Seguir o O MINHO

Região

Crianças participam em ação de limpeza na praia de Afife, em Viana

“Reciclar é a nossa praia”

em

Foto: Divulgação

Começou na segunda-feira na praia de Afife, em Viana do Castelo, a iniciativa “Reciclar é a nossa praia”, que irá percorrer 30 praias do país sensibilizando para a separação dos resíduos em prol do meio ambiente.

Esta terça-feira, o projeto estará na praia do Cabedelo, também em Viana do Castelo, e na quarta-feira, na Praia da Apúlia, em Esposende.

Esta é uma iniciativa da Novo Verde, aentidade gestora de resíduos de embalagens, em parceria com a associação sem fins lucrativos Sailors for the Sea Portugal, e conta com o apoio da Agência Portuguesa do Ambiente.

Arrancou hoje e percorrerá 940 quilómetros de costa, até chegar à praia de Monte Gordo, em Vila Real de Santo António, no dia 24 de julho.

Alunos de escolas de vários pontos do país, surfistas e a população em geral podem participar nas ações de limpeza de praias, que incluem ainda sessões de educação ambiental com jogos.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Com esta iniciativa, a Novo Verde pretende impactar, em particular, os mais jovens sobre os comportamentos que devem adotar de forma a evitarem que os seus resíduos de embalagens contaminem os ecossistemas marinhos. Haverá sessões de educação e literacia ambiental, compostas por atividades lúdicas e pedagógicas. Em paralelo, a população será convidada a participar na atividade de limpeza das praias para garantir o tratamento adequado dos diversos resíduos recolhidos no areal.

“Esta ação pretende, além de nos colocar mais próximos da população, dar continuidade à educação ambiental, que é um dos nossos pilares desde o início da Novo Verde. É essencial continuarmos a mobilizar os cidadãos para uma participação ativa no processo de tratamento e reciclagem de resíduos que não podem, de todo, ser abandonados indiscriminadamente, podendo contaminar os ecossistemas e a nossa saúde e prejudicar o Ambiente, do qual fazemos parte”, afirma Ricardo Neto, presidente da Novo Verde, citado em comunicado.

Populares