Seguir o O MINHO

Futebol

Chaves conquista Troféu Município de Melgaço ao bater espanhóis do Compostela

No Centro de Estágios de Melgaço

em

Foto: Facebook de GD Chaves (Arquivo)

O Desportivo de Chaves, da II Liga portuguesa de futebol, conquistou hoje o Troféu Município de Melgaço, ao vencer por 2-0, com golos dos jovens avançados Tanko e João Paredes, o Compostela, do terceiro escalão de Espanha.


No encontro que decorreu Centro de Estágios de Melgaço, onde a equipa flaviense está a estagiar, foram os avançados da equipa secundária, que estão a realizar a pré-temporada ao serviço da equipa às ordens de José Mota, a decidir perto do fim, com golos de Tanko, de 21 anos, aos 85 minutos, e de João Paredes, de 23 anos, aos 90.

A formação de Chaves dominou o encontro frente ao emblema de Santiago de Compostela, orientado por Iago Iglesias, e voltou a vencer o Troféu Município de Melgaço, que registou a 19.ª edição, após o êxito em 2015, frente à equipa secundária dos espanhóis do Celta de Vigo.

No lado dos flavienses, o extremo Wagner, por motivos familiares, e o avançado André Luís e o médio Carlos David, por motivos físicos, ficaram de fora, enquanto o extremo Niltinho se lesionou no decorrer do encontro.

O conjunto transmontano, que está em estágio na localidade minhota até domingo, defronta no sábado, às 11:00, em Barcelos, o Gil Vicente, em mais um encontro de pré-temporada.

Anúncio

Futebol

João Pedro Sousa quer mostrar “evolução” do Famalicão no duelo com Marítimo

I Liga

em

Foto: DR

O treinador do Famalicão, João Pedro Sousa, garantiu hoje que a sua equipa “está a evoluir” e pretende mostrá-lo já na partida deste sábado, frente ao Marítimo, da I Liga portuguesa de futebol.

“Ainda só ganhámos uma vez, mas queremos fazê-lo mais vezes. A nossa grande preocupação é evoluirmos o nosso jogo. Sem isso, teremos muitas dificuldades no futuro, mesmo vencendo este jogo”, analisou o técnico dos minhotos.

João Pedro Sousa reconheceu que “ainda há trabalho a fazer” nos processos defensivos da equipa, que tem sofrido vários golos em lances de bola parada, mas acredita que também nesse capítulo a equipa tem crescido.

“No último jogo, frente ao Sporting de Braga, só perdemos um lance de bola parada, que infelizmente deu golo. Há um sinal de evolução, mas temos a convicção que ainda não estamos onde podemos estar. É preciso melhorar”, partilhou.

Sobre o compromisso deste sábado com o Marítimo, o técnico dos famalicenses apontou um adversário que é “forte e competitivo e assenta muito do seu jogo numa organização defensiva competente”, mas prometeu uma equipa “focada na forma como vai desestabilizar o adversário”.

“Queremos reduzir os golos sofridos, mas também atacarmos melhor. É um processo que está a decorrer de forma normal e desde início que fomos honestos e dissemos que estávamos atrasados. Da primeira jornada para a sexta há uma diferença de sete jogadores de um onze para o outro, devido a atletas que chegaram tarde ou como lesões. Foi um começo muito atípico”, acrescentou João Pedro Sousa.

Sem poder contar com defesa central Ricielli, que tem de cumprir castigo, o treinador dos minhotos apontou como opções para o lugar Henrique Trevisan, Alexandre Penetra ou Diogo Queirós, alongando-se sobre o facto de ainda não ter promovido a estreia deste último.

“O Diogo Queirós chegou ao Famalicão e passado pouco tempo foi para a seleção sub-21. Agora foi outra vez chamado, e estará mais tempo a representar o país do que connosco. Precisamos de conhecê-lo melhor e ele conhecer mais a nossa forma de jogar, mesmo sendo um orgulho termos jogadores nas seleções”, partilhou João Pedro Sousa.

Para este desafio com o Marítimo, o técnico dos minhotos não pode contar com o defesa Riccieli, expulso na última partida frente ao SC Braga, e também com o avançado Anderson que ainda recupera de lesão.

O Famalicão, 12.º classificado com seis pontos, recebe este sábado o Marítimo, 11.º com sete, numa partida agendada para as 18:00, que terá arbitragem de Luís Godinho, da Associação de Futebol de Évora.

Continuar a ler

Futebol

Árbitro João Pinheiro, de Barcelos, infetado com covid-19

De Viatodos

em

Foto: FPF

O árbitro João Pinheiro, natural de Viatodos, Barcelos, testou positivo ao novo coronavírus e vai falhar o jogo de hoje da Liga Europa de futebol entre o Sivaspor e o Qarabag, anunciou a Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

A FPF refere que João pinheiro se encontra bem e que vai cumprir as recomendações da Direção-Geral da Saúde (DGS).

O árbitro estava nomeado pela UEFA para um jogo da terceira jornada do Grupo I da Liga Europa, entre Sivaspor e Qarabag, em Sivas, na Turquia, tal como assistentes Tiago Costa e Pedro Ribeiro, tendo o trio sido substituído.

Apenas o quarto árbitro do jogo, Iancu Vasilica, se manteve nomeado.

“Os agentes de arbitragem, como o ‘staff’ de apoio, estão a ser submetidos ao protocolo de testes definido pela DGS e têm acompanhamento clínico permanente da Unidade de Saúde e Performance da FPF”, concluiu a federação.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 1,2 milhões de mortos em mais de 48,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 2.740 pessoas dos 161.350 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da DGS.

Continuar a ler

Futebol

Bruno Varela promete Vitória com “estratégia” para “travar” Sporting

I Liga

em

Foto: Divulgação / Vitória SC (Arquivo)

O guarda-redes do Vitória SC Bruno Varela afirmou hoje que os minhotos querem “travar” o Sporting, líder da I Liga portuguesa de futebol, tendo uma “estratégia montada” para o conseguir no sábado, em jogo da sétima jornada.

Na época de regresso a Portugal, após época e meia nos holandeses do Ajax, o guardião, de 26 anos, realçou que o Vitória, a formação com menos golos sofridos no campeonato – três – vai lutar pelo triunfo diante da equipa que, após seis jornadas, lidera a prova, com 16 pontos, e apresenta o melhor ataque, a par de Benfica e de FC Porto – 15 golos.

“Temos uma estratégia montada para tentar travar o Sporting, que tem sido a melhor equipa do campeonato até agora. Está em primeiro e é o líder (…). Vamos entrar para ganhar, não só por jogarmos em casa, mas porque o Vitória é entra sempre para ganhar em todos os jogos”, referiu, em declarações aos meios do clube, antes do jogo marcado para as 20:30, no Estádio D. Afonso Henriques, em Guimarães.

Bruno Varela realçou que a estratégia do Vitória, sexto classificado, com 10 pontos, pretende “contrariar o ataque” leonino, mantendo a “baliza a zero”, e “fazer mossa na defesa”, com a “qualidade” dos elementos mais avançados a “decidir”.

Convicto de que os homens de Guimarães têm sido “competentes” na defesa, face à “coesão” e à “entreajuda” até agora demonstradas, o guarda-redes formado no Benfica, que, além das ‘águias’, representou Valladolid, de Espanha, e Vitória de Setúbal, admitiu também estar “mais maduro”.

“Quero ser mais um a ajudar, a cumprir os objetivos que o Vitória tem para esta época. Vou tentar deixar a minha marca, juntamente com os meus colegas. É um orgulho ser um ‘conquistador'”, sublinhou.

Bruno Varela confessou ainda sentir “pena” por não contar com os adeptos no Estádio D. Afonso Henriques, algo por que “qualquer jogador anseia quando chega ao Vitória”, mas impossível no momento, face à pandemia de covid-19

“Queremos tê-los cá o mais rapidamente possível, mas até lá temos de nos adaptar a esta situação”, disse.

Continuar a ler

Populares