Seguir o O MINHO

Cabeceiras de Basto

Colisão rodoviária causa um morto e dois feridos graves em Cabeceiras de Basto

Ao princípio da noite desta sexta-feira.

em

Foto: O MINHO

Uma colisão rodoviária entre três automóveis, causou um morto e dois feridos graves, um dos quais em paragem cardiorrespiratória, no concelho de Cabeceiras de Basto, já ao princípio da noite desta sexta-feira.

No local estão os Bombeiros Voluntários Cabeceirenses, o Suporte Imediato de Vida (SIV) do INEM e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação (VMER) do INEM de Guimarães e a Guarda Nacional Republicana.

Anúncio

Aqui chegado…

...temos uma pequena mensagem para partilhar consigo. Cada vez mais pessoas lêem O MINHO, jornal estritamente digital, líder de audiências. Ao contrário de outros órgãos de informação, optámos por não obrigar os leitores a pagarem para lerem as nossas notícias, mantendo o acesso à informação tão livre quanto possível. Por isso, como pode ver, precisamos do seu apoio.

Para podermos apresentar-lhe mais e melhor informação, que inclua mais reportagens e entrevistas e que utilize uma plataforma cada vez mais desenvolvida e outros meios, como o vídeo, precisamos da sua ajuda.

O MINHO é um órgão de comunicação social independente (e sempre será). Isto é importante para podermos confrontar livremente todo e qualquer tipo de poder (político, económico ou religioso) sempre que necessário.

Inspirados na filosofia seguida pelo jornal inglês "The Guardian", um dos mais importantes órgãos de comunicação do Mundo, também nós achámos que, se cada pessoa que lê e gosta de ler O MINHO, apoiar o futuro do nosso projeto, este será cada vez mais importante para o desenvolvimento da sociedade que partilhamos, a nível regional. Pela divulgação, partilha e fiscalização.

Assim, por tão pouco como 1€, você pode apoiar O Minho - e só demora um minuto. Obrigado.

Cabeceiras de Basto

GNR de Cabeceiras de Basto apreende armas de fogo a indivíduo suspeito de violência doméstica

Homem de 67 anos exercia violência psicológica e física sobre a esposa de 61 anos

em

Foto: GNR

A GNR de Cabeceiras de Basto apreendeu três armas de fogo e 162 munições, no âmbito de um processo de violência doméstica, naquele concelho.

Na sequência de uma investigação por violência doméstica, onde o suspeito, um homem de 67 anos, exercia violência psicológica e física sobre a esposa de 61 anos, a GNR deu cumprimento a um mandado de busca domiciliária que culminou na apreensão de duas pistolas transformadas (armas de alarme transformadas para armas de fogo); uma espingarda e 162 munições.

Os factos foram remetidos ao Tribunal Judicial de Guimarães.

Continuar a ler

Cabeceiras de Basto

Carro cai de ravina de 50 metros em Cabeceiras de Basto e ocupantes ficam com ferimentos ligeiros

Três residentes na zona da Figueira sa Foz

em

Foto: DR

Três pessoas ficaram feridas na tarde deste sábado após um despiste seguido de uma queda de 50 metros na freguesia de Rio Douro, Cabeceiras do Basto.

Os ocupantes do veículo, residentes na zona da Figueira da Foz, seguiam na direção do troço de Cabeceiras de Basto do Rali de Portugal, segundo o Jornal de Notícias.

O carro entrou em despiste e caiu numa ravina de cerca de 50 metros. Os ocupantes, um deles menor de idade, foram retirados do veículo por populares e foram encaminhados para o Hospital de Guimarães com ferimentos ligeiros.

No local estiveram meios dos Bombeiros Cabeceirenses e de Salto. A GNR tomou conta da ocorrência.

Continuar a ler

Cabeceiras de Basto

Centenas de cachecóis vão ‘abraçar’ o Mosteiro de Refojos em Cabeceiras de Basto

Cada cachecol terá entre 1,40m e 1,60m de comprido e entre 0,25m e 0,30m de largo mas haverá alguns com dimensões superiores

em

Foto: DR

A população de Cabeceiras de Basto vai abraçar o Mosteiro de S. Miguel de Refojos, no próximo dia 03 de Junho, pelas 10:00, com centenas de cachecóis.

A iniciativa ‘Dá Lã um abraço ao Mosteiro’ desafiou os cabeceirenses a produzirem, manualmente, cachecóis em tricot para “dar o maior abraço alguma vez dado ao monumento”.

Inserido nas Comemorações do Dia Mundial da Criança, a comunidade educativa também se vai juntar à iniciativa que terá ainda a participar da população sénior, das famílias e de diversas instituições.

O cachecol poderá depois ser oferecido pelos participantes ao Mosteiro, comprometendo-se a Câmara Municipal a promover, posteriormente, uma exposição de cachecóis em espaço público, em novo momento de grande manifestação de carinho pelo património.

Com esta iniciativa a Câmara destaca também “o trabalho das Mulheres de Bucos que dão vida à Casa da Lã, um núcleo museológico vivo que integra o Museu das Terras de Basto, onde a arte venceu o tempo e se tornou uma marca idiossincrática das mulheres da aldeia de Bucos”, revela ainda o Município.

Estas artesãs participam na dinamização da iniciativa “através do ensinamento e apoio a todos os que queiram fazer um cachecol e participar, depois, no grande abraço”. De referir que também o Centro de Emprego do Médio Ave colabora com a iniciativa através da participação de um grupo de formandas que neste momento recebem formação, precisamente na Casa da Lã.

Os cachecóis são em lã e resultam da criatividade e imaginação de cada participante. Cada um tem a dimensão adequada (entre 1,40m e 1,60m de comprimento e entre 0,25m e 0,30m de largura), mas algumas das instituições apresentarão trabalhos com dimensões superiores às indicadas.

Os participantes puderam adquirir a lã e, eventualmente, as agulhas nos estabelecimentos de venda destes produtos, mas a Câmara Municipal, para facilitar a aquisição da matéria-prima, colocou à venda meadas de lã e agulhas em vários locais do concelho.

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares