Seguir o O MINHO

Região

Cinco pessoas agredidas nas últimas 12 horas em Famalicão e Guimarães

Agressões

em

Foto: DR / Arquivo

A retoma da população à via pública, durante este segundo período de desconfinamento, tem aumentado as ocorrências dos serviços de emergência, segundo dados recolhidos junto da Autoridade Nacional de Emergência e da Proteção Civil. Há a destacar um número elevado de pessoas a queixarem-se de agressões, entre as 24:00 horas de sexta-feira e as 12:00 horas deste sábado, confirmou O MINHO junto de diferentes corporações de bombeiros.

Por volta das 23:30 de sexta-feira, na freguesia de Antas, dois indivíduos ter-se-ão envolvido num desacato, desconhecendo-se se foi em via pública ou no domicílio. Fonte dos Bombeiros de Famalicão, que estiveram no local com duas ambulâncias, confirmaram a altercação, mas deram indicação de que, à chegada das autoridades, nenhuma das vítimas quis ser transportada para o hospital, tendo sido assistidas no local.

Mais ou menos à mesma hora, um novo alerta mobilizou os Bombeiros de Viatodos (corporação do concelho de Barcelos) para a freguesia do Louro, em Famalicão. Desconhece-se a idade da vítima, sabendo-se apenas que se trata do sexo masculino. Queixava-se de agressões na via pública. Foi transportado para o Hospital de Famalicão pelos bombeiros, depois de uma primeira assistência pré-hospitalar.

Durante a madrugada, cerca das 04:00 horas, foi a vez de uma ocorrência de agressões em Guimarães. Um jovem, de 21 anos, terá sido agredido na rua Alexandre Herculano, na via pública, por desconhecidos, tendo recolhido ao domicílio antes da chegada das autoridades. Não se sabe o que causou a confusão mas a GNR está a investigar. A vítima acabou por ser transportada pelos Bombeiros de Guimarães para a unidade hospitalar local.

A última ocorrência registada neste sábado ocorreu cerca das 12:00 horas, em Carreira, na Rua do Ribeirinho. Um homem de 50 anos sofreu ferimentos na sequência de uma altercação, ao que tudo indica com um familiar. No local estiveram os Bombeiros de Riba d’Ave, transportando a vítima para o Hospital de Famalicão.

Todos os envolvidos nas diferentes ocorrências sofreram ferimentos considerados ligeiros, foram assistidos e medicados no serviço de urgências dos diferentes hospitais e já todos tiveram alta médica. A GNR investiga as diferentes ocorrências.

Populares