Seguir o O MINHO

Cávado

CIM do Cávado “preocupada e apreensiva” com falta de limpeza das matas

Ricardo Rio

em

Foto: Divulgação / CM Braga (Arquivo)

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Cávado (CIM) mostrou, esta quarta-feira, “preocupação e apreensão” com a falta de limpeza das matas em consequência do estado de emergência, salientando “que se entende” a canalização de recursos para combater o novo coronavírus.


Em declarações à Lusa, o também presidente da Câmara de Braga, Ricardo Rio, lembrou que o prazo para a limpeza das matas terminou a 15 de março mas que uma vez que o controlo “não pode ser feito por falta de meios”.

O autarca lembrou ainda que “não cabe às autarquias a fiscalização e limpeza das matas, a não ser em caso dos particulares não o fazerem, sendo que depois esse serviço lhes é cobrado”, mas que mesmo que fosse competência direta dos municípios essa limpeza não podia ser assegurada.

“Além da falta de meios para fiscalizar, não nos podemos substituir aos particulares porque as empresas que normalmente são contratadas para isso, elas mesmo não estão a funcionar. Logo não há nem meios financeiros, nem humanos”, referiu.

Ricardo Rio explicou que “é completamente compreensível e entende-se que todos os meios do Estado estejam direcionados para o combate a novo coronavírus mas a verdade é que depois desta questão podemos ter uma outra questão também grave para lidar, que são os incêndios florestais”.

“Na atual situação é difícil exigir respostas porque o próprio Governo tem os seus meios direcionados para a questão do novo coronavírus que é essencial no imediato. Mas não podemos esquecer esta área da limpeza das matas senão depois deste problema que agora enfrentamos podemos ter outro grande problema com a época de incêndios”, alertou.

Entretanto, sem indicações do Governo sobre eventual alteração de prazos na limpeza dos terrenos, fonte da GNR disse à Lusa que o processo de fiscalização decorre normalmente até ordens em contrário.

“Aguardamos que possa haver essa alteração”, afirmou a fonte, referindo-se aos prazos da gestão de combustíveis florestais.

Antes do final do prazo para os proprietários concluírem os trabalhos de limpeza, 15 de março, pedido que foi reforçado nos últimos dias, a Lusa questionou o Ministério da Administração Interna, mas ainda não obteve resposta.

Anúncio

Barcelos

Casal de emigrantes ferido em despiste em Barcelos

Acidente

em

Foto: DR

Um homem e uma mulher emigrantes, ambos de 54 anos, sofreram ferimentos ligeiros na sequência de um despiste de automóvel, por volta das 16:00 desta segunda-feira, na Estrada Nacional 306, em Alheira, no concelho de Barcelos, perto da fronteira com Sandiães, Ponte de Lima.

Numa zona de curva, em circunstâncias ainda por apurar, o carro em que seguiam acabou por embater contra um muro à face da estrada.

O casal foi transportado para o Hospital de Barcelos.

Os Bombeiros Voluntários de Barcelos prestaram socorro com nove operacionais e três viaturas.

A GNR registou a ocorrência.

Continuar a ler

Barcelos

Colisão fere motociclista em Barcelos

Acidente

em

Foto: O MINHO

Um homem de 48 anos ficou ferido na sequência de uma colisão entre um carro e uma mota, ao início da tarde desta segunda-feira, no cruzamento do Faial, em Vila Boa, Barcelos.

A vítima, que seguia na mota, foi transportada pelos Bombeiros de Barcelos para o hospital daquela cidade com ferimentos ligeiros.

O alerta foi dado às 13:50.

Os Bombeiros de Barcelos mobilizaram para o local dois operacionais apoiados por uma viatura.

A PSP registou a ocorrência.

Continuar a ler

Barcelos

Novo líder do PSD em Barcelos aponta conquista da Câmara como grande objetivo

Bruno Torres

em

Foto: Divulgação / PSD

Conquistar a câmara é o objetivo principal do novo líder da Concelhia do PSD de Barcelos.

Bruno Torres quer também aumentar o número de freguesias de maior social-democrata.

“Os barcelenses poderão contar com um projeto ambicioso para a próxima década que trará desenvolvimento ao concelho e nos recoloque na liderança do crescimento económico e social da região“, assegurou Bruno Torres, na cerimónia de tomada de posse, citado em nota de imprensa.

A cerimónia contou com a presença do vice-presidente da nacional social democrata, André Coelho de Lima, do presidente da distrital do PSD, Paulo Cunha, do eurodeputado José Manuel Fernandes e do deputado Carlos Eduardo Reis.

Bruno Torres vincou o processo de renovação em curso no PSD Barcelos e enalteceu a colaboração dos dirigentes que agora deixam os cargos na estrutura.

Foto: Divulgação / PSD

“As eleições do PSD Barcelos foram, sem dúvida, um marco a nível nacional, nas quais votaram cerca de dois mil militantes, o que é extraordinário, mesmo vivendo num contexto de pandemia“, disse Bruno Torres, notando que os militatentes votaram pela “mudança“.
A nova Comissão Politica do PSD Barcelos mantém “total confiança“ em todos os órgãos que estão em funções, nomeadamente os vereadores e o grupo parlamentar da Assembleia Municipal.

Com as autárquicas de 2021 no horizonte, Bruno Torres garante a apresentação de um projeto vencedor, com o objetivo de “conquistar para o PSD a Câmara de Barcelos e o máximo de juntas de freguesias“.

Para tal, promete “muito trabalho no terreno“, com uma política de proximidade, acrescentando novos protagonistas no terreno, juntando novas metodologias de trabalho e novas tecnologias na forma de comunicar.

“Vamos desenvolver esta estratégia através do contacto com a sociedade civil barcelense, com visitas às empresas, instituições de saúde, escolas, clubes e associações, concluindo com um diagnóstico das necessidades do concelho, apresentando as soluções concretas para cada problema“, adiantou Bruno Torres.
Para desenvolver o programa que sustenta o projeto político do PSD para Barcelos foi constituído um Conselho Estratégico, liderado por Xavier Barreto.

Continuar a ler

Populares