Seguir o O MINHO

Guerra na Ucrânia

Cerca de 2,7 mil milhões de euros da venda do Chelsea irão para apoio a refugiados

Guerra

em

Foto: DR / Arquivo

Cerca de 2,7 mil milhões de euros referentes à venda do Chelsea vão ser revertidos para organizações de caridade de apoio a deslocados ucranianos, adiantou o Gabinete de Implementação de Sanções Financeiras.

O clube foi vendido na sequência de sanções impostas à Rússia, que obrigaram o antigo dono, o magnata Roman Abramovich, a vender o clubea Todd Boehly e à Clearlake Capital por um total de 4,9 mil milhões de euros.

O vice-diretor do gabinete, Christopher Watts, explicou que o dinheiro está atualmente congelado no banco britânico.

“Tivemos de perceber quem eram os compradores, para onde ia o dinheiro e ter a certeza absoluta que não seria atribuído a uma só pessoa designada”, afirmou o vice-diretor aos deputados britânicos, citado pela Sky News.

Em 7 de maio, os londrinos anunciaram que o grupo liderado por Boehly iria adquirir o Chelsea por 4,25 mil milhões de libras (4,9 mil milhões de euros).

EM FOCO

Populares