Seguir o O MINHO

Futebol

Cristiano Ronaldo candidato a melhor da época e do século nos Globe Soccer Awards

Futebol

em

Foto: DR / Arquivo

O português Cristiano Ronaldo, da Juventus, está entre os nomeados para melhor jogador do ano da Globe Soccer Awards e integra ainda, com Luís Figo, a lista dos candidatos a futebolista do século XXI, anunciaram hoje os promotores.

Ronaldo integra a lista de candidatos a melhor do ano em conjunto com Lionel Messi (FC Barcelona), Robert Lewandowski (Bayern Munique), Sadio Mané (Liverpool), Serge Gnabry (Bayern Munique), Ciro Immobile (Lazio), Marquinhos (Paris Saint-Germain) e Karim Benzema (Real Madrid).

Com seis triunfos nos Globe Soccer Awards, os últimos quatro consecutivos, Cristiano Ronaldo integra ainda, juntamente com Luís Figo, a lista para eleger os melhores jogadores do século XXI, referente ao período entre 2001 e 2020.

Cristiano Ronaldo e Figo integram uma lista que conta, entre outros, com Lionel Messi, Kylian Mbappé, Neymar, Luka Modric, David Beckham, Manuel Neuer, Iker Casillas, Robert Lewandowski, Ronaldinho, Ronaldo, Sergio Ramos, Steven Gerrard, Zinédine Zidane e Zlatan Ibrahimovic.

Além de Ronaldo e Figo, também o treinador português José Mourinho e o empresário Jorge Mendes figuram entre os candidatos a melhores do século XXI nas respetivas categorias.

José Mourinho partilha a lista com nomes como os de Luiz Felipe Scolari, antigo selecionador português, Josep Guardiola, Zinédine Zidane, Carlo Ancelotti, Vicente Del Bosque e Alex Ferguson, entre outros.

FC Barcelona, Manchester United, Juventus, Liverpool, Manchester United e Real Madrid são alguns dos clubes que constam na lista para eleger o melhor clube do século XXI para a Globe Soccer Awards, que não integra nenhum emblema português.

A votação decorre ‘online’ e os vencedores serão anunciados numa cerimónia a realizar em 27 de dezembro, no Dubai.

Anúncio

Futebol

Braga, derrotado em Paços de Ferreira, fica mais longe do pódio

I Liga

Foto: SC Braga

O SC Braga perdeu hoje, por 2-0, em Paços de Ferreira, frente à equipa local, em jogo a contar para a 14.ª jornada da Liga portuguesa de futebol.

(em atualização)

Continuar a ler

Futebol

Gil Vicente espera vencer jogo “difícil” frente a Marítimo com “qualidade”

I Liga

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

O treinador do Gil Vicente, Ricardo Soares, afirmou hoje que os minhotos vão “lutar pela vitória” frente a um Marítimo com “qualidade”, no domingo, em jogo da 14.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol que espera “difícil”.

Depois de ter assegurado a passagem aos quartos de final da Taça de Portugal na noite de quinta-feira, num embate com o Académico de Viseu decidido no prolongamento (3-2), a formação de Barcelos vai jogar de novo no seu reduto, precisando de se “apresentar a um nível muito elevado” para derrotar os madeirenses, admitiu o técnico.

“Principalmente com a entrada do Milton Mendes [para treinador], a equipa estabilizou e melhorou muito na organização defensiva e ofensiva. Tem um conjunto de jogadores com muita qualidade (…). Respeitamos muito o Marítimo, mas o nosso objetivo é claramente lutar pela vitória até ao último segundo”, disse, na antevisão ao desafio, realizada por vídeo.

O Marítimo venceu quatro dos sete jogos oficiais realizados desde que Milton Mendes substituiu Lito Vidigal no comando técnico, o último dos quais frente ao Sporting, para os oitavos de final da Taça de Portugal (2-0), e mereceu os elogios de Ricardo Soares, por ser uma equipa que “coloca muita gente na frente” quando ataca e também “forte nas bolas paradas”.

O treinador gilista lembrou, porém, que os seus pupilos “estão com muita vontade de ir a jogo”, sendo “mais importante” estarem concentrados no processo de jogo trabalhado nos treinos.

Depois da visita a Faro, no domingo, na ronda anterior do campeonato (derrota por 3-1 perante o Farense) e do embate com a formação de Viseu, Ricardo Soares frisou que o Gil Vicente tem de solucionar o eventual desgaste que vai apresentar.

“É evidente que há um desgaste normal e inerente a esta série de jogos, mas tenho a certeza de que a equipa vai estar bem preparada para o jogo. Para nós, o fundamental é arranjar uma estratégia que possa ir ao encontro do que o jogo vai exigir de nós”, disse.

O Gil Vicente, 12.º classificado da I Liga portuguesa, com 13 pontos, recebe o Marítimo, 10.º, com 14, em partida da 14.ª jornada, agendada para as 20:00 de domingo, no Estádio de Cidade de Barcelos, com arbitragem de Artur Soares Dias, da Associação de Futebol do Porto.

Continuar a ler

Futebol

Daniel Ramos, no ‘regresso’ a Famalicão, quer continuar “percurso positivo” do Santa Clara

I Liga

Foto: Santa Clara

O treinador do Santa Clara, Daniel Ramos, afirmou hoje que pretende uma equipa com “competência” para derrotar o Famalicão no jogo da 14.ª jornada para continuar o “percurso positivo” da equipa açoriana na I Liga de futebol.

“Vamos para dentro de campo com esse objetivo, respeitando o adversário, que tem muito valor, mas com a ambição natural de quem quer continuar a fazer um percurso positivo. Neste caso uma vitória dá-nos essa possibilidade”, declarou o treinador.

Daniel Ramos falava hoje em conferência de imprensa no estádio de São Miguel, em Ponta Delgada, antes da receção ao Famalicão.

O técnico disse ser necessária “competência” para derrotar a equipa famalicense e destacou a importância de uma vitória para afastar o Santa Clara de “posições mais incómodas” na classificação.

“Amanhã [domingo], é preciso competência. Temos de trabalhar muito, temos de correr muito, temos de ser organizados, temos de ser competentes a atacar e a defender”, afirmou.

Daniel Ramos desvalorizou o facto de o Famalicão ser o lanterna-vermelha da classificação, uma vez que o “campeonato está muito equilibrado”.

“O campeonato está muito equilibrado e o próximo jogo é do campeonato e contra uma boa equipa e para nós a classificação não diz nada. Basta ver o que fez o Famalicão a época passada. A classificação é mentira neste momento, mas é mentira para muitas equipas”, apontou.

Para o treinador, face ao “equilíbrio muito grande” na I Liga, a classificação atual não reflete o “real valor” das equipas.

“Muitas das equipas podem passar pelos lugares de baixo e rapidamente saírem de lá para zonas intermédias de meio da tabela. O equilíbrio é grande e nós temos de andar muito e ser competentes para conseguir pontos”, assinalou.

Questionado pelos pontos fortes do próximo adversário, o treinador destacou o “coletivo” e as “entradas de reforços” que se vão juntar aos “bons valores” que o plantel já tinha.

“O Famalicão tem prestações do ponto vista exibicional que não corresponderam aos resultados [que obteve]. Eu não destaco o individual, mas há muitos bons jogadores individuais. Eu destaco o lado coletivo do Famalicão”, salientou.

O treinador afirmou que pretende incutir uma “mentalidade vencedora” no plantel, uma vez que “ganhar tem de ser hábito” para a equipa açoriana.

Daniel Ramos avançou que o “estado anímico” da equipa é positivo, devido à vitória diante do Moreirense na terça-feira que permitiu aos açorianos assegurarem uma presença histórica nos quartos de final da Taça de Portugal.

“O estado anímico é positivo. Percebemos que realizamos boas prestações e vimos também a passagem de uma eliminatória da Taça e Portugal que nos deu a possibilidade de sermos reconhecidos e estarmos onde nunca estivermos”, apontou.

Para o campeonato, o Santa Clara vem de dois empates a uma bola, diante de Benfica e Boavista.

Já o Famalicão vem de duas derrotas, diante de FC Porto (4-1) e Tondela (1-0). Apesar da distância na tabela classificativa, apenas quatro pontos separam a equipa de João Pedro Sousa da de Daniel Ramos.

Santa Clara, sétimo classificado com 15 pontos, recebe o Famalicão, 18.º com 11, no próximo domingo, às 16:30, no estádio de São Miguel nos Açores.

Continuar a ler

Populares