Seguir o O MINHO

Cávado

Cortejo fúnebre de Paulo Gonçalves tem início uma hora mais tarde que o previsto

Cortejo fúnebre

em

Foto: DR / Arquivo

Um atraso no voo que traz o corpo do malogrado piloto Paulo Gonçalves provocou o adiamento, durante uma hora, da homenagem preparada pelo Município de Esposende, para esta quinta-feira.

Numa nota enviada a O MINHO, a Câmara de Esposende dá conta da alteração do horário de início de homenagem para as 12:30, quando estava previsto que se iniciasse uma hora mais cedo.

O cortejo fúnebre passará pelo centro de Esposende, antes de rumar a Gemeses, onde o corpo ficará em câmara ardente a partir das 16:00, sendo sepultado no cemitério local.

A última homenagem do universo motard decorrerá nesse trajeto do cortejo fúnebre, com as motos alinhadas na marginal de Esposende, antecedendo o minuto de silêncio que será cumprido na Praça do Município, antes de rumar a Gemeses.

Campeão do mundo de Cross-Country e Rallyes, em 2013, Paulo Gonçalves concluiu o Rali Dakar de todo-o-terreno em segundo lugar, em 2015, prova na qual participou por 13 vezes, tendo concluído quatro delas entre os dez primeiros classificados.

Paulo Gonçalves era o piloto português com mais títulos nacionais e internacionais, numa carreira iniciada no Motocross e que passou também pelo Enduro e TT.

Em 2016, o Instituto Português do Desporto e da Juventude atribui-lhe o Prémio de Ética no Desporto por ter parado durante uma das etapas do Dakar2016, quando liderava a corrida, para ajudar o austríaco Mathias Walkner, que tinha caído.

Populares