Chuva de lama em Portugal, mas “é pouco provável” no Minho

Meteorologia

A intensa acumulação de poeiras saarianas na atmosfera vindas do Norte de África está a provocar alguma ‘chuva de lama’ na região sul de Portugal, fruto da mistura com escassos aguaceiros, mas “é pouco provável” que atinja o Minho, disse fonte ligada à meteorologia.

Contactado por O MINHO, o meteorologista Bruno Café, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera, explica que as chamadas “chuvas de lama” vão decorrer durante esta tarde, com bastante probabilidade, na zona do Algarve e do Alentejo, podendo verificar-se este fenómeno em outras localidades do país onde existam aguaceiros temporários, como é o caso do Minho.

“Há a possibilidade de acontecer na região do Minho e do Douro Litoral, mas é uma previsão muito difícil de fazer e a probabilidade é muito baixa”, disse o especialista, apontando que hoje ainda é “um dia com poeiras a afetar todo o país”.

A Direcção-Geral de Saúde (DGS) também alertou para os efeitos da “fraca qualidade do ar” que se nota por estes dias:  “A população em geral deve evitar os esforços prolongados, limitar a atividade física ao ar livre e evitar a exposição a fatores de risco, tais como o fumo do tabaco e o contacto com produtos irritantes”.

Nesta terça-feira, o aumento da temperatura em Braga foi de cerca de seis graus, segundo Bruno Café, antevendo que na quarta-feira as temperaturas subam para os 30 graus de máxima em Braga, 31 no Porto e 28 em Viana do Castelo.

Na quinta-feira devem conhecer uma descida acentuada com o regresso de aguaceiros a todo o território.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Confederação reúne 12 associações empresariais do Minho. Ministro elogia "exemplo" para o país

Próximo Artigo

Dois dias consecutivos sem mortes por covid no Norte

Artigos Relacionados
x