Connect with us

Conselho de Ministros aprova Universidade da ONU em Guimarães

Ave

Conselho de Ministros aprova Universidade da ONU em Guimarães

O Conselho de Ministros aprovou esta quinta-feira a instalação em Guimarães de uma Unidade Operacional de Governação Eletrónica Orientada para Políticas (UNU-EGOV) da Universidade das Nações Unidas, resultante de um acordo com aquela instituição.

Segundo nota oficial daquele conselho, “o estabelecimento desta Unidade Operacional assume grande relevância, na medida em que contribui para promover o posicionamento de Portugal na vanguarda da transformação dos mecanismos de governação e da capacitação eficaz de governação através de aplicações estratégicas de tecnologias de informação e comunicação”.

A (UNU-EGOV), que já foi inaugurada em abril, terá como “missão apoiar a Organização das Nações Unidas (ONU) e os respetivos Estados-Membros, na transformação de mecanismos de governança e na criação de capacidades efetivas de governança, através da aplicação estratégica de tecnologias digitais, de forma a contribuir para o desenvolvimento social e económico inclusivo, sustentabilidade ambiental, paz e segurança”.

Aquela que, segundo a Câmara Municipal de Guimarães, será uma “instituição de referência mundial para o ensino e investigação no domínio da governação eletrónica”, está instalada no Centro Avançado de Formação Pós-Graduada, em Couros.

A Universidade das Nações Unidas, assim como vários institutos e programas localizados em mais de 12 países, é um laboratório de ideias global (“think tank”) e uma organização de ensino de pós-graduação estabelecida em 1972 por decisão da Assembleia Geral das Nações Unidas, com o objetivo de contribuir, através da investigação coletiva e ensino, disseminação e serviços de consultoria, para a resolução dos problemas globais prementes relacionados com a sobrevivência, o desenvolvimento e o bem-estar do ser humano, que são do interesse das Nações Unidas, dos seus Povos e Estados-Membros.

Mais em Ave

Bitnami