Seguir o O MINHO

Ave

Chega defende pais de alunos de Famalicão e quer disciplina de Cidadania opcional

Política

em

Foto: ARTV / DR

O deputado único do Chega entregou hoje um projeto de resolução no parlamento a recomendar ao Governo que a disciplina de Educação para a Cidadania e o Desenvolvimento se torne opcional no currículo dos estudantes.

No texto, André Ventura afirma que “a Assembleia da República não pode ficar indiferente ao drama que vive hoje a família Mesquita Guimarães, que vê o Ministério da Educação reprovar dois filhos, obrigando-os a retroceder dois anos escolares por não terem frequentado as aulas” daquela disciplina.

“De facto, e como tem vindo a público, os pais dos dois alunos em causa e que constam do quadro de honra do agrupamento de escolas Camilo Castelo Branco, de Famalicão, no 9º e 7º anos, ambos com média de cinco valores, apresentaram oportunamente a sua objeção de consciência para impedir que os seus filhos frequentassem aquela disciplina”, lê-se.

Caso de alunos de Famalicão ‘chumbados’ por faltarem a disciplina chegou ao Parlamento

O líder demissionário do partido populista de direita e recandidato continua: “ao abrigo do disposto pela Constituição da República Portuguesa, os pais decidiram não abdicar da educação dos seus filhos, por considerarem que no programa daquela disciplina se incluem conteúdos da esfera da intimidade pessoal e éticos, que em nada contribuem para o desenvolvimento harmoniosos dos seus filho”.

Esta semana foi tornado público um manifesto, assinado pelo ex-chefe de Estado Cavaco Silva e pelo ex-primeiro-ministro Passos Coelho, pela “objeção de consciência” face à disciplina de Educação para a Cidadania e o Desenvolvimento.

Caso de Famalicão motiva abaixo-assinado subscrito por quase 100 personalidades

O referido documento foi subscrito por quase 100 pessoas, incluindo o cardeal patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, os antigos presidentes do CDS-PP Adriano Moreira e José Ribeiro e Castro, o deputado socialista Sérgio Sousa Pinto e anteriores ministros da Educação como David Justino e Maria do Carmo Seabra.

Anúncio

Ave

Cadastrado procurado pela polícia espanhola apanhado em Cabeceiras de Basto

Traficante de droga natural de Famalicão estava a tentar obter um passaporte

Foto: Ilustrativa / DR

Um cadastrado, natural de Famalicão, que estava a ser procurado pela polícia espanhola, foi apanhado na semana passada pelo SEF de Braga quando tentava obter um passaporte na Conservatória de Cabeceiras de Basto.

Segundo o Correio da Manhã (CM), que avança a notícia (acesso exclusivo a assinantes), tinha sido emitido um mandado de captura internacional sobre o indivíduo, que está há dois meses em liberdade e é suspeito de tentativa de homicídio.

António Macedo Mariz, traficante de droga conhecido das autoridades policiais, voltou para a cadeia e aguarda saber se vai ser extraditado.

Segundo o CM, o suspeito chegou a estar evadido da cadeia de Santa Cruz do Bispo, em Matosinhos, depois de em 2015 não ter voltado de uma saída precária.

Foi apanhado quatro anos depois, à porta de um café em Borba do Castelo, Celorico de Basto, pelos inspetores da PJ de Braga. Estava a sair de um Porsche Panamera, no qual guardava quase 100 mil euros em notas, alegadamente provenientes do tráfico de droga.

Voltou para a cadeia do Vale de Sousa, em Penafiel, de onde saiu em novembro passado, depois de cumprir o resto da pena de seis anos de cadeia a que tinha sido condenado.

Suspeito de ter tentado matar um cidadão espanhol, as autoridades espanholas querem julgar António Macedo Mariz, que recusou ser extraditado.

Vai aguardar em prisão preventiva a decisão das autoridades judiciais.

Continuar a ler

Ave

Famalicão cancela Marchas Antoninas

Devido à pandemia

Foto: Divulgação / CM Famalicão

A Câmara de Vila Nova de Famalicão anunciou hoje o cancelamento da edição deste ano das Marchas Antoninas, por falta de condições para a preparação e ensaios, na sequência das limitações impostas pela pandemia da Covid-19.

Em comunicado, a Câmara sublinha que a decisão de cancelar o “momento alto” das Festas Antoninas, que se realizam em junho, “não significa o total cancelamento de todo o programa cultural e desportivo da edição deste ano, cuja realização será posteriormente avaliada pelo executivo municipal consoante a evolução da pandemia”.

Refira-se ainda que, da reunião com as cerca de 15 Instituições/associações que participam nas Marchas Antoninas, que decorreu no passado dia 13 de janeiro, o tema do desfile para 2022 será o mesmo que tinha sido aprovado para 2020 e adiado para 2021: “Jornais de Vila Nova”.

Continuar a ler

Guimarães

Três detidos por furtos em estabelecimentos comerciais em Vizela e Guimarães

Crime

Foto: Ilustrativa / GNR

A GNR deteve três homens, com idades entre os 22 e os 34 anos, por furtos em estabelecimentos comerciais em Vizela e Taipas, em Guimarães, no domingo, anunciou hoje aquela força militar.

Em comunicado, o Comando Territorial de Braga explica que, “na sequência de uma denúncia, os militares deslocaram-se para o local onde detiveram um suspeito que tinha sido retido pelo proprietário de um estabelecimento comercial após uma tentativa de furto, em Vizela”.

Material apreendido. Foto: GNR

Durante a madrugada de domingo, acrescenta a GNR, no âmbito de uma ação de patrulhamento, os militares intercetaram dois suspeitos que se preparavam para furtar um estabelecimento comercial na localidade das Taipas.

Os detidos tinham na sua posse diversos bens furtados de outros estabelecimentos comerciais, os quais foram apreendidos, entre os quais dois telemóveis, 550 euros e oito artigos de vestuário.

Os detidos foram constituídos arguidos e os factos remetidos ao Tribunal Judicial de Guimarães.

Continuar a ler

Populares