Seguir o O MINHO

Futebol

David Tavares no Moreirense por empréstimo do Benfica

Mercado de transferências

em

Foto: DR

O médio David Tavares rumou hoje ao Moreirense por empréstimo do Benfica até ao final da temporada, anunciou hoje o clube da I Liga de futebol, que recebe o 12.º reforço para 2020/21.


“O Moreirense Futebol Clube – Futebol SAD informa que chegou acordo com o Benfica para a cedência temporária do atleta David Tavares até ao final da época”, referem os ‘cónegos’, numa nota publicada no sítio oficial do emblema vimaranense na Internet.

David Tavares, de 21 anos, integrou os juniores do Benfica em 2016/17, após passagens pelas camadas jovens de Atlético Tojal, Loures e Sporting, e somou 36 minutos e duas aparições pela equipa principal das ‘águias’ em 2019/20, sob orientação de Bruno Lage.

Vinculado ao vice-campeão até junho de 2024, o internacional sub-19 português falhou todos os jogos de pré-temporada com Jorge Jesus e estava a trabalhar na equipa B até arranjar colocação, preparando-se para a estreia no principal escalão.

David Tavares junta-se aos guarda-redes Kewin e Miguel Oliveira, aos defesas Matheus Silva, Ferraresi, Pedro Amador e Reynaldo, ao médio Gonçalo Franco e aos avançados Derik Lacerda, Felipe Pires, Lucas Rodrigues e Yan como reforços do Moreirense.

Os ‘cónegos’ estrearam-se na edição 2020/21 da I Liga com um triunfo caseiro diante do recém-promovido Farense (2-0) e visitam o Benfica no sábado, às 18:30, no Estádio da Luz, em Lisboa, num encontro relativo à segunda jornada.

Anúncio

Futebol

Treinador do Porto quer dar a volta aos maus resultados frente ao Gil Vicente

Sérgio Conceição

em

Foto: DR

O treinador do FC Porto frisou hoje que os cinco pontos perdidos na I Liga de futebol são “recuperáveis” e que o encontro frente ao Gil Vicente poderá servir para dar a volta a um “momento menos bom”.

Sérgio Conceição revelou-se insatisfeito com a perda de pontos, ainda assim lembra que “há muito campeonato para disputar”.

“Acho que não deveríamos ter perdido cinco pontos. Pensar que, por um motivo ou outro no jogo, perdemos pontos? Obviamente que são recuperáveis, isto é uma maratona e ainda há muitos jogos e pontos em disputa”, disse o técnico na conferênca de imprensa de antevisão do jogo com o Gil Vicente, da quinta jornada da prova.

O técnico dos campeões nacionais acrescentou: “Exigentes como somos, não queremos deixar pontos de maneira nenhuma. Cabe-nos ir atrás e perceber que cada jogo é uma final para conseguirmos o principal objetivo do clube. Amanhã (sábado), temos a possibilidade de voltar às vitórias e de forma sólida. É o que quero da minha equipa.”

O responsável técnico dos ‘dragões’ sabe que a vitória é a melhor resposta para o momento menos bom que a equipa atravessa e lembra o caminho que o FC Porto “tem que percorrer”.

“Como vamos dar a volta? Ganhando amanhã. Não podemos trabalhar mais ou menos ou estar mais ou menos motivados consoante determinados resultados. Temos um caminho a percorrer. Nem sempre tudo será um mar de rosas, vão acontecer situações menos agradáveis, cabe-nos ter confiança no trabalho e irmos à luta e ganhar jogos. Amanhã é o primeiro passo para dar a volta a um momento menos bom”, acrescentou ainda.

Sérgio Conceição confirmou ainda que Luis Díaz não vai ser opção para o jogo com a equipa de Barcelos, enquanto Otávio continua em dúvida.

“Temos alguns problemas físicos. Neste momento, a recuperarão é essencial. Disse que mais vale jogar de três em três dias do que estarmos em casa fechados devido à pandemia, mas é difícil. Cria mossa nos jogadores, a pré-época foi curta. O Luis Díaz está fora, não está para este jogo, e o Otávio vamos ver. Cada hora pode ser importante na evolução dessa pequena mazela que ele tem”, disse.

Em relação ao adversário, Conceição recordou que “é uma equipa que ainda não perdeu”, mas frisou que o FC Porto está preparado.

“O Gil Vicente ainda não perdeu e, salvo erro, só sofreu um golo em três jogos. É uma equipa bem organizada, que se organiza em 5-4-1 com centrais fortes e poderosos e com alas capazes de se desdobrar para o ataque. Tem uma dinâmica muito interessante. Não sei como será amanhã. A equipa e as individualidades do Gil Vicente estão identificadas, cabe-nos encaminhar o jogo para onde queremos”, concluiu.

Sérgio Conceição afirmou ainda que é normal que os jogadores que chegaram esta temporada ao FC Porto precisem de tempo de adaptação, para entrar na dinâmica do grupo.

“Não é fácil chegar a um clube como o FC Porto e entrar de caras, entrava Ronaldo, Messi e uma meia dúzia de jogadores, mas não é o caso”, disse, acrescentando:”O tempo agora é pouco. Houve jogadores que trabalharam um dia e tivemos o jogo com o Sporting. Não posso querer resultados imediatos com jogadores que estão a trabalhar só há três ou quatro dias. Mas há a pressão da conquista dos três pontos. Entre o jogo do Sporting e do City houve muito pouco tempo para trabalhar. Pouco tempo de recuperação. Aos poucos vamos passando a mensagem”, finalizou.

O FC Porto, segundo classificado, com sete pontos, recebe, pelas 20:30 de sábado, o Gil Vicente, 12.º, com cinco, em jogo da quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Continuar a ler

Futebol

Marítimo espera “resultados” diante do Moreirense

I Liga

em

Foto: DR

O treinador do Marítimo, Lito Vidigal, reconheceu hoje que o Moreirense é uma equipa “difícil”, mas espera resultados na visita a Moreira de Cónegos, para a quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“É um adversário difícil, que está também sustentado na I Liga, em que nos últimos anos alcançou classificações seguras”, afirmou o técnico dos madeirenses, na conferência de antevisão ao encontro de sábado.

Após duas vitórias consecutivas, frente ao Tondela (2-1) e FC Porto (3-2), o Marítimo saiu derrotado na partida caseira diante do Portimonense (2-1), após perder duas peças fundamentais, Nanu (FC Porto) e Getterson (Al-Ain), na ‘reta’ final do mercado, obrigando o técnico a “reconstruir outra vez”.

“Da mesma forma que fomos assentando a equipa, chegou o fecho do mercado. Com a saída de dois jogadores, tivemos de ajustar outra vez. A equipa vai estabilizando com o tempo, com jogos, com vitórias, que vão sustentando aquilo que é a nossa ideia”, sublinhou.

O treinador, de 51 anos, continuou a explicar que a saída de dois atletas importantes obrigou a “equilibrar” e “reformular” a sua ideia inicial, com os jogadores disponíveis.

“Quando há mudanças é preciso equilibrar, reformular e continuar a trabalhar, a equipa está segura e a trabalhar bem. Vamos tentar dentro daquilo que nós temos, equilibrar a equipa e torná-la competitiva. Acreditamos que o resultado estará já neste jogo”, frisou.

O técnico ‘verde rubro’ assume que não fará muitas alterações a nível estratégico, só as impostas pela “mudança” (saída de Nanu e Getterson).

“Nós estamos criando uma identidade, e essa identidade requer tempo, por isso, é voltar a ‘dar as cartas’, trabalhar e jogar. Esperamos vencer e depois do jogo voltamos a reavaliar e ver onde estivemos bem e o que precisamos melhorar”, enumerou o ‘timoneiro’ maritimista.

O Marítimo, sértimo classificado, com seis pontos, visita o Moreirense, 11.º, com cinco, pelas 15:00 de domingo, em jogo da quinta jornada da I Liga, com arbitragem de Artur Soares Dias.

Continuar a ler

Futebol

Treinador do Gil Vicente promete equipa a causar “desconforto” ao FC Porto

I Liga

em

Foto: DR

O treinador do Gil Vicente, Rui Almeida, prometeu, hoje, uma equipa a “causar desconforto ao FC Porto”, no duelo de sábado frente aos ‘dragões’, da quinta jornada da I Liga portuguesa de futebol.

“O FC Porto vai criar-nos problemas e colocar-nos, certamente, em desconforto, mas nós também queremos colocar o adversário em desconforto em alguns momentos e teremos respostas para as dificuldades que nos vão criar”, prometeu o técnico dos barcelenses.

Rui Almeida concordou que “o FC Porto é o favorito para este jogo”, mas preferiu focar a sua atenção na postura que pretende do Gil Vicente.

“O nosso foco é no que podemos fazer, sabendo como temos de agir nos momentos em que teremos a bola e saber defender, de forma humilde, quando não a tivermos. Temos de encontrar respostas não apenas para este adversário, mas sim para todos os que vamos defrontar”, antecipou.

Os barcelenses, que ainda não perderam neste campeonato – somam dois empates e uma vitória -, vão defrontar um FC Porto que nas últimas três partidas não conseguiu vencer, algo que Rui Almeida não considera ser uma dificuldade extra.

“Não há momentos maus ou bons para defrontar este adversário. Dizer que é mau [para o Gil Vicente] enfrentar o FC Porto que vem de três jogos sem ganhar, também seria mau se viessem de três vitórias consecutivas. Vejo pelo lado da minha equipa, estando só concentrado no que podemos fazer”, partilhou Rui Almeida.

O treinador do Gil Vicente analisa um adversário que “individualmente tem um leque de jogadores muito fortes e coletivamente se pode apresentar com diferentes estruturas” e desvalorizou o facto de os ‘dragões’ terem disputado um jogo a meio da semana, para a Liga dos Campeões [frente Manchester City].

“Estamos a falar de uma equipa que está habituada a ritmos competitivos deste nível, com três jogos por semana. A nossa preparação foi a de uma semana normal, pois estes são os jogos mais fáceis de preparar e os mais difíceis de disputar”, concluiu o treinador dos barcelenses.

O Gil Vicente, 12.º classificado, com cinco pontos, mas menos um jogo, defronta, este sábado, o FC Porto, segundo com sete, em jogo agendado para as 20:30, no estádio do Dragão, que terá arbitragem de Hélder Malheiro, da Associação de Futebol de Lisboa.

Continuar a ler

Populares