Seguir o O MINHO

Alto Minho

Corporações do Minho prestam condolências por bombeira atropelada na A5

Em Lisboa

em

Foto: Bombeiros de Carnaxide / Facebook

Algumas corporações de bombeiros dos distritos de Viana do Castelo expressaram ao longo deste domingo as condolências a familiares e amigos da bombeira voluntária de Carnaxide que morreu no sábado, quando prestava auxílio a vítimas de um acidente de viação.

As corporações de Viana do Castelo, Ponte da Barca e Arcos de Valdevez utilizaram as redes sociais para homenagear a elemento dos Bombeiros Voluntários de Carnaxide que foi vítima de atropelamento, no dia 03 de julho, quando fora de serviço, se preparava para auxiliar intervenientes em acidente de viação na A5, em Oeiras.

“Catarina fez aquilo que os bombeiros fazem… Tentou salvar vidas mesmo arriscando a sua”, escrevem os Voluntários de Viana no Facebook, prestando condolências em nome da direção, do comando e de todo o corpo ativo.

“Nesta hora de grande dor e sofrimento, os nossos pensamentos e orações estão convosco. Paz à sua alma”, lê-se na página dos Bombeiros de Ponte da Barca.

 

Já os Bombeiros de Arcos de Valdevez manifestam “enorme tristeza” pelo “falecimento precoce” de uma camarada, endereçando “as mais sentidas e sinceras condolências aos familiares e amigos”.

O Presidente da República lamentou hoje a morte da bombeira, considerando-a “um exemplo nacional de generosidade e altruísmo”.

“Foi com profunda consternação que o Presidente da República tomou conhecimento da morte da bombeira Catarina Pedro, pertencente ao Corpo de Bombeiros Voluntários de Carnaxide e que foi vítima de atropelamento, no dia 3 de julho [sábado], quando fora de serviço, prestava auxílio a intervenientes em acidente de viação na Autoestrada 5, em Oeiras”, refere uma nota divulgada na página da Presidência na internet.

Marcelo Rebelo de Sousa salienta que “mesmo fora de serviço, a bombeira Catarina Pedro não hesitou em ajudar o seu próximo, sendo um exemplo nacional de generosidade e altruísmo”.

“O Presidente da República endereça as condolências à família da Bombeira Catarina Pedro, as quais são extensíveis aos seus amigos, bem como a todos os elementos da Associação dos Bombeiros Voluntários de Carnaxide”, acrescenta a nota.

Também o ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, emitiu uma nota de pesar a lamentar a morte da bombeira voluntária de Carnaxide, quando prestava auxílio a vítimas de um acidente fora de serviço.

Em seu nome pessoal e do Governo, o ministro endereçou “as mais sentidas condolências à família, amigos, ao Corpo de Bombeiros, à Associação Humanitária de Bombeiros de Carnaxide e aos Bombeiros de Portugal”.

Também os Bombeiros Voluntários de Carnaxide, onde a vítima prestava serviço, na sua página de Facebook, afirmam ser com “enorme tristeza” que comunicam a morte da colega, “vítima de acidente de viação”, no sábado, “quando prestava auxílio a outro condutor”.

“Deixou-nos a fazer o que mais gostava: ajudar o próximo”, lê-se na mensagem.

A União de Freguesias de Carnaxide e Queijas associa-se ao luto, com votos de “muita força a toda a corporação dos Bombeiros Voluntários de Carnaxide”, também na sua página de Facebook.

Populares