Seguir o O MINHO

Alto Minho

Costureiro criou vestido de noiva inspirado no traje de Viana do Castelo

em

Um costureiro do Porto criou um vestido de noiva inspirado no traje de Viana do Castelo com 70 mil cristais Swarowski e 50 metros de seda, que levou 900 horas fazer e que está avaliado em 38 mil euros.

“Vou sempre às festas da Agonia, e no ano passado, quando assistia à festa do traje, disse para mim que ia fazer um vestido de noiva monumental. Foi a própria festa que me inspirou, porque eu sou festeiro e gosto destas tradições”, explicou hoje o costureiro 52 anos.

Fernando Lima adiantou que o vestido, apresentado publicamente durante a festa do traje da Romaria da Agonia, “ainda não está à venda”, mas garantiu que “interessados não faltam”.

“Foi o primeiro vestido que fiz sem ter um cliente específico. Para já quero promovê-lo, até internacionalmente, e depois sim, vendê-lo. O vestido é o mote para um projeto de roupa inspirada nos trajes regionais de Portugal, que são demasiado bonitos para serem utilizados apenas num dia de festa”, afirmou o sócio da Goldinsigne Design, empresa que assina a criação.

A criação, inspirada no traje de noiva de Viana do Castelo, que já esteve em exposição no Museu do Traje de Viana do Castelo, encontra-se atualmente no ateliê do costureiro portuense que há 25 anos se dedica à confeção de vestidos de noiva e de noite.

A Vianafestas, a entidade que organiza da Romaria da Agonia, explicou na página oficial nas redes sociais, que a criação de Fernando Lima, em seda natural e veludo preto, tem o típico coração de Viana bordado, à mão, na cauda da saia, num trabalho que chegou a envolver cerca de 17 horas por dia.

Traje de noiva de Viana ‘reinventado’ com 70 mil cristais e 50 metros de sedaO tradicional traje de noiva de Viana do…

Posted by Vianafestas – Romaria d’Agonia on Quarta-feira, 26 de agosto de 2015

 

A vereadora da Cultura da Câmara de Viana do Castelo, Maria José Guerreiro, citada naquela página, afirmou que “estas criações contemporâneas reforçam o interesse suscitado pelo traje tradicional, e constituem um atrativo para novos públicos e novas áreas de mercado”.

A responsável, que é também presidente da VianaFestas, recordou que em 2014 a festa do traje “teve no Coração Independente Vermelho de Joana Vasconcelos o seu destaque, dando lugar este ano ao vestido inspirado no traje de noiva tradicional de Viana do Castelo confecionado por Fernando Lima”.

Atualmente em processo de certificação o “traje à vianesa” em linho, nas suas várias cores características e formas, é um símbolo da região que a mulher de Viana envergou até aos finais do século XIX consoante a ocasião, momento da vida e o seu estatuto.

O uso do ouro manifestava a riqueza da família, mas sobretudo o orgulho da mulher.

As características deste traje, como o seu colorido e a profusão de elementos decorativos, permitem identificar facilmente a região de origem, no concelho, motivo pelo qual se transformou, segundo os especialistas, “num símbolo da identidade local”.

A riqueza da história do traje demonstra-se igualmente no espírito da mulher de Viana do Castelo na atualidade, que faz questão de ir à festa, com a sua ‘chieira’, engalanada com o ouro de filigrana, e uma peça de roupa típica.

Populares