Seguir o O MINHO

Alto Minho

Clubes com “empenho máximo” para erguer Taça de hóquei em Ponte de Lima

em

Os treinadores de Óquei de Barcelos, Benfica, FC Porto e Sporting asseguraram hoje “empenho máximo” para conquistar a Taça de Portugal de hóquei em patins.

As quatro equipas vão este fim de semana estar em ação na ‘final four’ da modalidade, que se disputa no pavilhão municipal de Ponte de Lima, e não esconderam a ambição de erguer o troféu.

O treinador do FC Porto, Guillem Cabestany, que inicia a competição no sábado frente ao Óquei de Barcelos, considerou que ganhar um título esta época é uma motivação para esta ‘final four’.

“Vencer uma competição é sempre uma motivação, tanto mais quando estás a competir com três adversários que conseguiram troféus este ano e tu ainda não”, começou por dizer o técnico portista.

Guillem Cabestany disse que “a equipa tem trabalhado muito ao longo da época”, almejando “recolher os frutos desse esforço, conquistando a Taça de Portugal”.

“Estamos com muita vontade e ilusão de fazer um bom fim de semana e podermos conquistar um título que nos tem escapado esta época”, sublinhou o treinador do FC Porto.

Para isso, os ‘dragões’ terão de superar, na primeira meia-final, o Óquei de Barcelos, que esta temporada conquistou a Taça CERS, troféu que não preenche toda a ambição do emblema minhoto.

“O Barcelos voltou aos momentos de decisão, quer na CERS, quer na Taça de Portugal, e estamos muito focados neste fim de semana de forma a garantirmos um lugar no jogo final”, começou por dizer Paulo Freitas, técnico dos barcelenses.

O treinador da formação minhota reconheceu que “a equipa se apresentará nesta ‘final four’ com algumas limitações”, mas salientou que tal “não vai beliscar uma época muito positiva e a ambição de conquistar mais um título”.

A contrariar esta vontade dos barcelenses surge o Benfica, que esta época não só venceu o campeonato nacional, como também a Liga Europeia.

O treinador dos ‘encarnados’, Pedro Nunes, diz que esses sucessos abrem o apetite das ‘águias’ para um novo título.

“Após o campeonato, o nosso foco passou a ser esta final, que preparámos com o máximo de responsabilidade e ambição, porque queremos ganhar, mesmo sabendo que estão em prova mais três excelentes adversários”, analisou o treinador do Benfica.

Pedro Nunes rejeitou rótulos de favoritismo e justificou que com a “qualidade dos adversários tudo poderá acontecer nos jogos desta ‘final four'”.

O primeiro obstáculo do Benfica será o Sporting, numa meia-final em que o treinador dos ‘leões’, Nuno Lopes, reconheceu dificuldades, mas prometeu uma equipa a lutar pela conquista da Taça.

“Jogar contra o Benfica será difícil, mas, como disse, é um jogo único e vamos procurar estar na melhor forma para vencer”, salientou o técnico dos ‘leões’, que esta época já conquistaram a Supertaça.

Apesar de algumas ausências na equipa, que o levou a chamar alguns jovens para esta ‘final four’, Nuno Lopes disse que “não se sente condicionado com as ausências”.

“Sou da opinião que nestas competições tudo depende do momento e como as coisas vão correndo. Depois, é o controlo emocional e capacidade de decisão dos atletas que farão a diferença”, analisou.

As partidas desta ‘final four’ da Taça de Portugal de hóquei em patins iniciam-se no sábado com o duelo entre FC Porto e Óquei de Barcelos (15:00), seguindo-se o Sporting-Benfica (17:00).

A final está agendada para domingo às 17:00, também no Pavilhão Municipal de Ponte de Lima.

logo Facebook Fique a par das Últimas Notícias. Siga O MINHO no Facebook. Clique aqui

Populares