Seguir o O MINHO

Futebol

Cristiano Ronaldo pode conseguir pleno em Itália, repetindo Inglaterra e Espanha

Internacional português

em

Cristiano Ronaldo. Foto: Twitter de Juventus

O futebolista internacional português Cristiano Ronaldo pode completar na quarta-feira o pleno de conquistas internas em Itália, repetindo o que fez em Inglaterra e Espanha, caso a Juventus supere o Nápoles na final da ‘Coppa’, em Roma.


Após vencer tudo em Inglaterra, com três triunfos na ‘Premier League’, um na Taça de Inglaterra, outra na Supertaça e dois na Taça da Liga, pelo Manchester United (2003/09), e Espanha, onde ‘bisou’ na ‘La Liga’, Taça do Rei e Supertaça, pelo Real Madrid (2009/18), Ronaldo tem a hipótese de repetir o feito em Itália

Em 2018/19, na primeira época ao serviço da Juventus, o jogador luso ganhou a ‘Serie A’ e a Supertaça e, na presente temporada, tem a prova que lhe falta a um triunfo, frente aos napolitanos, numa final à porta fechada, devido à pandemia de covid-19.

Na edição transata, Ronaldo não conseguiu evitar a queda da ‘Juve’ nos quartos de final da Taça de Itália, fase em que foi batida de forma clara no reduto da Atalanta, que ganhou por 3-0 e acabou por chegar à final, perdida para a Lazio (0-2).

Desta vez, a Juventus qualificou-se, na sexta-feira, para a final, apesar de o internacional luso ter desperdiçado uma grande penalidade, já que o empate 0-0 foi suficiente, após o 1-1 de Milão, onde Ronaldo marcou, de penálti, aos 90 minutos.

O futebolista luso está, assim, a um ‘passo’ de completar o pleno de prova internas em Itália, depois de uma primeira época em que contribuiu com 21 golos para o triunfo na ‘Serie A’ e apontou o tento que valeu a vitória na Supertaça, frente ao AC Milan (1-0 a 16 de janeiro de 2019, na Arábia Saudita).

Se o conseguir, Cristiano Ronaldo repete o que também alcançou em Inglaterra, nas seis épocas ao serviço do Manchester United, de 2003/04 a 2008/09, e em Espanha, em nove temporadas pelo Real Madrid, que representou de 2009/10 a 2017/18.

Em Inglaterra, o jogador luso arrebatou a famosa ‘FA Cup’ logo na primeira temporada (2003/04), a Taça da Liga inglesa na terceira (2005/06), a ‘Premier League’ na quarta (2006/07) e a Supertaça inglesa na quinta (2007/08).

Nas duas últimas épocas pelos ‘red devils’, ganhou ainda mais dois campeonatos e outra Taça da Liga inglesa. ‘Fora de portas’, arrebatou ainda a Liga dos Campeões, em 2007/08, e o Mundial de Clubes, em 2008/09.

Seguiram-se nove anos no Real Madrid, sendo que bastaram quatro para fazer o pleno: depois de ficar em ‘branco’ na primeira (2008/09), ganhou a Taça do Rei na segunda (2009/10), ‘La Liga’ na terceira (2010/11) e a Supertaça na quarta (2012/13), estas três conquistas comandado pelo compatriota José Mourinho.

Nas últimas cinco temporadas pelos ‘merengues’, Ronaldo ganhou mais um campeonato espanhol, uma Taça do Rei e uma Supertaça.

Muito mais importante, foi o resto: quatro vitórias na ‘Champions’, mais três no Mundial de Clubes e duas na Supertaça Europeia, e o estatuto de melhor marcador do ‘maior’ clube do Mundo, com o impressionante registo de 451 golos em 438 jogos.

Depois de nove anos pelos ‘merengues’, Ronaldo ‘virou-se’ para Itália e, aos 35 anos, está muito perto de conseguir mais um registo ímpar no futebol… apenas mais um.

Anúncio

Futebol

Davidson confirma saída do Vitória rumo à Turquia

Futebol

em

Foto: DR / Arquivo

O extremo Davidson confirmou hoje que vai jogar no Alanyaspor, da I Liga turca de futebol, a partir da próxima época, após ter cumprido as duas últimas temporadas no Vitória SC.

“Este é o momento [para sair]. Estou eternamente grato ao Vitória, mas tenho 29 anos e este é o momento de seguir novos rumos, e o Alanyaspor apostou em mim. Também vou porque [a equipa] está na Liga Europa. É um desafio promissor para a minha carreira”, disse o jogador brasileiro, numa entrevista ao canal 11.

A caminho do quinto classificado da I Liga turca em 2019/20, que vai disputar a terceira pré-eliminatória da Liga Europa, o atacante considerou que a última época em Guimarães foi “boa individualmente” – realizou 44 jogos e marcou 10 golos, repartidos pela I Liga, pela Taça de Portugal, pela Taça da Liga e pela Liga Europa.

Natural do Rio de Janeiro, Davidson chegou a Portugal no verão de 2015, para representar o Sporting da Covilhã, clube da II Liga ao serviço do qual apontou 13 golos em 67 partidas, em época e meia.

O atacante mudou-se para o Desportivo de Chaves em janeiro de 2017 e marcou seis golos em 53 encontros oficiais pelos transmontanos, até ao final da temporada 2017/18, antes de se transferir para o Vitória, clube pelo qual fez 10 golos em 39 desafios na primeira época.

Continuar a ler

Futebol

Famalicão contrata defesa esquerdo ao Chaves

Ibrahim

em

Foto: DR

O Famalicão, da I Liga portuguesa de futebol, anunciou hoje a contratação de Abdul Ibrahim, defesa esquerdo, com um vínculo válido até ao final da temporada 2022/23.

“Assinar pelo Famalicão é mais um passo importante na minha carreira. Conheço o projeto que o clube delineou e estou muito entusiasmado para ajudar o clube a continuar o seu processo ascendente no futebol português”, referiu o ganês, de 21 anos.

O jogador chegou a Portugal em 2017 para jogar nos juniores do Chaves, clube que o descobriu na Academia WAFA.

Abdul Ibrahim manteve-se em Trás-os-Montes até ao final da época transata, durante a qual atuou na equipa satélite dos flavienses, que competiu no Campeonato de Portugal.

Continuar a ler

Futebol

Paulo Sousa deixa comando técnico dos franceses do Bordéus

Futebol

em

Paulo Sousa. Foto: DR / Arquivo

O português Paulo Sousa rescindiu hoje o seu contrato com o Bordéus, 12.ºs classificados da Liga francesa quando foi a competição foi cancelada devido à pandemia de covid-19, confirmou à Lusa a assessoria do treinador.

Paulo Sousa, de 49 anos, deixou o clube ao qual chegou em março de 2019, devido ao incumprimento com o projeto desportivo proposto, explicou a mesma fonte, acrescentando que o português já tinha assumido a vontade de rescindir o contrato que o ligava ao clube até 30 de junho de 2022.

O antigo médio de Benfica, Sporting, Juventus, Borussia Dortmund, Inter Milão, Parma, Panathinaikos e Espanyol estreou-se como treinador nas seleções jovens portuguesas, seguindo-se passagens por Queens Park Rangers, Swansea, Leicester, Videoton, Maccabi Telavive, Basileia, Fiorentina e Tianjin Quanjian.

No seu historial como técnico, Paulo Sousa sagrou-se campeão na Suíça (2014/15) e em Israel (2013/14), tendo ainda conquistado uma Taça de Israel (2013/14), uma Taça da Liga húngara (2011/12) e duas Supertaças da Hungria (2011/12 e 2012/13).

Continuar a ler

Populares