Seguir o O MINHO

Barcelos

César Mourão divertido em Barcelos, a “terra do maior despertador do mundo”

´Terra Nossa’

em

Foto: Imagem SIC

Figuras emblemáticas, do artesanato ao desporto e à restauração, estiveram em destaque no programa “Terra Nossa” dedicado a Barcelos e que foi transmitido no último sábado na SIC. Como O MINHO noticiou, o humorista César Mourão andou por Barcelos em abril a ‘fazer das suas’ e o resultado viu agora a luz do dia.

César Mourão começa por apresentar Barcelos como a “terra do maior despertador do mundo”, numa alusão ao famoso Galo (e logo a abrir entrevista uma mascote em pleno centro da cidade).

Depois, o programa destaca a conceituada artesã Júlia Côta, recordando que no início da sua carreira pintava os galos com pelos cortados do rabo de um gato e que uma das suas obras foi entregue ao ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama.

Do artesanato ao desporto, César Mourão visita a ‘Catedral’, isto é o Pavilhão Municipal, onde joga o Óquei de Barcelos, para entrevistar a Dona Alzira, carismática funcionária do clube e avó de vários jogadores.

Ainda no plano desportivo, César Mourão entrevistou Lino Silva, massagista do Gil Vicente, e Sameirinho, uma das maiores adeptas do clube e que, por esse amor, até comprou uma campa no cemitério municipal, mesmo ao lado do Estádio Adelino Ribeiro Novo, onde até 2004 a equipa principal disputava os jogos em casa e ainda hoje jogam as camadas jovens.

Carlitos, uma das maiores glórias do Gil Vicente, também entrou no programa e a sua polémica passagem pelo Belenenses, logo a seguir à descida dos gilistas por via do ‘Caso Mateus’, foi abordada.

Como os assuntos se interligam, César Mourão falou com a “bruxa” Dona Dores, que “adivinhou” a descida de divisão do Gil Vicente.

De regresso ao plano funerário, o programa destacou o conhecido cangalheiro da Funerária de Barcelinhos, conhecido por Chalana, que contou a anedota de um cliente que lhe pediu para o enterrar de rabo para cima: “Para mijar para os que lá estão e cagar para os que cá ficam”.

Outra figura em destaque foi “Jorginho”, sócio de Carlitos e gerente do restaurante Turismo, que usa toalhas tradicionais para fazer os seus casacos e, através da restauração, assume-se como um dos maiores embaixadores da cidade. “O Goucha de Barcelos”, descreve César Mourão.

“Terra Nossa” ainda destaca o cantor popular Jorge Loureiro, “apanhado” a tocar umas modinhas no ‘Paulista’, na Rua da Palha, onde a ‘mista’ – panado com salsicha e cebola no pão – é a especialidade mais procurada.

A terminar, e como não podia deixar de ser, César Mourão ainda passeou pela feira semanal.

Populares