Seguir o O MINHO

em

O touro de 450 quilos que irá correr as ruas de Ponte de Lima, esta quarta-feira, durante a tradição secular da Vaca das Cordas, já se encontra na vila minhota.

A Vaca das Cordas decorre sempre na véspera do feriado do Corpo de Deus, o que este ano acontece a 19 de junho.

A tradição obriga a que o animal, que afinal é um touro, saia para a rua pelas 19:00, conduzido por cerca de dezena e meia de pessoas e preso por duas cordas.

É levado até à Igreja Matriz e preso à janela de ferro da Torre dos Sinos, sendo-lhe dado um banho de vinho tinto da região, “lombo abaixo, para retemperar forças”, conforme reza o costume local.

Dá depois três voltas à igreja, sempre com percalços e muitos trambolhões à mistura dos populares que ousam enfrentá-lo, após o que é levado para o extenso areal da vila, dando lugar a peripécias, com corridas, sustos, nódoas negras e até pegas de caras amadoras.

Tapetes do Corpo de Deus na rua de Souto, em Ponte de Lima. Foto: DR

Nas ruas do Centro Histórico irá cumprir-se, madrugada dentro, a confeção dos tapetes floridos, por onde irá passar a procissão do Corpo de Deus.

A mais antiga referência que se conhece da Vaca das Cordas remonta a 1646, quando um código de posturas obrigava os moleiros do concelho (ministros de função) a conduzir, presa por cordas, uma vaca brava, sob condenação de 200 reis pagos na cadeia.

Mais tarde, segundo o Código de Posturas de 1720, a pena agravava-se para 480 réis. Diz a lenda que a Igreja Matriz, da primitiva vila, era um tempo pagão dedicado a uma deusa, simbolizada por uma vaca.

Posteriormente, este templo foi transformado em igreja pelos cristãos que retiraram do seu nicho a imagem da “deusa vaca” e com ela deram três voltas à igreja, após o que a arrastaram pelas ruas da vila, para alegria de todos os habitantes.

Daí virá o costume da Vaca das Cordas, um ritual que foi interrompido em 1881 pela vereação, tendo reaparecido por volta de 1922, para não mais deixar de se realizar.

Anúncio

Ponte de Lima

Professor de Ponte de Lima condenado a cinco anos e meio de prisão por abusar das filhas

Arguido vai apresentar recurso para o Tribunal da Relação

em

Tribunal Judicial de Viana. Foto: Arquivo

Um homem de Ponte de Lima acusado de abusar sexualmente das duas filhas e de uma amiga foi, esta segunda-feira, condenado a uma pena de cinco anos e seis meses de prisão efetiva, e terá de indemnizar as três vítimas, num montante global de cerca de 30 mil euros.

O professor de 59 anos, que foi julgado à porta fechada no Tribunal de Viana do Castelo, respondia por 97 crimes de abuso, coação e importunação sexual.

Até ao momento, O MINHO, que ainda não teve acesso ao acórdão que justificou a pena hoje conhecida, apurou, junto de fonte próxima do processo, que o arguido irá recorrer da sentença para o Tribunal da Relação, pelo que irá aguardar em liberdade por novo julgamento em instância superior.

O homem estava divorciado da mãe das meninas e partilhava a guarda durante as férias, que era quando o pai alegadamente abusava das filhas, ambas menores na altura.

No entanto, os ataques terão começado antes do divórcio, em 2003, quando a filha mais velha, principal vítima do pai, tinha sete anos. A menina chegou mesmo a ser internada compulsivamente devido aos ataques de pânico que sofria, segundo avançou, em março, o Correio da Manhã. Uma amiga das jovens, então com nove anos, também terá sofrido uma tentativa de ataque, mas resistiu às investidas.

Os ataques terão continuado até 2016, quando a jovem revelou os atos à mãe.

O arguido foi então denunciado à Polícia Judiciária de Braga, mas nunca chegou a ser detido. Manteve-se, inclusive, a dar aulas.

Só quando foi conhecida a acusação do Ministério Público, é que o professor foi suspenso de dar aulas e do exercício das responsabilidade parentais.

Continuar a ler

Ponte de Lima

“Galo de Barcelos” vai reinar em Ponte de Lima no dia em que são inaugurados dois novos laboratórios

Adega e espaço equipado com câmaras de atmosfera controlada dinâmica e um túnel de congelação vão ser apresentados

em

Foto: DR

O desafio está lançado pela Escola Superior Agrária do IPVC para mais uma edição do Concurso Gastronómico. O evento, que vai já na 23ª edição, desafia os participantes a criar iguarias alusivas ao tema “Galo de Barcelos” para serem degustadas hoje, às 20:00, no Mosteiro de Refóios.

A edição deste ano fica marcada a inauguração de dois novos laboratórios, num investimento a rondar os 300 mil euros.

A adega experimental é um espaço que vai permitir desenvolver investigação na área dos vinhos, espumantes, cerveja, cidra e outras bebidas fermentadas, nomeadamente Kombucha.

Já a ‘Tecnologias Pós-Colheita’ é um laboratório equipado com câmaras de atmosfera controlada dinâmica e um túnel de congelação, que permite desenvolver investigação na área da fruticultura, sobre técnicas de conservação de frutos, permitindo aumentar o tempo de vida útil destes alimentos.

A noite será igualmente aproveitada para alertar para as questões ambientais com a iniciativa ‘Comunicar Ambiente através da Arte’ que se enquadra no âmbito do projeto CAFE – Consciência Ambiental para o Fim da Embalagens, que resultou do concurso – Novo verde – Packaging Universities Award – no qual a ESA foi distinguida com o 1.º prémio (Região Norte).

Assim a noite será abrilhantada com um desfile que contará com a participação de 20 modelos (alunas e professoras da Escola Superior Agrária), que irão vestir peças confecionadas pela artista plástica Maria Luísa Manso, com resíduos de embalagens e outros. Em simultâneo com o desfile, está prevista uma performance artística com a participação da artista Ana Maria Pintor.

Para além do concurso, que culminará com o jantar, haverá espaço para atuações musicais e muita diversão para além da respetiva entrega de prémios.

Continuar a ler

Ponte de Lima

Fernando Pimenta e a mãe cozinharam ao vivo no Programa da Cristina – vídeo

Imagens: SIC

em

O canoísta limiano Fernando Pimenta e a mãe participaram hoje, como convidados, no popular Programa da Cristina, de Cristina Ferreira.

O vice-campeão olímpico e Rosa Pimenta participaram numa rubrica do popular programa da SIC, onde já esteve, entre outros, o Primeiro-Ministro António Costa.

Recorde-se que Fernando Pimenta é um dos dos cinco campeões de modalidades náuticas que estão a participar na Campanha de Promoção do Consumo de Carapau, uma iniciativa da empresa Docapesca, que está a percorrer várias escolas de todo o país, e que pretende promover a importância de comer peixe junto dos adolescentes.

Foto: Divulgação

Além de Fernando Pimenta, esta iniciativa conta com a colaboração de Francisco Lufinha (kitesurf), Hugo Vau (surf), Joana Pratas (vela) e Teresa Almeida (bodyboard).

Continuar a ler

EM FOCO

Anúncio

ÚLTIMAS

Vamos Ajudar?

Reportagens da Semana

Populares