Seguir o O MINHO

Futebol

Cinco jogos, cinco vitórias, uma taça: “Vou dar folga aos jogadores amanhã”

Taça da Liga

em

Declarações dos treinadores do SC Braga e do FC Porto, após o jogo da final da Taça da Liga de futebol, disputado em Braga, que terminou com uma vitória dos bracarenses, por 1-0:

Rúben Amorim (treinador do SC Braga): “A equipa do Braga soube entender os momentos do jogo. Os primeiros 30 minutos foram muito bons. Depois, o FC Porto equilibrou e ficou um pouco por cima. Ao intervalo, falámos sobre isso. Na segunda parte, o FC Porto entrou forte. Tivemos o azar [da lesão} do Tormena e perdemos alguma velocidade, mas o Wallace entrou muito bem e soube anular o jogo direto do FC Porto. O grande mérito dos jogadores foi saberem entender os momentos do jogo. Acabaram por ter felicidade no fim e vencer o jogo.

Estou bastante feliz por mim, pela minha família, por todas as pessoas que me apoiaram após o castigo que tive no ano passado [2018/19]. Há poucos meses estava castigado. Agora estou aqui a festejar a Taça da Liga. Vou deixar festejar os jogadores e dar folga amanhã [domingo]. Vamos ter pouco tempo para preparar o jogo com o Moreirense [I Liga], mas já estou focado nisso.

Tem [um sabor especial esta Taça da Liga]. Houve uma ou outra em que não joguei e não tem o mesmo sabor. Sendo treinador, tem um sabor especial, por tudo o que aconteceu no ano passado e no início do mês. O que eu passei ajudou-me muito a ser o treinador que sou hoje.

Os resultados ajudam muito na afirmação, depois de tantas críticas, eu me afirmar como treinador de futebol. O principal é olhar para a equipa. Os resultados ajudam as pessoas a entenderem isso. Apesar de eu não ter o nível de treinador, às vezes pode-se estar à espera de derrotas para certas pessoas fazerem as críticas chegar. Com os resultados a acontecerem, é mais fácil precaver-me disso. Temos de olhar para o trabalho da equipa, para o que ela faz em campo. É verdade que tive a ‘estrelinha’ em muitos dos jogos, mas os resultados ajudam muito à minha afirmação e dão-me um certo gozo depois das críticas a que fui sujeito. Mas não quer dizer que esteja tudo bem. Se tivesse perdido alguns dos jogos que ganhei, também não estaria tudo mal.

[Após a entrada para o lugar de Ricardo Sá Pinto] houve uma mudança de sistema, a mudança de uma ideia, que acabou por correr bem com os resultados. Tenho a minha forma de trabalhar, de entender o jogo.

O nosso sistema de jogo é como qualquer outro. Temos pouco tempo de trabalho. O que pode mudar são as características: jogar com o Trincão e com o [Ricardo] Horta é uma coisa e jogar com o Galeno é outra. Ao jogarmos com o Palhinha, temos mais recuperação no meio-campo. Ao jogarmos com o [André] Horta, temos mais bola e criatividade.

Lembro-me que ganhámos o primeiro jogo no Jamor [com o Belenenses SAD], por 7-1, mas, depois, contra o Tondela, sentimos muitas dificuldades e, durante a primeira parte, tivemos assobios dos adeptos. Se perdermos com o Moreirense, poderemos ficar a sete pontos do terceiro lugar. Isto é tudo muito volátil.

A nossa ideia é fazer crescer o Braga [após questão sobre o clube transformar-se num candidato ao título]. O rumo é aquilo que o presidente disse: apostar na formação, segurar o plantel que temos hoje. Não vamos conseguir segurar os jogadores todos no final da época, com eles [a jogarem] assim. Temos de criar condições para chegarmos a um ponto em que podemos segurar o plantel por mais tempo.

O clube cresceu muito, deu um passo em frente. O presidente tem feito um trabalho excecional. Precisamos muito dos adeptos e da cidade para crescermos como clube”.

Sérgio Conceição, treinador do FC Porto, não compareceu na sala de imprensa.

Anúncio

Futebol

Vitória recebe FC Porto que quer ficar a um ponto do Benfica

I Liga

em

Foto: DR / Arquivo

O FC Porto procura hoje reduzir para um ponto a diferença para o líder Benfica, na visita ao Vitória SC, em jogo da 21.ª jornada da I Liga portuguesa de futebol.

Um dia depois de o Braga ter vencido os líderes no seu reduto, os ‘dragões’, que venceram as ‘águias’ na ronda passada, jogam com o Vitória SC, oitavo classificado, num encontro com início marcado para as 17:30.

O FC Porto, já com Danilo apto, joga pela terceira vez com o Vitória SC esta temporada, depois de vitórias para o campeonato (3-0) e para a Taça da Liga (2-1).

No último encontro da ronda, às 20:00, o Famalicão pode ficar a um ponto do Sporting, que é quarto classificado, caso vença na receção ao Desportivo das Aves, último classificado, a quatro pontos da zona de manutenção.

Nos dois lugares acima da ‘linha de água’, o Belenenses SAD (15.º) e o Paços de Ferreira (16.º) visitam o Boavista (nono) e o Marítimo (14.º), respetivamente.

Programa da 21.ª jornada:

– Sexta-feira, 14 fevereiro:

Vitória de Setúbal – Gil Vicente, 1-2

– Sábado, 15 fevereiro:

Portimonense – Moreirense, 1-1

Santa Clara – Tondela, 1-0

Benfica – SC Braga, 0-1

Rio Ave – Sporting, 1-1

– Domingo, 16 fevereiro:

Marítimo – Paços de Ferreira, 15:00

Boavista – Belenenses SAD, 15:00

Vitória SC – FC Porto, 17:30

Famalicão – Desportivo das Aves, 20:00

Continuar a ler

Futebol

Braga segura terceiro lugar após empate do Sporting

21.ª jornada da I Liga

em

Foto via Sport TV

O Sporting perdeu hoje o terceiro lugar da I Liga portuguesa de futebol, ao empatar em casa do Rio Ave (1-1), em jogo da 21.ª jornada.

Os vila-condenses adiantaram-se no marcador logo aos dois minutos, por Lucas Piazón, mas os ‘leões’, já em inferioridade numérica, por expulsão de Coates (71), empataram por Jovane Cabral, aos 84, na marcação de uma grande penalidade.

Com este empate, o Sporting caiu para o quarto lugar, com 36 pontos, e foi ultrapassado pelo SC Braga, que tem 37, enquanto o Rio Ave segue no quinto posto, com 33.

Continuar a ler

Futebol

“Dedico a vitória ao grupo elitista, sulista e ‘paineleiro’ de comentadores e colunistas”

António Salvador

em

Foto: Twitter

O presidente do SCBraga, António Salvador, deixou hoje uma resposta dura às críticas ao profissionalismo da equipa nos jogos com o Benfica nos últimos anos, após o triunfo (1-0) nesta 21.ª jornada da I Liga de futebol.

“Dou os parabéns aos jogadores, ao seu treinador, aos nossos sócios e adeptos, que, infelizmente, ao longo dos últimos anos, sempre que não temos ganho ao Benfica, temos sofrido com críticas”, começou por afirmar o líder bracarense, acrescentando: “Os nossos sócios dedicam esta grande vitória a esse grupo elitista, sulista e ‘paineleiro’ de comentadores das televisões e colunistas dos jornais”.

Em declarações prestadas na zona mista do Estádio da Luz, o presidente do clube minhoto teceu ainda elogios às três equipas que estiveram em campo, incluindo nas palavras a referência ao árbitro Hugo Miguel e respetivos auxiliares.

“Foi um grande jogo de futebol, com três grandes equipas em campo: duas grandes equipas de futebol e uma grande equipa de arbitragem – é preciso que se diga também quando eles fazem um bom trabalho. É verdade que ganhámos contra uma grande equipa, mas também é verdade que o Benfica perdeu contra uma grande equipa”, sentenciou.

Continuar a ler

Populares