Seguir o O MINHO

Braga

Cobra com três quilos e 1,60 metros retirada do recreio de uma escola em Braga

Biodiversidade

em

Foto: Ilustrativa / DR

Uma cobra-rateira, com cerca de três quilos e 1,60 metros de comprimento, foi esta tarde retirada de um recreio de uma escola primária em Braga, apurou O MINHO junto de fonte da PSP.

O alerta foi dado pela própria escola, localizada na freguesia de Lamaçães, depois de os alunos se terem assustado com a presença do animal, que impõe respeito face ao grande porte que ostenta.

Para o local foi ativada a equipa do Centro de Recuperação de Fauna Selvagem do ICNF, sediado em Albergaria, no Parque Nacional da Peneda-Gerês, que procedeu ao resgate daquela cobra.

A mesma foi depois libertada na mata do Bom Jesus de Braga.

De acordo com Francisco Neto, responsável daquele centro de recuperação, e com 30 anos de experiência profissional no ‘terreno’, estas cobras “não fazem mal” ao ser humano.

“Elas são más, agressivas, mas se morderem alguém, acaba por ser similar à mordedura de um gato, por isso não há grande perigo”, acrescentou.

A O MINHO, explicou que as cobras-rateiras “só têm veneno nos últimos dentes, que serve para matar os ratos”. “Só envenena uma pessoa se colocar a mão pela boca dentro mas, mesmo assim, a dor é igual à da picada de uma abelha”.

A PSP, que foi a primeira entidade no local, registou a ocorrência.

Populares