Seguir o O MINHO

Desporto

Comité Olímpico distingue Fernando Pimenta como Atleta do Ano

em

Fernando Pimenta, juntamente com Telma Monteiro, foi distinguido, esta segunda-feira, como Atleta do Ano para o Comité Olímpico de Portugal (COP), na cerimónia comemorativa do 106º aniversário do organismo.


Hoje o Comité Olímpico de Portugal celebra o seu aniversário com uma cerimónia que premiará os melhores do desporto nacional.Siga a partir das 22h, hoje, na Sporttv 2.

Publicado por Comité Olímpico de Portugal em Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2015

 

O canoísta de Ponte de Lima foi vice-campeão europeu em K4 1.000 metros, conquistou as medalhas de bronze nos Campeonatos do Mundo e da Europa, em K1 1.000 metros e as medalhas de prata nos Jogos Europeus, em Baku, na mesma prova e em K1 5.000 metros.

– FERNANDO PIMENTA DISTINGUIDO COM MEDALHA DE EXCELÊNCIA DESPORTIVA- Realizou-se ontem no Centro de Congressos de…

Publicado por Clube Náutico em Terça-feira, 15 de Dezembro de 2015

Na cerimónia, que decorreu em Lisboa, foram ainda premiados:

– Prémio Juventude: Melanie Santos (triatlo).

– Medalha de Mérito: Vanessa Fernandes (triatlo).

– Medalha Olímpica para atleta feminina do ano: Telma Monteiro (judo).

– Medalha Olímpica para atleta masculino do ano: Fernando Pimenta (canoagem).

– Ordem Olímpica: Fernanda Ribeiro (atletismo).

– Troféu COI 2015 Desporto e Inovação:
Nelo.

 

Canoagem confia em mais apuramentos para levar “oito a dez” ao Rio2016

A Federação Portuguesa de Canoagem confia que em 2016 ainda vai apurar o número suficiente de atletas que lhe permita atingir o objetivo de oito a dez elementos nos Jogos Olímpicos, sendo que já tem seis vagas garantidas.

“Na canoagem o apuramento é mesmo muito apertado, mas, face ao desempenho internacional dos últimos anos, confiamos que ainda é possível qualificar mais atletas. E tudo faremos para que assim seja”, disse Ricardo Machado, vice-presidente da federação responsável pelo alto rendimento.

Fernando Pimenta deverá fazer K1 1.000 e juntar-se a João Ribeiro, Emanuel Silva e David Fernandes no K4 1.000, enquanto Teresa Portela é a favorita a competir em K1 500 e Hélder Silva em canoa C1 200.

Como as vagas olímpicas conquistadas são do país, a Taça de Portugal de abril vai definir o ‘dono’ dos monolugares no Rio2016: caso seja o mesmo atleta do apuramento a vencer, o caso fica resolvido, mas, se for um canoísta diferente, a posterior Taça do Mundo a disputar em Portugal em maio vai servir de tira-teimas.

Quanto às tripulações coletivas, no caso o K4, é a equipa técnica a analisar a melhor solução mediante os resultados da Taça.

No setor feminino, o K1 200, com duas vagas disponíveis, e K2 500, com um lugar em aberto, são as tripulações em que há maior esperança na conquista de mais vagas, uma vez que Joana Vasconcelos, Francisca Laia, Beatriz Gomes, Helena Rodrigues e Maria Cabrita são canoístas de alto nível e já com assinalável experiência internacional.

“Para a seletiva que definirá a nossa equipa que vai tentar o apuramento foram definidos tempos de referência para todas as embarcações, que vão além dessas. Registos que sabemos podem permitir lutar pelo desejado apuramento em maio em Duisburgo, Alemanha, na competição que antecede a Taça do Mundo”, explicou o dirigente.

Como motivação, os canoístas podem recordar que os vice-campeões olímpicos em K2 1.000, Fernando Pimenta e Emanuel Silva, se apuraram para Londres2012 precisamente nessa derradeira fase.

Em slalom as esperanças também fazem sentido, uma das quais pode nem precisar de competição: José Carvalho (C1) foi o primeiro a ficar de fora, mas basta-lhe que um dos três países que desdobraram atletas nos mundiais (o mesmo elemento apurado em C1 e C2) mantenham o registo para o Rio para que seja libertada vaga que será do português.

De qualquer forma, os Europeus da Eslováquia, de 12 a 15 de maio em Littovsky, vão atribuir as derradeiras vagas, apenas uma tanto em C1 como em K1, que tem sido disputada por Ivan Silva.

 

Notícia atualizada às 11:14 com a introdução da publicação do Clube Náutico de Ponte de Lima na sua página de Facebook.

Anúncio

Futebol

João Pedro Sousa admite Famalicão “com a ambição no máximo” para jogo com Benfica

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

O treinador do Famalicão assumiu hoje que a equipa está a olhar para o jogo com o Benfica, na quinta-feira, a contar para a 31.ª jornada da I Liga de futebol, “com a ambição no máximo”.

João Pedro Sousa não pensa noutro cenário que não seja dar tudo pela vitória, apesar de reconhecer que do outro lado vai encontrar “uma equipa forte”, que também vai fazer de tudo para levar os três pontos.

“Contamos com um Benfica forte. Estamos a falar de um clube que recusa qualquer resultado que não seja a vitória, seja em que campo for e em que competição for. Agora, o Famalicão também recusa qualquer coisa que não seja lutar pela vitória. Sabemos que vamos encontrar uma equipa forte, independentemente do que se passou no passado recente. Estamos preparados para uma equipa que vai tentar a vitória, mas nós com o nosso jogo estamos preparados para lutar pela vitória e conquistar os três pontos”, referiu.

O técnico disse ainda que o Famalicão vai manter-se igual a si mesmo independentemente do adversário que encontrar pela frente: “Não vamos encontrar um Famalicão diferente do que tem sido. A forma de jogar vai ser a mesma. Sabemos que temos um adversário que vai tentar anular o que tentamos fazer em todos os jogos. É uma equipa que sabemos que nos conhece bem, e o Famalicão conhece perfeitamente o Benfica. Será competitivo, aberto, duas equipas que querem ganhar, mas o Famalicão será igual a si próprio.”

O Famalicão, quinto classificado, com 48 pontos, recebe, às 21:30 de quinta-feira, o Benfica, segundo, com 67, numa partida da 31.ª jornada da I Liga de futebol.

Continuar a ler

Futebol

Guardiola quer jogar com Real Madrid em Manchester

Liga dos Campeões

em

Pep Guardiola. Foto: Divulgação / Manchester City

O treinador do Manchester City, Pep Guardiola, afirmou hoje que pretende jogar a partida da segunda mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões em futebol com o Real Madrid no seu estádio, em Inglaterra.

“Queremos jogar em Manchester”, disse o treinador espanhol, que deixou claro que vai aceitar qualquer que seja a decisão da UEFA sobre a competição.

Com a paragem da competição, ficaram por decidir quatro embates da segunda mão dos oitavos de final da ‘Champions’: Manchester City-Real Madrid (2-1, na primeira mão), Juventus-Lyon (0-1), Bayern de Munique-Chelsea (3-0) e FC Barcelona-Nápoles (1-1).

Caso estas quatro partidas, agendadas para 07 e 08 de agosto, não se possam realizar nos países para os quais estavam inicialmente marcadas, devido à pandemia de covid-19, serão disputadas em Portugal.

Afinal, Guimarães não deverá receber ‘oitavos’ da ‘Champions’

Em 17 de junho, a UEFA anunciou que a Liga dos Campeões, suspensa em março devido à pandemia de covid-19, seria definida através de uma inédita ‘final a oito’ a realizar em campos neutros, em Lisboa, nos estádios da Luz (Benfica) e José Alvalade (Sporting), entre 12 e 23 de agosto.

Os jogos dos quartos de final terão lugar entre 12 e 15 de agosto, enquanto as meias-finais realizar-se-ão em 18 e 19, e a final em 23.

As eliminatórias da ‘final a oito’ serão decididas em apenas uma partida, ao contrário das habituais duas mãos, sendo que, até ao momento, já se apuraram para os ‘quartos’ Atalanta, Leipzig, Atlético de Madrid – que eliminou o campeão europeu em título, Liverpool – e Paris Saint-Germain.

Continuar a ler

I Liga

Liga de futebol e DGS fazem campanha de sensibilização na 31.ª jornada

I Liga

em

Foto: Twitter / I Liga

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) e a Direção-Geral da Saúde (DGS) vão promover, durante a 31.ª jornada da I Liga, uma ação de sensibilização para o cumprimento das medidas de proteção da covid-19, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a LPFP explica que a campanha, que tem como lema “Não facilites – Deixa a covid-19 fora de jogo”, pretende aproveitar o mediatismo do futebol para transmitir a mensagem de que “não se pode facilitar no cumprimento das medidas de proteção da covid-19”.

Assim, nos jogos da 31.ª jornada, que decorre entre quarta-feira e sábado, as 18 equipas e a as equipas de arbitragem irão entrar em campo com camisolas alusivas ao combate à covid-19 “apelando à sociedade para que não facilite, deixando a pandemia ‘em fora-de-jogo’”.

A LPFP acrescenta que “além da entrada em campo com as referidas camisolas, os capitães de cada uma das equipas figurarão na habitual foto do ‘fair-play’, com o devido distanciamento de segurança e máscara colocada na cara, de forma a divulgar a sua correta utilização”.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 538 mil mortos e infetou mais de 11,64 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.629 pessoas das 44.416 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

Continuar a ler

Populares