que avança a notícia esta sexta-feira, o antigo internacional português fez a primeira tentativa em 2016, numa parceria com o investidor Alejandro Etchebarria, tentando adquirir a participação detida pelo empresário Mário Ferreira, de 56,84%, correspondentes a um investimento de 2,6 milhões de euros.

A antiga glória do Porto e Barcelona terá oferecido 8,5 milhões de euros pelas ações, mas Mário Ferreira recusou a proposta.

Ainda de acordo com o Público, Deco tentou adquirir novamente a posição maioritário de Mário Ferreira, em janeiro de 2019, juntamente com o empresário Júlio Brant, familiar de um administrador da empresa Arpoador Sports & Marketing Lda, da qual o antigo jogador é um dos sócios. A proposta de 8,1 milhões de euros foi novamente rejeitada por Mário Ferreira a 21 de maio de 2019, seis dias antes da demissão da Direção de Júlio Mendes.

Deco chegou a apresentar um pedido de insolvência da SAD do Vitória, em novembro de 2020, reclamando uma indemnização no valor de 1,1 milhões de euros, ação da qual desistiu em março deste ano.

Deco é um dos visados na Operação Fora de Jogo, que esta semana levou o Ministério Público aos estádios do SC Braga e Vitória SC, bem como a casas de dirigentes e a escritórios de advogados, nomeadamente de Vespasiano Macedo, em Braga, pai de Bruno Macedo, empresário de futebol detido no âmbito da Operação Cartão Vermelho.

Deco está ligado à transferência de vários ex-jogadores do Vitória SC, casos de Edmond Tapsoba (Bayer Leverkusen), Raphinha (Sporting) e Tiquinho Soares (FC Porto).

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Comissão Europeia vai propor suspensão de voos com origem na África austral devido a nova variante

Próximo Artigo

Portugueses no Canadá querem vira minhoto no Guiness com mil pessoas a dançar

Artigos Relacionados
x