China planeia última missão para completar estação espacial

Astronomia

A China está a preparar o lançamento de uma nova missão de três pessoas para concluir os trabalhos na sua estação espacial permanente em órbita, informou hoje a agência espacial chinesa.

A missão tripulada Shenzhou-14 vai ser lançada para uma estadia de seis meses, para supervisionar a adição de dois módulos de laboratório para se conectar com o módulo Tianhe, que foi lançado em abril de 2021.

A nave espacial descola no domingo do Centro de Lançamento de Satélites de Jiuquan, na beira do deserto de Gobi, segundo a agência.

A China pretende terminar a construção da estação este ano, com a adição daqueles dois módulos de laboratório em julho e outubro.

O programa espacial chinês lançou o primeiro astronauta em órbita em 2003, tornando a China o terceiro país a fazê-lo, usando os próprios recursos, depois da antiga União Soviética e dos Estados Unidos.

O país pousou sondas na lua e em Marte.

A China está excluída da Estação Espacial Internacional, devido ao desconforto dos EUA de que o programa espacial seja administrado pela ala militar do Partido Comunista Chinês, o Exército de Libertação Popular.

 
Total
0
Partilhas
Artigo Anterior

Rússia prolonga restrições a voos civis em 11 aeroportos até dia 12

Próximo Artigo

Cristiano Ronaldo eleito Jogador do Ano pelos adeptos do Manchester United

Artigos Relacionados
x