Seguir o O MINHO

Barcelos

Têxtil Becri, em Barcelos, perde 30 ‘chefes’ para quarentena após caso positivo

Covid-19

em

Foto: Divulgação

A fábrica do grupo têxtil Becri, com sede no parque industrial de Alvelos, em Barcelos, perdeu para quarentena quase todos os quadros de chefia depois de um elemento próximo da administração ter acusado positivo num teste à Covid-19, disse um dos administradores a O MINHO.

De acordo com Américo Alves, um dos quatro administradores, foi registado um caso de Covid-19 por entre os quadros da empresa, o que levou a que cerca de 30 pessoas fossem colocadas em quarentena obrigatória, todas elas ligadas a funções de chefia.

“Esteve cá o delegado de Saúde de Barcelos e em conjunto com a DGS foi decidido colocar os contactos diretos da pessoa em causa em quarentena, pelo que continuamos a laborar, mas quase sem chefias”, explica.

Acrescenta que isso poderá mudar, uma vez que existirá uma reunião na sexta-feira para se decidir se a empresa fecha ou não.

“Hoje e amanhã continuamos a trabalhar, mas amanhã vamos decidir, e até podem surgir novas indicações das autoridades da saúde que nos leve a fechar a empresa, mas para já ainda não há essa indicação”, sublinha Américo Alves.

O administrador explica que, de todos os casos em quarentena, ninguém apresentava sintomas até ao dia de ontem, pelo que não se terá efetuado testes de despistagem aos mesmos, ao contrário da pessoa infetada.

O Grupo Becri, com um volume de negócios superior a 45 milhões de euros, emprega mais de 400 trabalhadores diretos, divididos por empresas em Barcelos e Esposende, mas abarca um universo de 2 mil pessoas, se se considerarem também os trabalhadores indiretos.

EM FOCO

Populares