Seguir o O MINHO

Braga

Covid faz disparar número de mortos no cemitério de Braga

Pandemia

em

Foto: DR / Arquivo

Desde o período em que se registaram os primeiros óbitos por covid-19 em Portugal até ao final do mês de abril, o número de sepultamentos no cemitério de Braga aumentou em relação ao ano transato.


Segundo apurou O MINHO junto de fonte do setor, entre 16 de março e 30 de abril, foram sepultados 64 corpos na infrarestrutura municipal. Desse número, 19 foram vítimas da pandemia.

Durante o mesmo período, mas em 2019, foram 50 os enterros realizados no cemitério, ou seja, em 2020 morreram, na cidade, apenas 45 pessoas por outras causas que não a do vírus, registando-se uma taxa de mortalidade inferior a 2019, caso não existisse a pandemia.

Segundo disse a O MINHO fonte do setor local da saúde, regista-se hoje mais um óbito pelo coronavírus no concelho, totalizando agora 63 mortos. Há ainda 1.348 infetados, mais três do que ontem, 789 curados e 75 sob vigilância ativa.

Anúncio

Braga

Hospital de Braga acusado de despedir enfermeiros. Administração fala em “contratos especiais”

Ordem dos Enfermeiros

em

Foto: Dr

A Ordem dos Enfermeiros (OE) acusou hoje o Hospital de Braga de estar a preparar despedimentos de enfermeiros em “plena segunda vaga da pandemia” de covid-19, sublinhando tratar-se de uma situação “inadmissível, incompreensível e irresponsável”.

Contactada pela Lusa, a administração do hospital refere estarem em causa contratos especiais celebrados no contexto da pandemia de covid-19 e sublinha que está “a envidar todos os esforços” para que aqueles contratos a termo se convertam em contratos sem termo, mantando assim todos os enfermeiros contratados em funções.

Sublinha ainda que os enfermeiros em causa “continuam em funções” no Hospital de Braga.

Em comunicado, a OE refere que o hospital está a notificar enfermeiros, com contratos de quatro meses, de que irão ser despedidos este mês.

Em causa estarão os segundos contratos de quatro meses, iniciados em março.

Isto, sublinha, “com todos os serviços de saúde do país sobre pressão e com dificuldades em contratar enfermeiros, como já é admitido pelas próprias autoridades”.

“É uma situação inadmissível, incompreensível e irresponsável, face ao momento que atravessamos. E, mais uma vez, demonstra a forma como os enfermeiros, que têm sido a única linha de defesa, são tratados em Portugal, ao mesmo tempo que são cada vez mais procurados pelos restantes países europeus”, critica a Ordem.

Alerta que, a curto prazo, “nem os enfermeiros atuais nem os que venham a ser contratados serão suficientes para fazer face à pandemia e para prestar cuidados aos milhares de pessoas que viram os seus exames, consultas e cirurgias suspensas, adiadas e canceladas”.

“Confrontada com esta situação, a OE não pode deixar de repudiar esta atitude do Hospital de Braga, sem prejuízo de continuar a sua colaboração com o Ministério da Saúde na busca de soluções”, refere ainda o comunicado.

Continuar a ler

Braga

Transportes Urbanos de Braga com novos dispensadores de álcool-gel

“Solução mais duradoura”, porque “pandemia está para durar”

em

Foto: DR

Os Transportes Urbanos de Braga (TUB) colocaram novos dispensadores de ácool-gel em todos os autocarros, uma “solução mais duradoura”, dado que a pandemia está “para durar”, aponta a O MINHO o administrador da empresa, Teotónio dos Santos.

“Quando começou a pandemia, colocámos uns primeiros dispensadores, parecidos com saboneteiras, mas que com a utilização vão ficando estragados. Entretanto, havia dificuldades de recipientes e colocámos outros reservatórios. Agora colocámos estes em todas as viaturas, dois em cada, à entrada e à saída”, explica Teotónio dos Santos.

A instalação começou na semana passada e foi concluída nesta. Foram colocados nas 136 viaturas dos TUB bem como nos edifícios da empresa municipal.

Teotónio dos Santos salienta que a empresa continua a apostar nas medidas de prevenção, protegendo trabalhadores e utentes, não tendo até ao momento “nenhuma situação crítica dentro dos autocarros”.

No Facebook, o presidente da Câmara de Braga, Rui Rio, referiu que Carlos Almeida, vereador da CDU, já tinha lançado a questão em reunião de câmara.

“Há algumas semanas, numa reunião de Executivo, o vereador da CDU questionou se não seria possível melhorar o sistema dos dispensadores de álcool-gel nos autocarros da TUB. A questão não foi esquecida e o que então era um projeto-piloto é hoje a regra em toda a frota”, escreveu o autarca.

Continuar a ler

Braga

Secretário de Estado de Braga demitiu-se do Governo

José Mendes

em

Foto: DR

O bracarense José Mendes, que desempenhava funções como secretário de Estado do Planeamento, pediu exoneração do cargo e já foi substituído pelo deputado Ricardo Pinheiro, mudança que foi hoje anunciada através de uma nota divulgada no portal da Presidência da República.

“O Presidente da República aceitou a proposta do primeiro-ministro de exoneração, a seu pedido, de José Fernandes Gomes Mendes, como secretário de Estado do Planeamento, e a nomeação, para o mesmo cargo, de Ricardo Miguel Furtado Pinheiro”, lê-se na nota.

A posse do novo secretário de Estado do ministro do Planeamento, Nelson de Sousa, terá lugar ainda hoje, pelas 20:30, no Palácio de Belém.

Ricardo Pinheiro foi presidente da Câmara de Campo Maior, distrito de Portalegre, círculo pelo qual foi eleito deputado nas últimas eleições legislativas.

Continuar a ler

Populares