Covid-19: Moderna acusa Pfizer e BioNTech de violação de patente e avança com processo

Farmacêutica exige compensação financeira
Foto: Arménio Belo / CM Viana do Castelo

A Moderna avançou com um processo contra a Pfizer e a BioNTech. A farmacêutica norte-americana acusa as rivais de violação de patente no desenvolvimento da primeira vacina contra a covid-19.

“Estamos a dar início a estes processos para proteger a inovadora plataforma tecnológica mRNA da qual fomos pioneiros, investimos milhares de milhões de dólares na criação e patenteamos durante a década anterior à pandemia da covid-19”, explica o comunicado da Moderna divulgado esta sexta-feira.

“A plataforma fundadora, que começou a ser construída em 2010, juntamente com o nosso trabalho sobre o coronavírus patenteado em 2015 e 2016, permitiu-nos produzir em tempo recorde uma vacina segura e altamente eficaz contra a covid-19″.

A Moderna abriu processos nos Estados Unidos e na Alemanha e exige uma compensação financeira.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Ordem dos Médicos vai levar regulamento sobre urgências a Assembleia de Representantes

Próximo Artigo

Edifício degradado dá lugar a uma nova sede da Cruz Vermelha de Braga

Artigos Relacionados
x