Seguir o O MINHO

Alto Minho

Cerveira garante 6 milhões para água e saneamento através de empresa Águas do Alto Minho

Com a aprovação de candidaturas formalizadas através da empresa regional Águas do Alto Minho

em

Foto: DR / Arquivo

A Câmara de Vila Nova de Cerveira informou hoje ter garantido um investimento de seis milhões de euros em abastecimento de água e saneamento básico, com a aprovação de candidaturas formalizadas através da empresa regional Águas do Alto Minho.

Em comunicado, o município adiantou que, “até 2021, a intervenção abrange todas as freguesias do concelho e incide em mais de 50 quilómetros de condutas degradadas, contribuindo ainda para a regulação definitiva do indicador pH da água distribuída às populações que condiciona fortemente o índice da qualidade da água para consumo humano”.

“Uma das intervenções com grande impacto é a remodelação da conduta de abastecimento de água ao longo da Estrada Nacional (EN) 13, desde Vila Meã a Gondarém, e a instalação de equipamentos de monitorização e controlo nos sistemas de abastecimento de água. Com um investimento de 2,5 milhões de euros, trata-se de uma necessidade premente devido à ocorrência de constantes ruturas que causam elevadas perdas de água, devido às infraestruturas deficitárias e antigas”, sustenta o município.

A Águas do Alto Minho é uma empresa de gestão das redes de água em baixa e do saneamento, detida em 51% pela Águas de Portugal (AdP) e em 49% por sete municípios do distrito de Viana do Castelo (Arcos de Valdevez, Caminha, Paredes de Coura, Ponte de Lima, Valença, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira), que compõem a Comunidade Intermunicipal (CIM) do Alto Minho.

Três concelhos do distrito – Ponte da Barca (PSD), Monção (PSD) e Melgaço (PS) – reprovaram a constituição daquela parceria.

A autarquia, liderada pelo independente Fernando Nogueira, realçou ainda que, “fruto de um investimento previsto pelas Águas do Norte e não contabilizado nestas candidaturas já aprovadas, a instalação de um grande reservatório de água em Mangoeiro resolverá o problema de abastecimento de água neste lugar como também na parte alta da freguesia de Gondarém, e se necessário poderá reforçar o abastecimento de água à freguesia de Sopo”.

No saneamento básico, e “em complemento às intervenções em curso nas freguesias de Cornes, Reboreda, Nogueira e Campos, orçadas em mais de um milhão de euros, a autarquia vai também implementar um novo subsistema de drenagem de águas residuais na freguesia de Sopo, através de uma solução gravítica (cerca de 700 mil euros), modernizar as infraestruturas existentes e a ampliação do serviço de saneamento de águas residuais a populações ainda não servidas na área de influência do sistema de Vila Nova de Cerveira, designadamente de aglomerados populacionais da freguesia de Loivo (candidatura a aguardar decisão)”.

A Câmara de Viana Nova de Cerveira destacou ainda que “os projetos de execução agora aprovados foram submetidos ao Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso dos Recursos (POSEUR), totalizando um investimento de cerca de seis milhões de euros, no âmbito da criação da parceria pública Águas do Alto Minho que junta sete municípios do Alto Minho à empresa pública Águas de Portugal”.

Anúncio

Alto Minho

Todas as casas de Merufe, em Monção, acordaram com gel desinfetante e luvas à porta

Covid-19

em

Foto: Divulgação / JF Merufe

Os cerca de 1.024 habitantes da freguesia de Merufe, no concelho de Monção, acordaram na passada sexta-feira com um saco à porta, contendo gel desinfetante, luvas, um saco reutilizável para compras e um panfleto informativo sobre o novo coronavírus.

A ação foi levada a cabo pela junta de freguesia, de forma a prevenir a propagação da covid-19, depois de se ter registado o primeiro caso positivo naquela freguesia.

A autarquia liderada por Márcio Alves resolveu entregar estas ofertas de forma a proteger a população local, num concelho que regista hoje 7 casos confirmados da nova doença infeciosa, segundo dados publicados este domingo pela DGS.

Continuar a ler

Alto Minho

Arcos de Valdevez com uma morte, dois curados, cinco internados e 16 a recuperar em casa

Covid-19

em

Foto: Divulgação

A delegada de saúde responsável por Arcos de Valdevez divulgou hoje o ponto de situação no concelho, avançando 24 casos confirmados por infeção do novo coronavírus, que provoca a doença covid-19.

Segundo Zulmira Afonso, até ás 15 horas deste sábado, o concelho arcoense tinha cinco utentes internados com prognóstico mais complicado, um no Hospital de Santo António, no Porto, dois no Hospital de Braga e outros dois no Hospital de Viana.

De acordo com a mesma fonta, dois casos de internamento já tiveram alta hospitalar, estando recuperados.

Em isolamento domiciliário, com sintomas menores (ou até assintomáticos), estão 16 infetados.

Há registo de um óbito, de uma mulher que faleceu na passada terça-feira.

Continuar a ler

Alto Minho

Covid-19: Ponte de Lima disponibiliza mais 75 camas, 285 no total

Covid-19

em

Foto: Divulgação / CM Ponte de Lima

Ponte de Lima irá dispor de mais 75 novas camas para apoiar as unidades de saúde durante a fase exponencial da pandemia covid-19, ficando no total com 285, foi ontem anunciado.

A estas novas somam-se as 160 camas já disponíveis, de acordo com o Plano Operacional Municipal para o Coronavírus (POMCov) e das 50 da Pousada da Juventude

Para além das camas de retaguarda, a autarquia tem disponibilizado “um conjunto de alojamentos destinados a grupos de reforço ou grupos adaptados para as mais variadas situações”.

As novas 75 camas instaladas no Pavilhão Municipal de Arca e Ponte de Lima funcionarão como “estruturas de apoio de retaguarda para apoiar as unidades de saúde do concelho, e criar espaços adequados para receber utentes ou outros que necessitem de ficar em quarentena”.

Deste conjunto de 75 camas, 25 foram doadas pela Dream Argument, Lda, empresa de fabricação de mobiliário de madeira para outros fins, constituída em 2014 e a laborar na freguesia de S. Pedro de Arcos, informa a autarquia.

Continuar a ler

Populares