SC Braga e Vitória SC confirmam buscas do fisco e mostram-se “colaborantes”

Operação Fora de Jogo

O Vitória SC e o SC Braga, da I Liga portuguesa de futebol, confirmaram esta tarde que o Ministério Público e a Autoridade Tributária e Aduaneira fiscalizaram as suas instalações e mostraram-se disponíveis para colaborar com as autoridades.

“A Vitória Sport Clube Futebol SAD confirma a realização de uma ação de fiscalização, levada a cabo pelo Ministério Público (MP) e pela Autoridade Tributária (AT), às suas instalações, esta quarta-feira [hoje]”, lê-se na nota publicada pelo clube vimaranense, no sítio oficial.

A ação decorreu no âmbito da operação ‘Fora de Jogo’, que, segundo um comunicado hoje emitido pela Procuradoria-Geral da República (PGR), incluiu a realização de 76 buscas em diversas sociedades de clubes de futebol, dirigentes, escritórios de advogados e agentes intermediários.

O clube de Guimarães frisou ainda, no seu sítio oficial, que existe “total disponibilidade” da sua parte para “colaborar com as autoridades competentes no esclarecimento de todas as questões que venham a ser suscitadas no âmbito desta ou outra qualquer investigação”.

Fisco faz buscas no SC Braga em operação anti-fraude

 

O SC Braga também confirmou a mesma operação que decorre em todo o país.

“O SC Braga confirma que recebeu, esta quarta-feira, uma equipa de inspetores tributários, que solicitou acesso a documentação, no âmbito de buscas alargadas a todo o país e efetuadas em vários locais, tendo sido prestada toda a informação requerida, conforme a postura colaborante que o Sporting de Braga sempre teve perante as autoridades”, refere a nota.

A Sporting Clube de Braga SAD alude a uma nota emitida em 06 de fevereiro, reforçando que “a SAD e os seus responsáveis estão seguros da lisura dos atos de gestão praticados e estarão sempre disponíveis para ceder toda a documentação e informação necessária, cientes de que a mesma é taxativa quanto ao detalhe de cada operação realizada por esta sociedade e pelos seus responsáveis», como aliás está verificado e validado pelos auditores e pelos reguladores, bem como pelas periódicas fiscalizações da Autoridade Tributária”.

O clube liderado por António Salvador diz que “deseja e confia que este processo seja cabal quanto ao bom nome da instituição e dos seus representantes, esbatendo o clima de suspeição que paira sobre esta área de atividade”.

Operação em todo o país

A operação em curso baseia-se num inquérito dirigido pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) do MP e numa investigação a cargo da Direção de Serviços de Investigação da Fraude e de Ações Especiais (DSIFAE) da AT.

Ainda segundo a PGR, em causa estão “factos suscetíveis de integrarem a prática de crimes de fraude fiscal qualificada e branqueamento de capitais”.

Também as SAD de Benfica, FC Porto e Sporting confirmaram a realização de buscas, atestando a disponibilidade para colaborarem com as autoridades.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Jovens casais assaltavam casas em Viana do Castelo

Próximo Artigo

Jerónimo de Sousa contra revisão constitucional

Artigos Relacionados
x