Seguir o O MINHO

Alto Minho

Cinco dias, três árvores e um jato de água: O resgate da gata Lola em Ponte de Lima

Resgate

em

Foto: DR

A gata que estava há cinco dias no topo de um pinheiro, no campo de golfe de Ponte de Lima, já está sã e salva aos cuidados da família e de um veterinário.


Lola de seu nome, estava no topo de um pinheiro, a 20 metros de altura, e nunca colaborou com os bombeiros das cinco vezes que lá foram nos últimos cinco dias.

Esta tarde de domingo, foram muitos os que se deslocaram ao campo de golfe para ajudar a Lola. Ao todo, dezenas de pessoas e viaturas dos bombeiros não foram suficientes para persuadir a gata a deixar as ‘instalações’ que improvisou.

Resgate de Lola. Foto: O MINHO

Ao que apurou O MINHO, a empresa de desporto aventura Timeout, sediada em Ponte de Lima, disponibilizou os meios e a mão de obra para retirar Lola do pinheiro, mas a gata não queria mesmo sair de lá.

Foto: António Leitão

Vítor Melo, um dos sócios da empresa, disse ao nosso jornal que a empresa foi chamada pela dona do gato, depois da quinta tentativa frustrada por parte dos bombeiros através de uma autoescada. É que Lola trocava sempre as voltas aos operacionais.

O responsável da empresa conta que foram utilizadas técnicas com cordas para a subida à árvore. “Estivemos ao pé da gata, mas ao tentar capturar, ela saltou de uma copa da árvore para outra. Pegámos numa vara extensivel para fazer com que descesse mas ainda saltou para uma árvores diferente”, contou.

Face a novo insucesso, a dona da gata ligou novamente para os bombeiros e pediu para que se utilizasse o último recurso. Um jato de água.

Primeiro, foi improvisado um toldo por debaixo da zona onde estava Lola. Mal foi atingida com a água, caiu nesse mesmo toldo. Era a última solução.

Foto: Facebook de Alaar

Foto: Facebook de Alaar

Apesar da polémica que uma situação como esta já suscitou anteriormente no mesmo concelho, este resgate foi feito com o total consentimento dos donos, por não existir alternativa.

Segundo a Associação Limiana dos Amigos dos Animais de Rua, a Lola encontra-se bem e foi a uma clínica veterinária apenas para observação.

Aquela instituição, que acompanhou o processo, agradeceu a persistência dos bombeiros e a generosidade da Timeout para que o resgate fosse concluído com sucesso

Anúncio

Alto Minho

Queda de árvore em Monção faz um morto

Acidente

em

Foto: DR

Um homem de 59 anos atingido por uma árvore em Pias, no concelho de Monção, em acidente de trabalho, acabou por morrer, apurou O MINHO junto de fonte dos bombeiros.

A vítima, de Paredes de Coura, trabalhava numa empresa de madeireiros que estaria a proceder ao corte de árvores.

O óbito foi declarado no local pela equipa do helicóptero do INEM, que foi acionado devido à gravidade do acidente.

As circunstâncias em que o acidente ocorreu serão apuradas pelas autoridades.

O alerta foi dado às 14:25.

Estiveram empenhados no socorro os Bombeiros de Monção, de Valença, SIV de Melgaço e GNR, num total de 16 operacionais e cinco viaturas.

Continuar a ler

Alto Minho

Queda de árvore faz um ferido grave em Monção. Helicóptero do INEM acionado

Pias

em

Foto: Ilustrativa / DR

Uma queda de árvore provocou um ferido, ao início da tarde desta sexta-feira, na freguesia de Pias, em Monção, apurou O MINHO junto de fonte do CDO. Para o local foi acionado o helicóptero do INEM.

ATUALIZAÇÃO:

Morreu homem atingido por queda de árvore em Monção

A vítima é uma homem de 59 anos.

Inicialmente, o alerta foi dado duas vítimas atingidas pela árvore.

Desconhecem-se em que circunstâncias se terá registado o incidente.

O alerta foi dado às 14:25.

Estão empenhados no socorro os Bombeiros de Monção, de Valença, SIV de Melgaço e GNR, num total de 16 operacionais e cinco viaturas.

(em atualização)

Continuar a ler

Alto Minho

Homem em estado grave após queda de três metros em Ponte da Barca

Estava a limpar o telhado

em

Foto: DR / Arquivo

Um homem de 58 anos ficou em estado grave após ter caído de uma escada, na manhã desta sexta-feira, no quintal da habitação onde reside, na freguesia de Azias, em Ponte da Barca.

Fonte dos Bombeiros de Ponte da Barca referiu à Rádio Vale do Minho que “a vítima estaria a limpar o telhado e caiu de uma altura aproximada de três metros”, tendo sofrido “um grave traumatismo no tórax”.

O alerta foi registado às 9h36.

Os Bombeiros de Ponte da Barca tiveram o apoio da ambulância de Suporte Imediato de Vida (SIV) de Arcos de Valdevez.

O ferido foi transportado para o Hospital de Viana.

Continuar a ler

Populares