Seguir o O MINHO

Região

Consternação pela morte de jovem no Gerês, a 20 metros de onde morreu outro famalicense

Natural de Ribeirão

em

Foto: DR

João Couto, de 21 anos, estava a mergulhar com amigos na zona da Albufeira da Caniçada, em Vilar da Veiga, concelho de Terras de Bouro, quando terá desaparecido, causando alerta por entre os companheiros, nesta tarde de quinta-feira, 10 de junho.

O corpo viria a ser resgatado da água pouco tempo depois por mergulhadores da Unidade de Intervenção de Salvamento Aquático do Distrito de Braga (UNISA), a cerca de sete metros de profundidade, numa zona de bastante lodo.

Segundo Lino Oliveira, segundo-comandante dos Bombeiros de Terras de Bouro, que foi a primeira entidade de socorro a chegar ao local, é provável que o jovem se tenha sentido mal após o mergulho fatídico, acabando por se afogar.

Os amigos foram em seu auxílio mas não conseguiram encontrar o corpo do amigo, que estudou na escola Forave e era residente em Ribeirão, no concelho de Famalicão.

Foto: O MINHO

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Foto: O MINHO

Foto: O MINHO

As equipa de emergência balizaram o local identificado pelos colegas e, logo após o primeiro mergulho, encontraram o corpo, que “não estava preso”, mas estava junto ao lodo daquele local, 20 metros ao lado de onde outro jovem famalicense perdeu a vida em setembro de 2020.

Devido ao trágico acontecimento, o INEM enviou uma equipa de psicólogos do Centro de Apoio Psicológico e Intervenção em Crise para prestar assistência aos amigos e, depois, aos pais da vítima, que acorreram ao local da tragédia.

Nas buscas e resgate estiveram equipas de mergulho provenientes de Barcelos, Barcelinhos, Famalicenses e Vizela, para além do INEM, GNR e dos Bombeiros de Terras de Bouro.

O corpo foi transportado pelos Bombeiros de Terras de Bouro para o gabinete médico-legal de Braga, onde deverá ser autopsiado para apurar o que poderá ter levado ao afogamento.

Populares