Seguir o O MINHO

Aqui Perto

Cinco guardas prisionais entre os nove detidos da operação na cadeia de Paços de Ferreira

Buscas passaram pela cadeia de Guimarães

em

Foto: DR

A Polícia Judiciária (PJ) deteve nove pessoas, entre as quais cinco guardas prisionais, dois deles com funções de chefia, no âmbito da investigação “Entre-Grade” de combate ao tráfico de estupefacientes na cadeia de Paços de Ferreira.


Em declarações aos jornalistas, esta tarde na sede da Polícia Judiciária no Porto, o diretor PJ do Norte, Norberto Martins, indicou que além das diligências realizadas no Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira, no âmbito desta operação também foram feitas buscas nas cadeias de Guimarães, no Minho, Porto, Santa Cruz do Bispo (masculino), Monsanto e Vale dos Judeus.

O esquema consistia na introdução de drogas no estabelecimento prisional, maioritariamente haxixe e cocaína, tendo sido apreendidos também “vários telemóveis” e 20 mil euros em dinheiro.

Os nove detidos correspondem a cinco guardas prisionais, dois deles chefes, um ex-recluso e outras pessoas, nomeadamente familiares envolvidos no esquema.

Além dos detidos, que serão presentes quarta-feira a primeiro interrogatório no Tribunal Criminal de Marco de Canavezes, “o processo tem mais de 30 arguidos”, informou a PJ do Porto.

Esta operação incluiu 52 buscas em estabelecimentos prisionais, domicílios e espaços comerciais.

Segundo um comunicado da PJ divulgado esta manhã, as buscas realizadas no Estabelecimento Prisional de Paços de Ferreira foram presididas por três magistrados do Ministério Público.

A operação policial, que ocorreu no âmbito de inquéritos titulados pelo DIAP [Departamento de Investigação e Ação Penal] de Porto Este-Penafiel, deu também cumprimento a seis mandados de detenção.

Anúncio

Aqui Perto

Opel Tigra arde na A28, sentido Porto-Viana

Incêndio rodoviário

em

Foto: Ana Moreira / Facebook

Uma viatura ligeira foi alvo de incêndio ao início da noite deste domingo, na A28, sentido Porto-Viana, disse a O MINHO fonte do CDOS do Porto.

O carro, um Opel Tigra, sofreu uma ignição de incêndio por motivos ainda por apurar, ficando parcialmente destruído pelas chamas.

Ao local acorreram os Bombeiros de Matosinhos – Leça com uma viatura de combate a incêndios.

Não há feridos a registar.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Aqui Perto

Nuvem ‘Arcus’ abrilhantou o pôr do sol na Póvoa de Varzim

Meteorologia

em

Foto: FAMATV

Uma nuvem ‘Arcus’ foi registada por vários cidadãos ao início da noite deste sábado, na Póvoa de Varzim.

Este fenómeno é geralmente associado a uma nuvem baixa e horizontal que aparece como “frente de rajada” à saída de uma tempestade, segundo a Wikipédia.

Foto: Vasco Linhares

“Algumas das formações arcus mais dramáticas marcam as frentes de raios dos sistemas convectivos que produzem direito. As nuvens de rolo também podem surgir na ausência de tempestades, formando ao longo das curvas de ar frio superficial de alguns limites da brisa do mar e frentes frias”, refere a mesma fonte.

Foto: Jukka Ferraz

Recorde-se que este sábado, apesar das temperaturas acima dos 30 graus, há uma elevada carga de trovoada um pouco por todo o país, formando nuvens características de tempestade.

Continuar a ler

Aqui Perto

Jovem de 23 anos em paragem cardiorrespiratória após ida ao mar em Vila do Conde

Na Praia do Forno

em

Foto: DR / Arquivo

Nadadores-salvadores da praia do Forno, em Vila do Conde, salvaram a vida a uma jovem de 23 anos, na tarde de quinta-feira, depois desta entrar em paragem cardiorrespiratória.

A vítima sentiu-se mal depois de ter ido ao mar, caindo inanimada no areal em paragem cardíaca. Valeu a pronta intervenção dos nadadores-salvadores que, atentos à situação, iniciaram manobras de suporte imediato de vida, revertendo a situação de óbito da jovem.

Para o local deslocou-se o capitão de Porto, o comandante-local da Polícia Marítima de Vila do Conde e militares da Marinha inseridos no projeto SeaWatch para coordenar a operação de assistência e colaborar na estabilização.

A assistência pré-hospitalar foi assegurada pela Viatura Médica de Emergência e Reanimação do INEM que encaminhou a vítima para o hospital sendo considerada uma vítima em “estado grave”.

A Polícia Marítima registou a ocorrência, desconhecendo-se as causas do sucedido.

Continuar a ler

Populares