Seguir o O MINHO

Braga

Comandante Operacional Distrital de Braga pede exoneração

Proteção civil

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO (Arquivo)

Hermenegildo Abreu, atual Comandante Operacional Distrital (CODIS) de Braga e figura máxima da Proteção Civil no distrito, pediu a exoneração do cargo à Autoridade Nacional da Proteção Civil, face a “motivos pessoais”, soube hoje O MINHO.

O antigo comandante dos Bombeiros das Taipas já terá manifestado essa vontade aos comandantes de bombeiros do distrito numa tomada que parece ser irreversível, uma vez que a exoneração entrará em vigor a partir de 01 de julho.

O CODIS terá justificado a decisão por motivos pessoais e de forma a “abraçar novos projetos/desafios”, encontrando-se, atualmente, de férias até dia 27 de junho.

Hermenegildo Abreu iniciou funções como adjunto de comando dos Bombeiros das Taipas em 2001, passando a comandante no ano de 2009, cargo que desempenhou até 2016.

Em 2017 assumiu o lugar de CODIS, no mesmo ano em que a cidade de Braga viveu momentos de pânico por causa do grande incêndio nos sacromontes, em outubro.

Recorde-se que o Governo já declarou que irá extinguir os Comandos Distritais de Operações e Socorro (CDOS) para criar cinco comandos regionais e 23 sub-regionais, estes de acordo com as Comunidades Intermunicipais.

O distrito de Braga passará a contar com dois comandos sub-regionais (CIM Ave e CIM Cávado), que terão novos comandantes. Celorico de Basto ficará abrangido pelo CIM Tâmega.

Todos os elementos dos CDOS dos distritos de Braga e de Viana do Castelo passam a responder ao comando regional do Norte.

EM FOCO

Populares