Seguir o O MINHO

Guimarães

Centro social em Guimarães aumenta salário mínimo dos funcionários para 800 euros já em dezembro

Medida abrange 50 trabalhadores, mas os que ganham mais também vão ser aumentados

em

Foto: DR

O Centro Social de Guardizela, em Guimarães, vai aumentar, já em dezembro, o salário mínimo dos seus funcionários para 800 euros, indo, assim, mais longe que o Governo, que decretou o aumento do salário mínimo em 2023 para 760 euros (é atualmente de 705).

São 50 os trabalhadores da instituição – que no total emprega cerca de 80 pessoas – abrangidos pelo novo salário mínimo, o que rondará um investimento de 80 mil euros ao longo de um ano. Mas também os outros trabalhadores que já auferem vencimentos superiores serão proporcionalmente aumentados, elevando o investimento do Centro Social na valorização dos salários para “mais de 100 mil euros”, explica a O MINHO o seu presidente, Manuel Silva.

A decisão de aumentar os salários foi tomada tendo em conta, “no momento atual, as dificuldades do seus trabalhadores e famílias, com o significativo aumento dos custo de vida, mas também pelo empenho e dedicação que as pessoas tenham tido na instituição”.

“O salário não compensa justamente o trabalho que as pessoas fazem, acho que merecem muito mais do que lhes estamos a dar, mas infelizmente não é possível aumentarmos mais”, aponta Manuel Silva.

E conclui: “Temos uma gestão que nos dá condições para [fazermos estes aumentos], porque o nosso maior investimento é nos recursos humanos. Nos últimos tempos tem havido um aumento nos gastos energéticos, mas a maior fatia do nosso orçamento é para o recursos humanos”.

O Centro Social de Guardizela é uma instituição particular de solidariedade social, sem fins lucrativos, que desenvolve a sua actividade, na área social comunitária.

Surgiu em 2000 e tem como objectivo primordial dar resposta às necessidades da população residente na área da sua freguesia e arredores.

Tem valências para idoso (Estrutura Residencial, Serviço de Apoio Domiciliário, Centro de Dia e Universidade Sénior) e para crianças (Berçário, Creche, Pré-Escola, CATL, Acompanhamento ao Estudo).

Populares