Seguir o O MINHO

Braga

Comércio de Braga já perdeu 200 milhões com a pandemia

Economia

em

Foto: CM Braga / Arquivo

Entre março de junho, o comércio em Braga faturou menos 200 milhões de euros em comparação com o mesmo período do ano passado.


Este valor tem por base os dados das transições por multibanco cedidos pela SIBS à Associação Comercial de Braga (ACB) e divulgados esta quinta-feira pelo Jornal de Notícias (JN).

Os dados disponíveis mostram que houve uma quebra geral de 20% nas vendas, entre março e junho, que resultou em menos 200 milhões de euros para os comerciantes do concelho, em relação ao mesmo período do ano passado.

O JN revela ainda que as áreas da tecnologia, farmácia e da alimentação foram exceções e cresceram nos últimos quatro meses.

O setor da moda e acessórios foi dos mais prejudicados com a pandemia, tendo, em abril, registado uma quebra de 99% na faturação e, apesar das melhorias, em junho ainda apresentou perdas de 44% em relação ao mesmo mês do ano passado.

Os negócios ligados à tecnologia atingiram um pico de crescimento em junho, com um aumento de 89% na faturação, em relação ao mesmo período do ano passado.

Ainda de acordo com os dados revelados por aquele jornal, as farmácias tiveram o melhor mês em março, com um crescimento de 36% nas vendas, e no mesmo mês, as mercearias e minimercados registaram o dobro dos ganhos de 2019.

Anúncio

Braga

Falsificava atestados com nomes de médicos para faltar ao trabalho na Póvoa de Lanhoso

Crime

em

Foto: DR

Uma mulher de 45 anos foi constituída arguida por militares do posto territorial da GNR na Póvoa de Lanhoso por suspeitas de falsificação de documentos, anunciou aquela polícia.

Esta quarta-feira, os militares culminaram uma investigação com uma busca domiciliária, onde foram apreendidos dois computadores portáteis, um telemóvel, uma impressora e vários atestados médicos falsificados.

Os militares da guarda apuraram que a suspeita “forjava atestados médicos para justificar, junto das entidades patronais, as suas faltas ao trabalho”.

“Esta situação estava a causar instabilidade no seio da comunidade médica do concelho de Póvoa de Lanhoso, uma vez que os atestados eram passados em nome de vários médicos”, explica o comando territorial da GNR em Braga.

A suspeita foi constituída arguida e os factos remetidos ao Tribunal da Póvoa de Lanhoso.

Continuar a ler

Braga

Esta basílica em Braga vai receber sete concertos de música de câmara. E são grátis

Música

em

Foto: DR

A Basílica dos Congregados, em Braga, vai acolher, de 10 de outubro a 30 de dezembro, um Ciclo de Música de Câmara, num total de sete concertos por “conceituados” intérpretes internacionais e jovens músicos nacionais, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Câmara refere que os concertos previstos, com direção artística de Miguel Simões, integram um repertório instrumental que abarca diferentes períodos da história da música.

A “conceituados” intérpretes internacionais juntam-se jovens músicos com ligação à cidade de Braga em diversas formações, designadamente trio com piano, sexteto de cordas e quinteto com clarinete, entre outros.

Os concertos vão realizar-se às sextas-feiras ou sábados, pelas 19;00, e terão entrada livre, com acesso limitado a 76 lugares sentados, de acordo com as regras da Direção-Geral da Saúde para a Basílica dos Congregados.

Os bilhetes deverão ser levantados no local durante a semana que antecede o concerto.

O Ciclo de Música de Câmara conta com a colaboração do Departamento de Música da Universidade do Minho (UMinho), o ciclo terá uma dimensão pedagógica, dada a participação dos alunos da Licenciatura em Música daquela academia.

O concerto de 27 de novembro estará a cargo da Camerata de Cordas da UMinho.

No dia 17 de dezembro, o concerto será comemorativo dos 250 anos do nascimento de Beethoven.

Dia 13 de novembro, haverá um recital de órgão, aproveitando o órgão da Basílica dos Congregados.

O ciclo resulta do ajustamento do protocolo entre o Município de Braga e a Associação Cultural Suonart, entretanto interrompido devido à pandemia.

“Porque acreditamos que, em tempos de crise, a arte deve ser um estímulo de esperança para todos, não deixamos de celebrar este protocolo que agora é reconvertido neste ciclo de excelência”, referiu Lídia Dias, vereadora da Cultura da Câmara de Braga.

A pandemia obrigou a uma alteração ao programa inicialmente previsto, que se prende com o concerto de abertura.

Assim, e devido à situação pandémica no seu país de residência, o violoncelista Gary Hoffman não poderá participar no concerto do dia 10 de outubro, sendo substituído pelo também violoncelista Kyril Zlotnikov.

Continuar a ler

Braga

Condutor alcoolizado agride polícia ao soco em Braga

Estacionou o carro no meio da estrada

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

Um homem de 57 anos foi detido, na terça-feira à noite, após agredir um polícia que o abordara por causa de este ter o carro estacionado no centro da faixa de rodagem na Rua do Corvo, em Braga. O suspeito estava alcoolizado.

Em comunicado, a PSP explica que a situação aconteceu pelas 22:30 de ontem, quando foi detetada “uma viatura estacionada no centro da faixa de rodagem, estando a mesma a importunar o normal circulação do trânsito”.

“Perante a situação, foi solicitado ao suspeito, um cidadão com 57 anos de idade, para retirar a viatura, tendo o mesmo referido que não a ia retirar pois encontrava-se alcoolizado”, explica o comunicado.

De seguida, continua o comunicado, “o agente dirigiu-se à viatura do suspeito para proceder à sua fiscalização, tendo o mesmo agredido a soco o elemento policial”.

Submetido ao teste de álcool, apresentou uma taxa de álcool no sangue de 2,00g/l.

O indivíduo foi detido e informado que irá ser notificado posteriormente, para comparecer no Tribunal Judicial da Comarca de Braga.

Continuar a ler

Populares