Seguir o O MINHO

Cávado

Centro Interpretativo de S. Lourenço desperta mais novos para a história local

em

O Município de Esposende dá a conhecer a história local do concelho à comunidade educativa, através da atividade “O gigante que vivia ao lado do rio”, a desenvolver ao longo deste mês no Centro Interpretativo de S. Lourenço.

Trata-se de uma atividade de dinamização e exploração da exposição temporária “Mar de Histórias”, patente desde abril neste equipamento municipal, direcionada para os alunos com idades entre os 3 e os 11 anos. Partindo da observação de um prato de oferendas dos achados arqueológicos da praia de Belinho, é abordada a lenda de S. Cristóvão, numa ação que visa estabelecer a ligação entre o passado, o presente e o futuro, dar a conhecer o património cultural local e explorar a iconografia de peças arqueológicas e o seu significado.

A atividade está preparada para se realizar no Centro Interpretativo, bem como nos estabelecimentos de ensino, nomeadamente para turmas dos 4.º e 5.º anos de escolaridade.

A exposição “Mar de Histórias” integra o programa comemorativo dos 30 anos de intervenções arqueológicas no concelho, que o Município está a desenvolver.

“Sendo o mar e o rio elementos marcantes na História de Esposende, esta mostra pretende dar a conhecer e partilhar a relação do Homem com o mar e com os rios Cávado e Neiva, desde a Pré-História à Época Moderna. Resulta do trabalho de diversos investigadores, dezenas de achadores e centenas de voluntários nacionais e estrangeiros, que ao longo dos últimos 30 anos se entregaram a este Património, tornando este sítio arqueológico numa das mais importantes escolas de Arqueologia”, descreve, em comunicado, a autarquia de Esposende.

As inscrições para esta atividade podem ser efetuadas através de e-mail, via telefone para 253 960 179/ 100 ou diretamente no Centro Interpretativo de S. Lourenço.

Populares