Seguir o O MINHO

Região

Costa sob ‘aviso amarelo’ devido à agitação marítima no fim de semana

em

DR

Toda a costa portuguesa vai estar sob ‘aviso amarelo’ no sábado e no domingo por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas até cinco metros, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Leiria, Lisboa, Setúbal, Beja e Faro vão estar sob ‘aviso amarelo’ entre as 06:00 de sábado e as 09:00 de domingo.

Para estes distritos, está prevista agitação marítima com ondas de noroeste com 04 a 05 metros.

O aviso amarelo, o terceiro de uma escala de quatro, indica situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê para hoje no céu geralmente muito nublado, com abertas no Algarve a partir da tarde, períodos de chuva, em especial no Minho e Douro Litoral, e sendo fraca na região Sul.

Está também previsto vento fraco a moderado predominando de sudoeste, soprando moderado a forte nas terras altas, em especial a partir da tarde, e tornando-se do quadrante oeste para o final do dia.

A previsão aponta ainda para neblina ou nevoeiro em alguns locais, subida da temperatura mínima nas regiões Norte e Centro e pequena subida da máxima.

No que diz respeito às temperaturas, a mínima vai variar entre 10 graus Celsius (em Bragança) e 18 (em Lisboa) e as máximas entre os 16 (na Guarda) e os 25 (em Beja e Santarém).

Anúncio

Braga

Visitas pascais de carro proibidas pelo Arcebispo de Braga após conselho da polícia

Páscoa

em

Foto: DR / Arquivo

Todas as paróquias da Arquidiocese de Braga (distrito de Braga + Póvoa de Varzim e Vila do Conde) foram proibidas de realizar as visitas pascais de forma alternativa, com recurso a veículos motorizados, disse o Arcebispo D. Jorge Ortiga.

Numa mensagem enviada aos sacerdotes diocesanos, Dom Jorge salienta que as autoridades policiais não vão permitir a deslocação de uma viatura em marcha lenta a passar com uma cruz, de porta-em-porta, como anunciaram algumas paróquias.

O MINHO sabe que a figura máxima da Igreja no Minho terá sido aconselhada pelos comandos distritais de PSP e GNR a não realizar este tipo de compasso improvisado. Alguns párocos já anunciaram a novidade nas Eucaristias de ontem.

Também em Viana do Castelo, o bispo D. Anacleto Oliveira pediu aos párocos para não aderirem à visita pascal motorizada, em voga por todo o Norte do país.

Continuar a ler

Braga

DGS implementa plano sanitário em lar de Braga. Há 11 mortos em lares no concelho

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

A comissão, composta pela delegação de saúde, proteção civil municipal, segurança social e Cruz Vermelha – que gere a evolução da pandemia do coronavírus no concelho de Braga – vai implementar um plano de contingência no lar da Irmandade de Santa Cruz, onde já faleceram duas pessoas e há registo de vários infetados com covid-19.

Fonte ligada ao processo disse a o MINHO que o plano, que hoje começou com uma operação de desinfeção a cargo dos Bombeiros Sapadores de Braga, é semelhante ao que foi aplicado no lar do Asilo de São José, implicando a separação total entre utentes e funcionários, e o isolamento dos idosos que tenham sintomas da doença ou esperam o resultado de testes de despistagem.

É liderado pelo delegado de saúde, cabendo à proteção civil da Câmara a sua concretização no plano logístico.

21 óbitos

Entretanto, Braga registava, até ontem, 21 óbitos por coronavírus, 11 dos quais eram utentes de quatro lares, .

Uma fonte contactada por O MINHO referiu que, faleceram seis pessoas que estavam internadas no Asilo de São José, duas na Resisénior, duas outras no lar da Irmandade de Santa Cruz e uma no lar da paróquia de Ferreiros.

A crescentou que, na generalidade, e depois de medidas de confinamento interno tomadas pela Delegação de Saúde de Braga, com a colaboração da Proteção Civil municipal e da Segurança Social, a situação estabilizou em todos eles.

Mas, em Braga, não há só falecimentos, nem notícias trágicas: um cidadão de 84 anos, que fora internado no Hospital local com a infeção, conseguiu vencer a doença, tendo sido considerado curado. Não teve, ainda, alta hospitalar porque tem um problema numa perna, que carece de tratamento médico autónomo.

Outro caso positivo é o do Lar de Conde de Agrolongo. Depois do surgimento de uma funcionária com a covid-19, que terá contraído em contacto familiar, a direção do organismo tomou todas as medidas profiláticas indicadas pela Delegação de Saúde, de tal modo que, quinze dias depois, nenhum dos 180 idosos que alberga ficou infetado.

Continuar a ler

Ave

Professora de Celorico de Basto morre com covid-19 aos 40 anos

Covid-19

em

Foto: Facebook

Uma professora de 40 anos, natural de Celorico de Basto, perdeu a vida na sequência de complicações de saúde agravadas pela infeção de covid-19, confirmou O MINHO junto de fonte da família.

Áurea Sofia Silva, natural da freguesia de Agilde, onde foi sepultada na passada terça-feira, terá sido internada no passado dia 25 de março, no Hospital de São João, no Porto, depois de ter sintomas graves provocados pelo vírus SARS CoV 2.

A professora de ciências e matemática numa escola de Matosinhos padecia de uma doença crónica autoimune, entre outras complicações de saúde e já tinha tido complicações respiratórias no início do mês de março, antes de ter testado positivo para o vírus.

Quatro dias antes de ter sido internada, Áurea Silva recorreu a um conhecido grupo das redes sociais onde profissionais de saúde esclarecem dúvidas dos utilizadores para procurar auxílio para o marido, que estava com febre.

A própria referiu que, dias antes, o marido tinha realizados testes para o covid-19, mas que este tinha dado negativo.

Celorico de Basto tem oito casos confirmados de infetados com covid-19, mais um do que ontem, segundo o relatório de hoje divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

Braga, com 521 (+98 do que ontem) casos confirmados, Famalicão com 168 (+14) e Guimarães com 161 (+12) são os concelhos da região do Minho mais atingidos pela pandemia.

Existem 1.340 casos confirmados no Minho, mais 149 do que ontem.

Continuar a ler

Populares