Seguir o O MINHO

Região

Concluídos testes a todos os funcionários de lares da região Norte

Covid-19

em

O processo de rastreio a todos os funcionários dos lares da região Norte do país, no âmbito da covid-19, está concluído, anunciou hoje o Governo, acrescentando que foram realizados 24 mil testes em cerca de 900 instituições.

“O processo de realização de testes a todos os funcionários de estabelecimentos residenciais para pessoas idosas na região Norte está concluído, cumprindo-se assim o compromisso assumido há duas semanas por Eduardo Pinheiro, secretário de Estado da Mobilidade e Coordenador Regional Norte da covid-19”, refere um comunicado do gabinete do ministro do Ambiente e Ação Climática.

A nota dá conta de que, “ao todo, foram realizados mais de 24 mil testes a funcionários de cerca de 900 instituições de toda a Região Norte” e que “os resultados já obtidos apontam para uma taxa de infeção inferior a 2%”.

Em 21 abril, o secretário de Estado da Mobilidade disse que em duas semanas ficaria concluída a realização de testes de diagnóstico aos 20 mil profissionais das estruturas de apoio aos idosos na região Norte.

“Neste momento, de acordo com o cronograma que temos, em duas semanas todos os testes para todos os profissionais da região Norte serão realizados. É este o compromisso. É este que vai ser cumprido”, afirmou, na ocasião, Eduardo Pinheiro.

O governante, que falava aos jornalistas à margem de uma visita ao Centro de Acolhimento Temporário do Distrito de Viana do Castelo, instalado na Pousada da Juventude da capital do Alto Minho, acrescentou que foi essa a prioridade estabelecida pelo Governo.

“O compromisso é relativamente aos profissionais e aos utentes com sintomas. São os profissionais que entram e saem da instituição. Não são os idosos. É aqui que temos de garantir que não há contágio”, explicou, nesse dia.

Segundo Eduardo Pinheiro, o universo de profissionais das estruturas de apoio aos idosos na região Norte é de 20 mil e de mais de 25 mil utentes.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 263 mil mortos e infetou cerca de 3,7 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de um 1,1 milhões de doentes foram considerados curados.

Em Portugal, morreram 1.105 pessoas das 26.715 confirmadas como infetadas pelo novo coronavírus e há 2.258 casos recuperados, de acordo com os dados de hoje da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

EM FOCO

Populares