Seguir o O MINHO

Região

Esta noite muda a hora. Dias vão ficar ‘maiores’

Hora de verão

em

Portugal, à semelhança de toda a União Europeia, adianta os relógios na madrugada de domingo, dia 29 de março.


Até final de outubro o sol volta a pôr-se mais tarde e os dias ficam aparentemente maiores. Na madrugada de sábado para domingo, os relógios adiantam 60 minutos, às 01:00, no continente, mantendo-se até 25 de outubro, durante 210 dias, cerca de 7 meses.

Associação alerta para riscos da mudança da hora em tempos de confinamento

Portugal passa a estar alinhado com o tempo universal (tempo médio de Greenwich, TMG). Estar alinhado com o tempo universal significa que está no fuso horário 0 (igual ao do meridiano de Greenwich, que se convencionou usar como marcador para o tempo).

O Observatório Astronómico da Ajuda explica que a mudança da hora, com o objetivo de poupar energia, foi falada pela primeira vez há séculos (na altura para poupar velas) e um dos primeiros que a sugeriu foi o cientista, inventor e político americano Benjamim Franklin (1706-1790).

Só em 1916 se aplicou oficialmente a hora de verão e, desde aí, com interrupções e discussões sobre a sua importância. Desde 1996 que a mudança da hora acontece em todos os países da União Europeia, no mesmo momento, mas outros países que não fazem parte do grupo dos “28” escolheram seguir as mesmas normas.

Na Europa, só alguns países de Leste não atrasam os relógios uma hora, no próximo domingo, nem os adiantam em março. A Rússia está desde 2011 sem mudança de hora e, em 2014, a Crimeia, que pertencia à Ucrânia, escolheu juntar-se a Moscovo e fez da mudança para a hora russa um acontecimento nacional.

Em África a hora é inalterável na maior parte dos países, o mesmo acontecendo na Ásia, mas no continente americano há mais países que também têm hora de inverno e de verão (mas, ainda assim, são mais os que não mudam do que os que mudam).

Em Portugal, em 1992, o Governo, então chefiado por Cavaco Silva, adotou o horário da Europa central, mas a opção foi muito criticada, porque, no inverno, o sol nascia muito tarde e, no verão, era de dia até depois das 22:00. A partir de 1996, o Governo chefiado por António Guterres voltou ao antigo método.

Anúncio

Alto Minho

Covid-19: Ponte da Barca com dois casos ativos, zero óbitos e dez recuperados

Covid-19

em

Foto: Divulgação / CM Ponte da Barca

O concelho de Ponte da Barca, um dos menos afetados pela pandemia de covid-19 em toda a região do Minho, conta atualmente com dois casos ativos da doença, apurou O MINHO junto de fonte local da saúde.

Estes dois casos são trabalhadores estrangeiros que se encontravam no concelho para proceder a trabalhos sazonais de agricultura. Outros dois trabalhadores também estiveram infetados, mas já recuperaram. Um deles veio infetado da região de Lisboa e contagiou os outros três.

O MINHO sabe que o possível surto de covid foi imediatamente controlado, atingindo apenas esses quatro trabalhadores.

O total de casos acumulados desde o início da pandemia no concelho é de doze (sendo que apenas oito são habitantes residentes).

Não há registo de óbitos por covid-19 em Ponte da Barca.

O relatório diário da Direção-Geral da Saúde desta terça-feira, que voltou a divulgar os dados por concelho, indica onze casos acumulados, menos um do que o número apurado por O MINHO.

Covid-19: Mais 6 mortos, 233 infetados e 485 recuperados no país

Portugal regista hoje mais 6 óbitos por covid-19, em relação a segunda-feira, e mais 233 casos de infeção confirmados, 143 dos quais na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS).

De acordo com o boletim epidemiológico diário, o total de óbitos por covid-19 desde o início da pandemia é agora de 1.668 e o total de casos confirmados é de 47.051.

Há 31.550 casos recuperados, mais 485.

Continuar a ler

Alto Minho

Queda de árvore condiciona estrada nacional em Ponte de Lima

EN 201

em

Foto: Jacinta Araújo no grupo de Facebook "Operação Stop - Viana do Castelo"

A queda de uma árvore está a condicionar o trânsito na Estrada Nacional 201, em Arcozelo, Ponte de Lima, disse a O MINHO fonte do CDOS de Viana do Castelo.

Para o local foi acionada uma equipa dos Bombeiros de Ponte de Lima que irá proceder à remoção e corte do arboredo que se encontra a impedir parcialmente a passagem de viaturas.

A mesma fonte indicou, no entanto, que a estrada “não está cortada” ao trânsito.

O alerta foi dado cerca das 20:15 horas desta terça-feira.

Continuar a ler

Alto Minho

Helicóptero abastece em praia para combater incêndio em Arcos de Valdevez

Em Grade

em

Foto: Facebook dos Bombeiros de Arcos de Valdevez

Um helicóptero Hotel 60 da Proteção Civil está a abastecer-se na praia fluvial da Valeta para ajudar no combate de um incêndio que está a preocupar as autoridades em Arcos de Valdevez.

Pelas 19:30, estavam no local, em Grade, os Bombeiros de Arcos de Valdevez, apoiados por 4 viaturas, os Bombeiros Beato e Penha de França com 5 viaturas, os Bombeiros Voluntários da Ponte da Barca com um viatura, uma brigada terreste da GNR e a brigada do helicóptero, totalizando 44 operacionais no terreno.

Pelas 20:30, o incêndio está dado como “dominado”, mas não extinto.

Continuar a ler

Populares