Seguir o O MINHO

Barcelos

Cinco traficantes de Barcelos julgados por venda de drogas em Lijó e Arcozelo

em

Foto: DR/Arquivo

São suspeitos de se terem encontrado com 500 consumidores para vender droga em Barcelos. O Ministério Público do Tribunal de Famalicão acusou dois irmãos que alegadamente praticavam em Lijó e em Arcozelo. Ambos estão em prisão preventiva. O processo tem outros três arguidos, tidos como “ajudantes” na distribuição dos estupefacientes.

De acordo com a acusação, um irmão atendia as chamadas telefónicas e o outro encontrava-se com os consumidores. Iam ao bairro do Aleixo, no Porto – o supermercado abastecedor da região Norte – e vendiam pacotes de coca ou de heroína, a 10 euros, a consumidores da cidade. Operavam em cafés, parques de estacionamento e perto de escolas. A sua atividade chegou, também, a Vila Chã, em Esposende. Em abrir de 2017 foram detidos pela polícia na posse de 33 pedras de cocaína e várias de heroína.

A acusação aponta 30 casos em que foram vistos a traficar, diretamente, ou através de terceiras pessoas. A um consumidor terão vendido, ao longo do tempo, 400 euros de drogas. Vão, agora, ser julgados em Braga por um Tribunal Coletivo.

Anúncio

Barcelos

Barcelos abdica da cobrança de taxas e rendas

Covid-19

em

Foto: DR

A Câmara de Barcelos vai abdicar da cobrança de rendas e taxas até ao dia 30 de junho. Esta é uma das medidas de mitigação dos efeitos da pandemia da covid-19 que Miguel Costa Gomes vai levar a aprovação do executivo municipal, que irá reunir sexta-feira através de videoconferência.

“Vou propor a suspensão dos pagamentos da renda dos espaços municipais, como a Feira e o Mercado Municipal, bem como da taxa dos resíduos sólidos até 30 de junho”, adiantou o presidente da autarquia, que colocou também em cima da mesa o eventual “perdão” desses pagamentos.

Neste âmbito, a Câmara de Barcelos vai fazer uma análise do impacto financeiro da pandemia de covid-19 na autarquia.

Miguel Costa Gomes vai, ainda, na reunião da Câmara, “propor a suspensão de toda e qualquer atividade do Município” até ao final de junho, período que poderá vir a ser ajustado à evolução da pandemia. O autarca espera “unanimidade” em torno desta proposta, até porque, nota, “é por de mais evidente que não é possível realizar a Festa das Cruzes…”.

Continuar a ler

Barcelos

Sobe para 22 o número de idosos infetados em lar de Barcelos

Covid-19

em

Foto: Paulo Jorge Magalhães / O MINHO

Dezassete dos 18 utentes ontem retirados do Centro de Apoio e Solidariedade da Pousa (CASP), em Barcelos, para o Seminário da Silva, no mesmo concelho, acusaram positivo nos testes de despistagem à covid-19 e irão regressar ao lar, informou hoje de manhã o presidente da autarquia, Miguel Costa Gomes.

Em videoconferência com os jornalistas, Miguel Costa Gomes adiantou que os cinco utentes que já se sabia estarem infetados e que foram transportados para o Hospital de Barcelos também vão regressar ao lar da Pousa, que já ontem foi desinfetado.

A transferência dos utentes será feita em articulação com as autoridades de saúde, numa operação que será “semelhante” à de evacuação levada a cabo ontem.

O funcionamento do CASP terá, segundo o autarca, o apoio da Segurança Social, através dos seus meios técnicos, e dos colaboradores do lar que, entretanto, terminam a sua quarentena.

Em relação ao único utente que acusou negativo, Miguel Costa Gomes diz que está a ser articulada com a família uma solução, que pode passar pelo acolhimento por familiares ou noutro lar onde não haja infetados.

O presidente da Câmara de Barcelos garantiu, ainda, que nos lares do concelho que têm protocolo não há outros casos registados. No entanto, confirma a existência de dois casos num lar privado.

Esta semana, acrescentou, a autarquia vai realizar testes de despistagem ao covid-19 em todos os lares do concelho.

Continuar a ler

Barcelos

Pavilhão de Barcelos para banhos e lavagem de roupa dos profissionais de saúde

Covid-19

em

Foto: Vítor Vasconcelos / O MINHO

A Câmara de Barcelos cedeu o pavilhão municipal para os funcionários do Hospital de Barcelos tomarem banho. Também a lavandaria do espaço passa a servir para os profissionais de saúde poderem lavar as roupas do trabalho, no final de cada turno.

Esta medida surge na sequência da pandemia Covid-19 e nos perigos a que estes profissionais estão expostos durante os turnos na unidade hospitalar.

Desta forma, e para além das unidades que já fornecem alojamento gratuito para os trabalhadores do hospital, os profissionais podem desinfetar a roupa antes de se deslocarem para casa, diminuindo os riscos de contágio para com os familiares.

Continuar a ler

Populares