Seguir o O MINHO

Futebol

Davidson confirma saída do Vitória rumo à Turquia

Futebol

em

Foto: DR / Arquivo

O extremo Davidson confirmou hoje que vai jogar no Alanyaspor, da I Liga turca de futebol, a partir da próxima época, após ter cumprido as duas últimas temporadas no Vitória SC.


“Este é o momento [para sair]. Estou eternamente grato ao Vitória, mas tenho 29 anos e este é o momento de seguir novos rumos, e o Alanyaspor apostou em mim. Também vou porque [a equipa] está na Liga Europa. É um desafio promissor para a minha carreira”, disse o jogador brasileiro, numa entrevista ao canal 11.

A caminho do quinto classificado da I Liga turca em 2019/20, que vai disputar a terceira pré-eliminatória da Liga Europa, o atacante considerou que a última época em Guimarães foi “boa individualmente” – realizou 44 jogos e marcou 10 golos, repartidos pela I Liga, pela Taça de Portugal, pela Taça da Liga e pela Liga Europa.

Natural do Rio de Janeiro, Davidson chegou a Portugal no verão de 2015, para representar o Sporting da Covilhã, clube da II Liga ao serviço do qual apontou 13 golos em 67 partidas, em época e meia.

O atacante mudou-se para o Desportivo de Chaves em janeiro de 2017 e marcou seis golos em 53 encontros oficiais pelos transmontanos, até ao final da temporada 2017/18, antes de se transferir para o Vitória, clube pelo qual fez 10 golos em 39 desafios na primeira época.

Anúncio

Futebol

Contas da SAD do Vitória em 2019/20 aprovadas por maioria

Finanças

em

Foto: DR

Os acionistas da SAD do Vitória SC, responsável pela equipa que compete na I Liga portuguesa de futebol, aprovaram na terça-feira, por maioria, o relatório e contas da época 2019/20, em assembleia-geral.

Uma nota publicada no sítio oficial dos vitorianos refere que os acionistas presentes no Pavilhão Desportivo Unidade Vimaranense, em Guimarães, onde a reunião decorreu, aprovaram “por ampla maioria e sem qualquer voto contra” a gestão da época passada, na qual a SAD obteve um resultado positivo pelo sexto ano consecutivo de 274.480 euros.

Na primeira temporada com Miguel Pinto Lisboa como presidente do conselho de administração – assumiu o cargo em 30 de julho, depois de eleito presidente do clube -, a SAD vitoriana obteve um saldo positivo de 6,4 milhões de euros entre rendimentos e gastos, depois reduzido para pouco mais de 274.000 euros face às desvalorizações de passes de jogadores e de material (amortizações e depreciações), aos juros e aos impostos.

Os rendimentos totais do Vitória aumentaram 21,4%, para os 32,69 milhões de euros, mas os gastos subiram ainda mais (32,6%), fixando-se nos 26,25 milhões.

Numa época em que os gastos com pessoal subiram dos 10,6 para os 16,1 milhões de euros (39%), a massa salarial dos futebolistas profissionais, cujo número subiu de 81 para 105, passou dos 7,26 para os 10,47 milhões.

Entre as despesas vitorianas, contam-se ainda quase 2,5 milhões de euros destinados à compra de passes de 23 jogadores, sendo os mais caros Mikel Agu, adquirido ao FC Porto por 810 mil euros, Bruno Duarte, recrutado ao Lviv, da Ucrânia, por 635 mil, e o médio Blati Touré, que não somou qualquer minuto em 2019/20, depois de contratado aos espanhóis do Córdoba por 350 mil.

O relatório indica ainda que o ativo total subiu dos 26,25 para os 27,86 milhões de euros e o passivo dos 22,09 para os 23,45 milhões, motivado “em parte” pelas “operações com jogadores”, indica o relatório e contas.

Durante a assembleia-geral, os acionistas vitorianos aprovaram também “a nomeação de Gabriel Pontes como vogal do conselho de administração da sociedade”, refere ainda a nota.

Continuar a ler

Futebol

Famalicão apresenta lateral colombiano

Mercado de transferências

em

Foto: DR

O Famalicão, da I Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje a contratação do lateral-esquerdo colombiano Edwin Herrera, com um contrato válido por uma temporada.

Edwin Herrera, de 22 anos, destacou-se na equipa principal do Independiente de Santa Fé, pelo qual disputou a Liga colombiana e a Taça sul-americana. Os desempenhos no emblema de Bogotá valeram ainda a chamada à seleção sub-23 da Colômbia, cuja equipa representou no torneio Pré-Olímpico.

Em declarações aos canais oficiais do clube, Herrera afirmou que “jogar na Europa é um dos objetivos de todos os futebolistas que jogam na América do Sul”.

O jogador colombiano está assim “grato ao Futebol Clube de Famalicão por ter dado esta oportunidade”.

“Espero retribuir em campo”, acrescentou o jogador.

Continuar a ler

Futebol

Jogos de Portugal com Espanha e Suécia terão público nas bancadas

Covid-19

em

Foto: DR

Os próximos jogos da seleção portuguesa frente à Espanha e à Suécia, ambos no estádio Alvalade XXI, foram autorizados a receber público, revelou hoje a Federação Portuguesa de Futebol (FPF), em comunicado.

“No jogo de preparação entre as seleções de Portugal e de Espanha, no próximo dia 07 de outubro, pelas 19:45, no Estádio Alvalade XXI, será autorizada a ocupação de 5% da lotação do estádio com público. No jogo oficial entre as seleções de Portugal e da Suécia, a contar para a Liga das Nações, no dia 14 de outubro, às 19:45, no Estádio Alvalade XXI, será autorizada a ocupação de 10% da lotação do estádio com público”, pode ler-se na nota emitida pela FPF.

De acordo com a federação lusa, a decisão surgiu “na sequência de reuniões de trabalho havidas nas últimas semanas com o Governo e a Direção-Geral da Saúde”, sendo que, no final dos dois jogos, “as equipas operacionais da FPF elaborarão um relatório detalhado, que será analisado pela Autoridade de Saúde com vista a uma eventual autorização da presença de público nos jogos de futebol em Portugal continental, que se reconhece de extrema importância social e económica”.

Com a pandemia covid-19, a presença de público nos estádios de futebol foi proibida praticamente à escala mundial, estando a proibição a ser levantada gradualmente em alguns países, embora ainda não tenha sido dada ‘luz verde’ em Portugal.

O primeiro teste com público em Portugal será efetuado já no próximo sábado, mas ainda sem ser em território continental, com a disputa do encontro entre o Santa Clara e o Gil Vicente, nos Açores, em partida da terceira jornada da I Liga.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33,4 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.963 pessoas dos 74.717 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Populares